Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O vice-líder do Governo, deputado estadual Cobra Repórter (PSD), apresentou na terça-feira (10), na Assembleia Legislativa, um Projeto de Lei que concede à cidade de Londrina o título de "Capital Estadual da Agrotecnologia e Inovação".

De acordo com o deputado, Londrina é destaque nos cenários estadual e nacional na área de tecnologia e inovação e transformou-se no maior polo de investimentos neste setor de agrotecnologia que só cresce, no Brasil e no mundo.

 “Por muitos anos, Londrina foi conhecida como a 'Capital Mundial do Café' e hoje vem mostrando sua excelência em agrotecnologia e inovação, atraindo indústrias, empresas e pessoas para o desenvolvimento de oportunidades nesta área e recebendo reconhecimento em todos os níveis”, justifica em seu projeto.

Cobra Repórter ressalta ainda que há alguns anos o setor de Tecnologia da Informação (TI) e da Comunicação (TIC), vem se destacando em Londrina e na região com alguns projetos premiados nacionalmente, como o que teve apoio da Companhia Paranaense de Energia Elétrica (Copel)  de Análise Preliminar de Riscos para Concessionárias de Energia e o desenvolvido para a Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar)  de Modelo de Ordem de Serviços com liberação e controle digital obras e serviços.

Além disso, afirma ele, Londrina dá sustentação para sistemas de monitoramento de granjas, de coleta em tempo real para o agronegócio, inclusive com o conhecido Agro Robô. Atende também inúmeras startups, promovendo automações nas mais diversas áreas, desenvolvimento de hardware, software e ambientes de nuvens, sistemas de colheitas inteligentes para agricultura, implantação de HUBs de inteligência Artificial para residências, empresas, comércio e indústria, tudo com certificações de qualidade em TI e de segurança em todas as áreas digitais.

O deputado lembra ainda que o próprio Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) baseia suas consultorias em Londrina, atendendo as necessidades de mais de 15 estados da nação, para desenvolvimento de tecnologia e inovação, dentre outras inúmeras áreas, a do agronegócio. Londrina possui ainda o Arranjo Produtivo Local (APL) de TI que é um das razões da atração de empresas de tecnologia para a região e da promoção de eventos como Cafetecs, rodadas de negócios, workshops, capacitações sobre indicadores de gestão de TI, simpósios, eventos técnicos, treinamentos, projetos de extensão industrial e inovação, encontros de startups, meetups, startup weekends e hackathons.

Meire Bicudo e Veruska Barison/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.