Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Unidade aguarda há 36 anos a adequação de engenharia com um elevador e escada de acesso de segurança. Hospital recebe um fluxo diário de 5 mil pessoas, sendo 60% dos atendimentos no Pronto-Socorro, apenas pelo Sistema Único de Saúde.

O Governo do Estado liberou R$ 2,5 milhões para a obra de infraestrutura do Hospital Evangélico de Londrina ontem (2). A unidade aguarda há 36 anos a adequação de engenharia com um elevador e uma escada de acesso de segurança, facilitadora do transporte de pacientes e saída de emergência.

O secretário estadual da Saúde, Beto Preto, esteve nas instalações e destacou a importância dos investimentos, lembrando que há cerca de 40 anos o Evangélico não formalizava um convênio com o Estado.

"Um hospital importantíssimo, como é o Evangélico, aguardava há muito tempo por estas obras para modernizar e colocar o hospital no século 21, cumprindo todas as normas de adequação exigidas pelo Corpo de Bombeiros e Vigilância Sanitária”, disse. “Certamente, é mais conforto e segurança para as pessoas que trabalham aqui e também para os pacientes".

A obra tem contrapartida de R$ 500 mil do Hospital Evangélico, que recebe um fluxo diário de aproximadamente 5 mil pessoas e é referência na Região Norte do Paraná, sendo 60% dos atendimentos no Pronto-Socorro, apenas pelo Sistema Único de Saúde.

O diretor-executivo do HE, Lincoln Vieira Magalhães, destacou a iniciativa. “Um momento histórico, que vai garantir a segurança do paciente, numa obra de muita qualidade”, disse.

Em Londrina, o secretário Beto Preto ainda visitou a Santa Casa e o Hospital do Câncer para tratar de novas parcerias e ações, especialmente na política de atendimento do pós-pandemia.

"Em Londrina temos uma robusta estrutura de saúde e por isso mesmo é fundamental que a gente pense em ampliar serviços à população. Fiquei muito contente em saber que gestores hospitalares estão alinhados com as metas de fortalecimento do atendimento", avaliou o secretário.

Presenças

Participaram da reunião a superintendente do Evangélico, Lourdes Marques; o diretor-geral da Secretaria da Saúde, Nestor Werner Junior; a diretora de Atenção e Vigilância em Saúde, Maria Goretti David Lopes; a diretora Regional de Saúde de Londrina, Maria Lúcia Lopes; e os deputados estaduais Tercílio Turini e Cobra Repórter.

AEN

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.