Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Dez mil unidades de máscaras cirúrgicas descartáveis foram entregues ontem, 2 de julho, à 17ª Regional de Saúde do Paraná, com sede em Londrina, no Norte-Central do estado, como resultado da homologação de acordo de não persecução penal com investigados pela prática de ocultação de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). O material tem valor estimado em R$ 20 mil.

As máscaras, entregues por um empresário e pelo gerente de uma empresa investigada, serão distribuídas pela Regional de Saúde a entidades que desempenham atividades de enfrentamento à pandemia de Covid-19. Os equipamentos são imprescindíveis para uso dos profissionais de saúde que trabalham no combate ao coronavírus.

A investigação que resultou na homologação do acordo foi iniciada no início de abril, quando o Ministério Público do Paraná, por meio da unidade de Londrina do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e das Promotorias de Justiça da Saúde e do Consumidor da comarca, realizou operação em que foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão em três empresas, um barracão e uma residência onde estavam estocados EPIs. As empresas tentaram ocultar os materiais por receio de que eles viessem a ser requisitados pela Prefeitura Municipal de Londrina.

Asimp/MPPR

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios