Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Em 2020, a Secretaria Municipal de Obras e Pavimentação concretizou diversas ações importantes como a entrega de viaduto, pontes, recapes e duplicações; melhorias vêm sendo realizadas em todas as regiões

No ano da pandemia, a economia desacelerou no mundo todo, setores inteiros colapsaram e muitas administrações públicas não conseguiram equilibrar as contas – o que torna ainda mais surpreendente o balanço do ano feito pela Prefeitura de Londrina. “Temos resultados concretos para provar que uma boa gestão depende de planejamento, agilidade e transparência nos contratos. Passamos pela crise com muito a comemorar”, afirma o prefeito Marcelo Belinati.

A Secretaria Municipal de Obras e Pavimentação (SMOP) divulgou, ontem (30), o balanço dos principais trabalhos realizados pela pasta em 2020. De acordo com o secretário João Verçosa, a SMOP conseguiu se adaptar bem à pandemia causada pelo novo Coronavírus e, nos últimos 12 meses, concretizou diversas melhorias fundamentais para a infraestrutura do município. “Para promover a segurança dos nossos servidores, viabilizamos o teletrabalho para a equipe interna e o revezamento e distribuição de equipamentos como máscaras e álcool-gel para quem trabalha em ambientes externos. Enfrentamos algumas dificuldades com o fornecimento de materiais, mas conseguimos contorná-las e as obras nunca foram paralisadas. Durante os períodos em que o comércio esteve fechado e o volume de trânsito diminuiu, conseguimos agilizar trabalhos importantes como a revitalização da Avenida Leste-Oeste. Foi um ano produtivo e de muitas conquistas”, disse.

Entre outras ações, o ano de 2020 foi marcado pela execução de recapes; realização de obras de pavimentação, duplicação e prolongamento de vias; construção de viadutos e pontes; e implantação de redes pluviais e de drenagem. Para o secretário municipal do Planejamento, Orçamento e Tecnologia, Marcelo Canhada, os trabalhos realizados trarão diversos benefícios para a população londrinense. “Através do esforço da administração municipal, na maioria das vezes com o uso de recursos próprios, a cidade terá um trânsito mais seguro, com mobilidade e agilidade. Além disso, essas obras vão conectar regiões que antes estavam isoladas do restante do município. Isso vai causar um boom de desenvolvimento, promovendo a qualidade de vida e a geração de empregos e renda”, destacou.

Confira alguns dos principais avanços da SMOP no exercício que se encerra:

Viaduto

Inaugurado em julho, o viaduto no cruzamento das avenidas Dez de Dezembro e Leste-Oeste foi construído com o propósito de dar fluidez ao trânsito da região, desafogando o fluxo de veículos na rotatória. Com um investimento aproximado de R$ 18,1 milhões, a intervenção urbana recebeu financiamento do Programa Pró-Transporte, com recursos oriundos do governo federal somados à contrapartida do Município.

A estrutura é uma das maiores obras viárias já construídas na cidade, com 3.337m² de área construída e 277 metros de extensão, sendo 161 metros só do viaduto e outros 116 m das duas rampas de acesso.

Como parte do Arco Leste, a SMOP também construiu dois viadutos que farão a transposição da linha férrea na Avenida dos Pioneiros. Essas intervenções vão melhorar consideravelmente a mobilidade urbana da região, facilitando o acesso ao centro da cidade e à região de Ibiporã. Para a execução dos trabalhos, foram investidos R$ 4.497.018,30 em recursos públicos.

Pontes

Solucionando um antigo problema de erosão na região oeste da cidade, a nova ponte da Avenida Soiti Taruma foi concluída e entregue em abril, após ter sido iniciada em 2019. A passagem estava interditada havia muito tempo, por conta de danos ocasionados pela série de chuvas fortes que atingiram Londrina há quase quatro anos.

A estrutura, que passa sobre o Ribeirão Esperança, foi completamente reconstruída, para trazer mais segurança e melhorar o fluxo de trânsito em uma área de grande movimentação. Com investimento de R$ 3 milhões, por meio de recursos próprios, a obra da Prefeitura restabeleceu a ligação entre vários bairros, beneficiando a população dos jardins Sabará, Maracanã, Olímpico, João Turquino e Avelino Vieira, além de moradores de Cambé que também utilizam a pista.

Já a duplicação da Rua Prefeito Faria Lima inclui a construção de uma nova ponte no trecho entre o Aterro e o Lago Igapó 3, ao lado da antiga estrutura. A medida ajudará a desafogar o tráfego na via, que é um importante ponto de ligação entre o Centro e a região sul.

A Secretaria Municipal de Obras e Pavimentação também concluiu a implantação de um bueiro celular que agora serve como passagem sobre o Córrego Poço Fundo, na região norte da cidade. A obra, na qual foram investidos R$ 490 mil, interliga o Conjunto Vivi Xavier ao distrito da Warta. Tratava-se de uma reivindicação antiga dos moradores, uma vez que o trajeto naquele ponto estava interditado havia alguns anos, após os danos causados pelas fortes chuvas de 2016.

Recapes e pavimentação

No último ano, aproximadamente 100 km de recapes foram executados pela SMOP. Com isso, a área recapeada nos últimos quatro anos atingiu a marca de 400 km.

Essas ações incluíram obras importantes em todas as regiões da cidade. Entre outros pontos, receberam melhorias os Jardins Adriana e Igapó e as avenidas Europa e Ayrton Senna, na zona sul de Londrina; diversas vias localizadas no Centro da cidade, como a Avenida Jorge Casoni e as ruas Araguaia, Bahia e Rio Grande do Norte; a extensão total da Avenida Arthur Thomas, localizada na região oeste; vários locais da zona norte de Londrina, como os conjuntos João Paz e Semíramis e as avenidas Saul Elkind, Winston Churchill e Francisco Gabriel Arruda; a Avenida Leste-Oeste, que foi completamente revitalizada; e bairros da região leste como o Conjunto Habitacional José Bonifácio e o Residencial do Café.

A Prefeitura também realizou a pavimentação de locais que não possuíam asfalto, fazendo os prolongamentos da Rua Dom Bosco e das avenidas Waldemar Spranger e das Laranjeiras (atualmente em execução); o asfaltamento de parte da Avenida dos Pioneiros; e a ligação das avenidas Robert Koch e José Ventura Pinto, obra que faz parte do trecho 3 do Arco Leste. Já o distrito rural de Paiquerê recebeu a implantação de 6.600 m² de pavimentação de ruas e 1.500 m² de calçadas, por onde os moradores agora transitam de forma mais segura.

Duplicações

Para agilizar o fluxo do trânsito e melhor interligar as regiões da cidade, a SMOP vem realizando as duplicações de importantes vias londrinenses. Além das melhorias voltadas ao tráfego de automóveis, essas obras também incluem trabalhos como a execução de obras de drenagem e a implantação de calçadas, sinalização viária e ciclovias.

Foram concluídas, em 2020, as duplicações das avenidas Guilherme de Almeida, Europa, Luiz Lerco e Aminthas de Barros, assim como a implantação de uma terceira faixa de rolagem na Avenida Ayrton Senna. Estão em andamento as obras na Rua Prefeito Faria Lima e na Avenida dos Pioneiros, ambas previstas para o primeiro trimestre de 2021.

Galerias pluviais

Durante o ano de 2020, a SMOP realizou a execução de obras de drenagem e galerias pluviais em diferentes pontos da cidade, solucionando problemas como alagamentos e evitando erosões.

Entre os principais pontos que foram ou estão sendo atendidos, encontram-se as avenidas Francisco Gabriel Arruda (Conjunto Parigot de Souza I); Rua Waldyr de Azevedo (Conjunto Parigot de Souza II); Avenida Guilherme de Almeida (região sul); Rua Alfazema (Gleba Palhano); Rua Pirapó (Região Central); Rua Saturno (Jardim do Sol); Rua Madre Enriqueta Dominici (Jardim Lagoa Dourada); Rua Ébano/Rua Prof. Wilton Coutinho (Jardim Leonor); Avenida Soiti Taruma (zona oeste); Rua Prefeito Faria Lima (zona sul); e o distrito de Paiquerê, que recebeu a implantação de 1.817 m de galerias pluviais.

Arco Leste

Três das cinco etapas que compõem a execução do Arco Leste já estão concluídas. Os últimos dois lotes, trechos 1 e 3, estão sendo finalizados. Juntos, eles somam quase R$ 15 milhões investidos para a melhoria da mobilidade urbana de Londrina.

O trecho 1 engloba a ligação da Avenida dos Pioneiros – com dois viadutos já concluídos – a partir da rotatória da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), até a BR-369. A obra vai melhorar consideravelmente a mobilidade da região leste, oferecendo aos moradores novas opções de trajetos, tanto para o Centro de Londrina quanto para a região de Ibiporã.

Já o trecho 3 conectará a Avenida Robert Koch à Avenida José Ventura Pinto, e é a obra de maior complexidade do Arco Leste. Além da demolição e remoção de uma grande área rochosa, executada em setembro, os trabalhos incluem duplicação e pavimentação de pistas; implantação de sistema de drenagem e execução de bueiro celular, com 4,5 m de diâmetro e 90 m de extensão, no leito do Córrego Limoeiro; instalação de iluminação de LED, calçadas e sarjetas; e construção de duas rotatórias, uma na Av. Robert Koch e outra no entroncamento com a estrada do Limoeiro, entre outras ações.

Metas

O secretário municipal de Obras e Pavimentação afirmou que, além de dar continuidade aos trabalhos que já estão em andamento, a pasta planeja diversas novas melhorias para 2021. Entre as obras futuras, destacam-se a construção da Cidade Industrial de Londrina (CILON), com um investimento de R$ 24 milhões; a duplicação da Avenida Saul Elkind, até a PR-445; a pavimentação da Rua Constantino Pialarrissi, que se tornará um ponto de ligação importante entre as regiões central e sul; e a execução de uma ponte sobre a Avenida Vinícius de Moraes, que também será utilizada para o trajeto entre a zona sul e o Centro.  “Essas melhorias vão ter diversos reflexos na cidade, contribuindo tanto para a mobilidade e qualidade de vida da população quanto para o desenvolvimento da economia londrinense”, afirmou Verçosa.

Já o secretário de Planejamento, Orçamento e Tecnologia frisou a determinação da administração municipal de continuar promovendo obras de qualidade em Londrina. “A meta é fazer mais e melhor. Vamos dar sequência aos trabalhos, propiciando aos londrinenses uma cidade cada vez mais desenvolvida, interligada, bonita e agradável”, concluiu Canhada.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios