Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Assembleia Legislativa do Estado do Paraná

Mesmo no cenário de crise, provocada pela pandemia, planejamento da cidade resulta em uma rápida retomada da economia e em geração de empregos

Após um ano tão atípico como foi 2020, em que o mundo todo teve de se adaptar para conter a disseminação do novo coronavírus, Londrina iniciou janeiro de 2021 com uma ótima notícia: a cidade teve saldo positivo na geração de emprego. No primeiro mês do ano, o município registrou 6.594 admissões, frente 5.261 desligamentos, o que resultou em um saldo positivo de 1.333 empregos.

De acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados ontem (16) pelo Ministério da Economia, o setor que contribuiu com mais contratações na cidade foi o de serviços, com 642 novos postos de trabalho efetivados em janeiro.

Todos os setores da economia tiveram saldo positivo, com exceção da agropecuária, que registrou a retração de um posto de trabalho. Em termos de crescimento, o setor de construção, com 425 vagas criadas, foi o que teve a variação mais positiva, evoluindo mais de 5% no total de empregos com carteira assinada.

Para o secretário municipal do Trabalho, Emprego e Renda, Gustavo Santos, o trabalho desenvolvido pelo poder público durante esse período foi fundamental, conciliando os cuidados com a saúde e a recuperação econômica. “Nós vimos que, enquanto protegia a vida das pessoas, a Prefeitura elaborou um planejamento com diversos setores, para atenuar os reflexos negativos da pandemia e programar uma retomada robusta da economia. As ações de desburocratização, como isenção de alvarás, facilitar acesso ao crédito e informatização de serviços, foram essenciais para manter a cidade funcionando e pavimentar um terreno fértil para quando as atividades econômicas fossem retomadas”, explicou.

O Caged apontou ainda que, com a evolução no trabalho formal na cidade, Londrina praticamente equalizou a balança entre admissões e desligamentos dos últimos doze meses. No acumulado de 2020, a variação negativa do saldo de empregos foi de 0,05%, com apenas 79 vagas fechadas nesses doze meses, em um cenário no qual foram necessárias medidas de isolamento e restrição das atividades econômicas por um tempo considerável.

“O bom resultado de janeiro tem a ver com a garra do setor que produz, ainda lutando muito contra os efeitos da pandemia, e é também é o reflexo da Londrina que continua pulsando com obras públicas, crédito emergencial para os pequenos empreendedores e perspectivas de industrialização mais potente chegando, com o anúncio de novas empresas ou ampliações”, afirmou o presidente do Instituto de Desenvolvimento de Londrina (CODEL), Bruno Ubiratan.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios