Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Assembleia Legislativa do Estado do Paraná

Realizado gratuitamente e de forma virtual, curso tem o objetivo de sensibilizar a população sobre o consumo e produção conscientes e sustentáveis

A Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria Municipal do Idoso, em parceria com a Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), está ofertando, gratuitamente, a Oficina sobre Sustentabilidade para Idosos. Voltado para pessoas acima de 60 anos de idade, o curso será realizado integralmente em ambiente virtual e inicia no dia 19 de março, às 16h40.

A atividade será composta por cinco encontros on-line, realizados quinzenalmente, às sextas-feiras, até o mês de maio. Ela será ministrada pela professora da UTFPR, Tatiane Cristina Dal Bosco, com apoio dos alunos do curso de Engenharia Ambiental e Química. As inscrições devem ser feitas pelos telefones dos Centros de Convivência da Pessoa Idosa (CCIs): 3375-0307 (CCI Leste); 3375-0334 (CCI Oeste); e 3375-0090 (CCI Norte), de segunda a sexta, das 8 às 14 horas. Foram disponibilizadas 25 vagas.

Durante a oficina, os idosos vão aprender como aproveitar alimentos e confeccionar os seguintes itens: vaso decorativo com lata de leite ninho, porta-controle com caixa de leite, porta-treco de garrafa pet e uma carteira com caixa de leite.

O objetivo da capacitação é desenvolver a sensibilização da comunidade externa à UTFPR quanto à Coleta Seletiva Solidária, consumo e produção conscientes e sustentáveis. Para tanto, serão abordadas estratégias virtuais e orientações visando à melhoria da qualidade do gerenciamento de resíduos sólidos, reaproveitamento de resíduos e qualidade de vida da comunidade. A atividade também visa contribuir com a formação de grupos de idosos, orientando-os e sensibilizando-os quanto à importância de cada um fazer a sua parte para a segregação correta dos resíduos, consumo sustentável, reciclagem e combate a doenças como a dengue.

A gerente de articulação comunitária da Secretaria Municipal do Idoso (SMI), Rosely Sonoda Gomes, ressaltou a importância do desenvolvimento de atividades virtuais, que contribuam e oportunizem momentos para descontração e socialização para as pessoas idosas. “Esta experiência oportuniza rever as pessoas queridas, mesmo que virtualmente, visto que é vital observar as orientações em relação ao isolamento social neste momento crítico que estamos vivendo. Dessa forma, é muito importante oferecer algo novo, que possa ser realizado em casa e que ajude a comunidade nesse período de pandemia”, destacou.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios