Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Podem participar alunos do 5º ano do ensino fundamental ao 2º ano do ensino médio, de escolas públicas e particulares; edital está no site da Câmara de Vereadores

Amanhã (30) encerram as inscrições para participação nos programas Parlamento Jovem/Câmara Mirim edição 2019/2020, desenvolvidos em parceria pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PR) e Câmara Municipal de Londrina. As inscrições devem ser feitas pelas instituições de ensino por e-mail, a partir do envio de um formulário disponível em arquivo eletrônico no endereço https://www.cml.pr.gov.br/cml/site/camaramirim/docs/2019/edital2019.pdf que também divulga as regras que norteiam o processo de seleção das escolas e a eleição dos estudantes. Podem participar alunos do 5º ano do ensino fundamental ao 2º ano do ensino médio, de escolas públicas e particulares de Londrina.

Criada em 2017 pelo Legislativo, a Câmara Mirim permite que estudantes do ensino fundamental e médio atuem como se fossem vereadores. O "mandato" dura um ano e desde 2018 a escolha dos alunos pela comunidade escolar segue todos os trâmites de uma eleição oficial, por meio de uma parceria da Câmara Municipal de Londrina com TRE-PR, que também desenvolve o projeto Parlamento Jovem. Como resultado desta união, os programas permitem que os estudantes entendam não apenas o processo legislativo como as regras eleitorais e os procedimentos para a eleição dos agentes políticos.

“O objetivo é promover a formação política e cidadã de nossas crianças, nossos adolescentes e jovens. Estimulá-los a exporem seus pensamentos sobre os mais diversos temas propostos, sem a preocupação de que existam ideias divergentes. Aliás, esse é o propósito, promover o saudável debate entre eles”, explica o presidente do Legislativo, vereador Ailton Nantes (PP), lembrando ainda que a experiência é muito rica tanto para estudantes como também para os parlamentares.

Processo eleitoral - Finalizada nesta semana a fase de inscrição das escolas inicia-se a preparação para o processo eleitoral que deverá eleger um vereador mirim e o respectivo suplente de cada uma das instituições inscritas. Para tanto, as escolas deverão indicar os professores responsáveis pelo projeto, para receberem a capacitação da Justiça Eleitoral de Londrina sobre todo o desenvolvimento da primeira etapa, que é o processo de eleição. Durante essa fase, os estudantes conhecerão as regras eleitorais e participarão de todos os procedimentos que antecedem um pleito, como a filiação a partidos políticos fictícios, a participação em convenções partidárias para a escolha dos representantes das siglas e o desenvolvimento de campanhas eleitorais nas escolas. No dia da votação, as instituições de ensino receberão urnas eletrônicas preparadas com as fotos e informações dos candidatos.

Asimp/CML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios