Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A Secretaria Municipal de Políticas para as Mulher, em parceria com diversas entidades, levará atividades físicas, música, dança e informações para a comunidade

Neste domingo (8), a partir das 8 horas, as margens do Lago Igapó vão servir de palco para a celebração do Dia Internacional da Mulher. Até às 12 horas, a população poderá participar de diversas atrações gratuitas, que acontecerão na Rua Bento Munhoz da Rocha Neto, nas proximidades do número 515. A ação faz parte do calendário oficial do Mês da Mulher em Londrina, organizado pela prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres.

Durante a manhã, haverá um café com frutas e alimentos saudáveis, música, dança, aula de alongamento, caminhada, corrida, aferição de pressão arterial, teste de glicemia, orientações sobre os cursos gratuitos oferecidos na Casa da Mulher, sobre os serviços de enfrentamento à violência doméstica, familiar e sexual contra as mulheres, conscientização a respeito da prevenção e combate à dengue e outras doenças endêmicas e um abraço que marcará o encerramento da Marcha Mundial pela Não Violência, que teve início em Madrid (Espanha), em 2 de outubro de 2019. Os participantes também farão uma panfletagem no local e distribuirão materiais informativos aos interessados.

Segundo a secretária municipal de Políticas para as Mulheres, Nádia Oliveira de Moura, a intenção é celebrar o dia mulher levando informação sobre os serviços ofertados por toda a rede municipal gratuitamente. “Queremos celebrar o Dia Internacional da Mulher com atividades culturais e artísticas e levarmos mais informações sobre os direitos das mulheres e os serviços gratuitos que temos à disposição de todas na rede municipal, como os cursos de capacitação para o mundo do trabalho, geração de renda, em prol da saúde e bem-estar e também aqueles para o combate à violência doméstica e familiar”, disse a secretária.

Para isso, estarão presentes as profissionais da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres, falando mais sobre o Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CAM), a Casa Abrigo Canto de Dália e a Casa da Mulher: Centro de Formação e Ações Integradas. Também vão participar os membros do Conselho Municipal dos Direitos das Mulheres (CMDM), a Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM), Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR), por meio da 6ª Vara Criminal de Londrina do Juizado de Violência Doméstica Familiar Contra Mulher e de Crimes contra Criança e Adolescentes (Vara Maria da Penha); a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB); Conselho da Comunidade do Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná; Ministério Público do Paraná; Universidade Estadual de Londrina (UEL), por meio do Núcleo Maria da Penha: Resgate da Dignidade da Mulher na Violência Doméstica (NUMAPE), Universidade Positivo, UniCesumar, Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC), Secretaria Municipal de Saúde, Conselho Municipal de Cultura de Paz (COMPAZ), entre outras entidades públicas e privadas convidadas.

Além disso, durante o mês inteiro serão trabalhadas questões de conscientização e fortalecimento das ações integradas, como as realizadas pelo Programa Juntas Somos Mais. A programação pode conferida na página da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres, clicando aqui. http://www.londrina.pr.gov.br/a-secretaria-mulher

Para isso, estarão presentes as profissionais da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres, falando mais sobre o Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CAM), a Casa Abrigo Canto de Dália e a Casa da Mulher: Centro de Formação e Ações Integradas. Também vão participar os membros do Conselho Municipal dos Direitos das Mulheres (CMDM), a Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM), Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR), por meio da 6ª Vara Criminal de Londrina do Juizado de Violência Doméstica Familiar Contra Mulher e de Crimes contra Criança e Adolescentes (Vara Maria da Penha); a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB); Conselho da Comunidade do Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná; Ministério Público do Paraná; Universidade Estadual de Londrina (UEL), por meio do Núcleo Maria da Penha: Resgate da Dignidade da Mulher na Violência Doméstica (NUMAPE), Universidade Positivo, UniCesumar, Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC), Secretaria Municipal de Saúde, Conselho Municipal de Cultura de Paz (COMPAZ), entre outras entidades públicas e privadas convidadas.

Além disso, durante o mês inteiro serão trabalhadas questões de conscientização e fortalecimento das ações integradas, como as realizadas pelo Programa Juntas Somos Mais. A programação pode conferida na página da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres, clicando aqui.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios