Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Feirantes comercializarão seus produtos de quarta a sexta-feira, na Praça Tomi Nakagawa; também haverá pastel e salgadinhos de peixe

A partir de quarta-feira (17), a população de Londrina e região poderá adquirir peixes frescos e de excelente qualidade na 26ª edição da tradicional “Feira do Peixe Vivo”, que acontecerá na Praça Tomi Nakagawa, localizada na Rua Benjamin Constant, esquina com a Avenida Leste-oeste, região central. Os feirantes vão comercializar seus produtos durante três dias, sendo que na quarta (17) e quinta-feira (18), os estandes estarão montados das 8h às 19h. Já no feriado de Sexta-Feira Santa (19), eles trabalharão das 8h às 13h.

Este ano, cinco piscicultores confirmaram a parceria com a Secretaria Municipal de Agricultura (SMAA) e vão comercializar os peixes. Serão vendidas as seguintes espécies: Bagre e Carpa (R$ 13,00/kg); Tilápia média (R$ 13,00/kg); Tilápia grande (R$ 16,00/kg); Matrinxã (R$ 19,00/kg); Pacu (R$ 19,00/kg) e Pintado (R$ 25,00/kg).
A expectativa é que sejam comercializadas 16,5 toneladas de peixe este ano. Em 2018, foram vendidas 14 toneladas com a ajuda de cinco piscicultores. No ano anterior, sete produtores participaram e negociaram 16 toneladas ao todo. Além da venda dos peixes, aqueles que forem até a feira poderão desfrutar dos produtos vendidos nas barracas de lanches, como salgados, pasteis e quiches de vários sabores, inclusive feitos com a carne de peixe.

Durante os dias de feira, os peixes serão acomodados em tanques e piscinas especiais. Assim, eles podem ser ofertados ainda vivos aos consumidores. Após a escolha, eles serão abatidos para facilitar o transporte por parte dos clientes. A intenção é que, na páscoa, os londrinenses tenham à disposição um alimento saudável, produzido com qualidade, que seja fresco e que tenha um preço justo.

Além disso, a feira oportuniza aos piscicultores um local adequado para a comercialização de sua mercadoria, sempre próximo ao consumidor final. “O objetivo é oferecer mais um canal para o escoamento da produção no pico da safra, incentivando a piscicultura em Londrina e proporcionando ambiente favorável à comercialização. Além disso, é o estímulo à alimentação saudável”, disse técnico responsável da SMAA, Paulo Gonçalves da Silva.

A Feira do Peixe Vivo faz parte do projeto “Feira de Produtos de Época”, que integra a política de Segurança Alimentar do Município, realizada pela SMAA. O projeto visa disponibilizar, aos produtores, espaços públicos para a venda de produtos no auge da produção. Aqueles que desejarem participar precisam comparecer até a sede da Secretaria de Agricultura e Abastecimento para fazer a sua inscrição.

Mas a inscrição deve ser realizada até dezembro do ano anterior à feira, pois os técnicos da SMAA fazem vistoriais nos locais de produção e avaliam o cumprimento das normas estabelecidas pela Vigilância Sanitária. Os produtores inscritos devem participar de três reuniões, a contar de janeiro, para organizar a tramitação e a montagem dos estandes. Com essa inscrição aceita, os piscicultores passam a contar com o apoio da Prefeitura de Londrina.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios