Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O Governo do Paraná vem investido firme na modernização da infraestrutura, em todos os segmentos, o que inclui também o aparelhamento dos grupamentos de Corpo de Bombeiros, em todo o estado.

Esta semana começaram a chegar os 14 novos veículos, ultramodernos, que serão entregues até o final do ano, nas diversas regiões do estado. Entre eles, estão os caminhões Auto Bomba Tanque Resgate (ABTR) que são equipados para combate a incêndios urbanos e florestais, salvamentos terrestres, aquáticos e em altura. E 3 plataformas Skylift, produzidas na Finlândia, que estão entre as mais modernas do mundo.

A instituição em Londrina   recebeu a primeira das três plataformas Skylift, utilizadas no combate a incêndios em grandes alturas. Estas plataformas, contam com escada e tanque de água com capacidade para 4 mil litros, foram adquiridas da Bronto Skylift, empresa finlandesa que venceu o processo licitatório. O investimento, de cerca de 1 milhão e 300 mil reais, por unidade, é resultado de uma parceria entre os governos estadual e federal.

Segundo o Secretário de Estado da Segurança Pública, Romulo Marinho Soares. “Para dar melhores condições de trabalho aos bombeiros militares, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Segurança Pública, vem investindo em novos materiais, equipamentos, mas   também nos nossos profissionais”, afirma

O comandante-geral da Polícia Militar do Paraná, coronel Péricles de Matos, destacou a importância dos investimentos do governo no setor: “Somos um estado que olha para o futuro, que observa as necessidades da comunidade e que atua em um esforço combinado, alinhado às estratégias. Desde a Secretaria da Segurança até a unidade operacional da PM e do Bombeiro Militar, todos os profissionais estão imbuídos em apresentar o melhor para a sociedade paranaense”, disse.

Segundo o Major Wilson, do Terceiro Grupamento em Londrina, a plataforma acabou de chegar, Londrina foi a primeira cidade do estado a a receber a grande novidade, mas, por ser veículo importado, ainda  está  sendo registrado no Denatran, para poder entrar em operação oficialmente. O que deve ocorrer nos próximos dias.

Manoel Tadeu de Souza Costa/Asimp

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios