Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Trabalho envolvendo BID e BNDES avaliará grau de maturidade digital de municípios; será prestada assistência técnica para criação de um diagnóstico e um plano de ação

A Prefeitura de Londrina integrará uma ação experimental de realização de testes focados em práticas para o autodiagnostico e pré-estruturação de projetos desenvolvidos por governos municipais. A Secretaria de Governo Digital (SGD), em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), está iniciando um projeto-piloto com a finalidade de conhecer melhor a realidade de algumas cidades, obter diagnósticos e oferecer suporte para o aprimoramento dos processos de transformação digital das administrações públicas.

Por meio da iniciativa, que selecionou 13 municípios para essa etapa de experimentação, será possível fazer uma avaliação quanto ao grau de maturidade digital das prefeituras envolvidas, acompanhar os processos de trabalho em execução, além de propor possíveis investimentos prioritários em projetos estratégicos relacionados à digitalização de serviços públicos e infraestrutura.

A ação da Secretaria de Governo Digital analisará a capacidade de oferta de serviços digitais aos cidadãos, bem como das soluções específicas criadas para melhorar o acesso e facilitar a vida dos contribuintes. Para isso, as atividades incluem suporte prestado por uma equipe técnica de consultores especialistas em governo digital do BID, e os municípios participantes serão classificados segundo seu grau de maturidade digital.

Segundo o secretário municipal de Governo, Alex Canziani, o projeto-piloto permitirá que a gestão atual de Londrina, conduzida pelo prefeito Marcelo Belinati, tenha a oportunidade de apresentar seu trabalho nesse segmento, trocar experiências e informações, recebendo assistência técnica para qualificar, ainda mais, seus planos de modernização tecnológica.

Canziani frisou que a intenção é produzir um diagnóstico que reforce o que já está sendo feito pela Prefeitura e aponte caminhos para a evolução das ações. “Com isso, poderemos ter novas portas abertas para um possível financiamento e ainda contaremos com ferramentas para aprimorar a maturidade e transformação digital do Município. Isso passa pelo empenho em melhorar a segurança, capacidade e eficácia dos serviços, além de gerar mais transparência nas ações”, afirmou.

Ainda de acordo com o secretário de Governo, o projeto deverá ter uma primeira reunião virtual, no dia 9 de setembro, envolvendo seis cidades que são capitais, e outra reunião no dia 13 deste mesmo mês, com a participação das outras cidades selecionadas, incluindo Londrina. “Em breve, teremos mais detalhes quanto à metodologia adotada para este projeto e as atividades previstas. Estamos empolgados e as expectativas são as melhores. Londrina tem total capacidade para extrair bons frutos desta ferramenta”, concluiu.

Em Londrina, inicialmente, as atividades terão a participação das secretarias municipais de Governo, de Planejamento, Orçamento e Tecnologia, além da Companhia de Tecnologia e Desenvolvimento (CTD).

Outro objetivo do projeto, via SGD, BID e BNDES, é elaboração de um planejamento para um possível projeto dos municípios, que, a depender de fatores avaliados pela organização, teria potencial para ser financiado pela linha de crédito Brasil Mais Digital, do BID.

A iniciativa é parte das ações implementadas no âmbito da Rede Gov.br, com vistas a promover a colaboração, o intercâmbio, a articulação e a criação de iniciativas inovadoras relacionadas a temática de Governo Digital no setor público.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.