Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

2º Conectur reuniu setores interessados em potencializar a cidade como destino para o viajante 4.0

Londrina caminha em passos acelerados para se tornar um destino turístico inteligente. O conceito tem como pilares a tecnologia, inovação, experiências, sustentabilidade, ecossistema e governança a cadeia de valor. Características que a cidade do norte do Paraná começa a fomentar e que foram amplamente debatidas na quarta-feira (28), durante o 2º Conectur, evento destinado ao setor de turismo da região.

Promovido pelo Núcleo de Turismo de Londrina, o Conectur reuniu em torno de 120 atores da cadeia, que entre painéis e palestras com cases do setor, conferiram o lançamento do 1º Hackathon  do Turismo de Londrina, que acontecerá entre os dias 21 e 23 de novembro. Outro ponto alto foi a apresentação do primeiro Hub de Inovação do turismo do País, que comprova a força do trabalho do ecossistema de inovação na cidade.

O Hub (do inglês, conexão) será um espaço de 560 metros quadrados no Shopping Boulevard, que conecta entidades, empresas, startups, mentores, ou seja, toda a trade de turismo da cidade num único espaço, tendo a inovação e tecnologia como uma forma de alavancar os negócios. A expectativa é que o espaço seja aberto em setembro.

“A proposta de trabalhar o conceito de destino turístico inteligente veio ao encontro do estudo do ecossistema de inovação de Londrina. Uma das ações envolve, justamente, a constituição de uma governança composta por  entidades, poder público e empresários para criar um enredo ao setor nessa linha de inovação. Já estamos colhendo os frutos desse trabalho”, ressaltou a consultora do Sebrae/PR, Leda Terabe.

Carlos Eduardo Frezarin, vice-presidente do Londrina Convention Bureau, explicou que as startups selecionadas no Hackathon de Turismo serão pré-incubadas no Hub e, com auxílio de empresas mentoras, trarão soluções para o setor.

“A união do turismo e da tecnologia faz todo o sentido, pois são dois setores transversais da economia. Um dos gargalos de Londrina, que tem a maioria dos eventos técnicos científicos e corporativos, é que hoje não há uma agenda unificada dos eventos. Temos talento para criar essas tecnologias”, atesta Frezarin.

O Turismo Inteligente também foi detalhado pela economista, especialista em marketing turístico e estratégico, Marta Poggi. Ela trouxe o conceito de “viajante 4.0”, ou seja, um cliente muito mais informado, imediatista, exigente e que busca experiências turísticas mais marcantes e peculiares na cidade visitada.

“Londrina mostrou que já tem uma governança bacana e tem tudo para o Turismo Inteligente acontecer. Antes de tudo, é preciso fazer um diagnóstico para avaliar as tecnologias, iniciativas sustentáveis, as ofertas de experiências para que etapas sejam vencidas”, sugeriu a especialista.

Cases

Entre os painéis e discussões do 2° Conectur, cases de empresas da cidade e do País que estão indo neste caminho do turismo associado à tecnologias. A executiva de vendas da Realidade Aumentada Brasil, Jéssica Silva Pereira, relata como o setor pode impulsionar os negócios da empresa. “A realidade aumentada pode ser usada de diversas formas, desde um restaurante em cardápios até informações em trilhas (para turistas) ou agências de turismo demonstrando os destinos. Temos uma grande perspectiva com essa cadeia.”

Matheus Perine e Rafael Máximo, idealizadores do Londrinando, uma das maiores redes sociais colaborativas da cidade, apresentaram um app da empresa no Conectur. “Dentro do app lançado recentemente temos uma agenda completa de eventos da cidade, guias de perguntas e respostas ligados ao turismo, oportunidade de empregos e o principal, que são cupons de desconto, o que os nossos seguidores mais pediam. Com o nosso trabalho, percebemos que muita gente que não mora em Londrina começou a se interessar em conhecer a cidade, fomentando o turismo que muita gente não valorizava.”

A segunda edição do Conectur contou com o apoio do Sebrae/PR, Londrina Convention Bureau, Abrasel, Codel, Fecomércio PR, Sesc, Senac, Adetur Norte do Paraná, Universidade Positivo, Unicesumar, Folha de Londrina e do Rota Sonho Lindo.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios