Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O HU inaugurou ontem (15) a  primeira fase do Hospital de Retaguarda com 30 leitos para uso imediato. São 10 leitos de UTI e 20 de enfermaria. Os outros 90 leitos do Hospital de Retaguarda serão liberados em julho no prédio da maternidade, que já está pronto.

Os 120 leitos do Hospital de Retaguarda foram anunciados em abril pelo deputado Tiago Amaral, vice-líder do Governo,  que viabilizou R$ 10 milhões junto ao Governo do Estado para o Hospital de Retaguarda a ser montado na maternidade e ampliação do Pronto Socorro, atendendo as demandas apresentadas pela diretora superintendente do HU, Vivian Feijó, e pelo reitor da UEL, Sérgio Carlos de Carvalho. Outros R$ 3,2 milhões para o Hospital de Retaguarda vieram da Câmara de Vereadores que autorizou o repasse de R$ 5 milhões.

Na sexta-feira (12) o deputado Tiago Amaral, que está como líder do Governo - após o teste positivo de Covid do deputado Hussein Bakri - anunciou a autorização do Governador Ratinho Junior para contratação de 190 profissionais de saúde para o HU de Londrina, sendo 64 vagas para nível superior e 126 para agente universitário de cargo médio. Na lista de profissionais a serem contratados estão médicos, enfermeiros e técnicos. A contratação está prevista por um período de seis meses para enfrentamento ao covid. 

Além dos recursos liberados para a estruturação do Hospital de Retaguarda, já foram viabilizados para o HU outros R$ 3 milhões junto ao Governo Estadual por meio de alterações orçamentárias e mais R$ 3,8 milhões de suplementação orçamentária. Também foram entregues dez conjuntos de equipamentos para leitos de tratamento intensivo (UTI), totalizando cerca de R$ 24 milhões.

Rosi Guilhen/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios