Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Prefeitura intensifica implantação das novas luminárias e já fala na segunda fase. Sercomtel Iluminação está presente em todas as regiões

A prefeitura de Londrina já instalou 16.014 modernas luminárias do modelo “Light Emitting Diode”, o famoso LED. Isso equivale a 25% de todo o parque de iluminação pública da cidade, que tem cerca de 65.000 pontos. Mais eficiente e econômica, a administração municipal quer dotar toda a cidade com esta melhoria e, para isso, faz uso especial do programa “Londrina Cidade Iluminada”, que entrou em vigor há um ano. A primeira fase do programa prevê a implantação, até o final do ano, de 24.844 pontos (incluindo praças) para um orçamento global de R$ 52,7 milhões.

O critério principal é trocar todas as antigas – e agora ineficientes – lâmpadas de vapor de mercúrio (Londrina ainda tem 13.841 unidades deste tipo), que são consideradas muito fracas: “A proposta do prefeito Marcelo Belinati é erradicar totalmente este tipo de fonte e levar uma tecnologia de iluminação muito mais moderna, que é o LED”, salienta o presidente da Sercomtel Iluminação, Luciano Kühl. A empresa londrinense é a responsável pelos projetos técnicos e a execução do serviço de implantação.

Outros critérios, como melhorar a iluminação de algumas vias e praças para inibir a criminalidade, também são muito importantes. Colocar LED no entorno de escolas e unidades básicas de saúde (chamado de “cinturão da segurança”) é inclusive bastante considerado pela prefeitura, que é quem demanda o serviço para a SI.

No que diz respeito às ruas e avenidas, a prefeitura e a Sercomtel Iluminação procuram modernizar especialmente as vias arteriais e coletoras, que recebem a maior parte do fluxo de veículos, e assim contribuir para a redução no índice de acidentes. O LED proporciona melhor visibilidade dos motoristas e pedestres, especialmente nos cruzamentos. Desde o ano passado, a SI já fez a nova implantação em 17 avenidas.

Além da forte sensação de segurança nas ruas, a iluminação LED provoca um misto de prazer e satisfação nas pessoas: “O LED gera um grande conforto visual e as famílias, mais felizes, estão voltando para as praças à noite. Isso é muito bom”, destaca o prefeito Marcelo Belinati.

Todas as regiões

Até o momento 13 bairros são “full-LED” (LED total), por enquanto os mais periféricos, mas todas as regiões da cidade estão sendo atendidas através da modernização de ruas, avenidas, jardins e praças públicas, incluindo todos os distritos rurais, onde também estão os patrimônios e vilas rurais. “Vamos colocar LED na cidade inteira”, avisa o prefeito. “Estamos na primeira etapa, mas terminada essa fase passaremos a colocar na parte interna dos bairros e conjuntos. Vai levar tempo pra cidade inteira estar com toda a iluminação LED, mas vamos chegar lá”.

Outros locais importantes a serem modernizados serão os lagos Igapó 2, Cabrinha e Lago Norte. O projeto todo vai custar quase R$ 2,2 milhões. Os serviços já começaram no Lago Norte e Igapó 2, onde as antigas luminárias já estão sendo substituídas (foto).

O interior dos cemitérios também receberá iluminação LED, como o João XXIII, cujas obras já começaram, e assim será com o Padre Anchieta e o São Pedro. A Administração de Cemitérios e Serviços Funerários (ACESF) estuda estender o serviço para os cemitérios Jardim da Saudade e São Paulo.

A cidade não para. “O LED veio para ficar”, resume Luciano Kühl. A nova tecnologia das noites londrinenses é um caminho sem volta.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios