Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Interessados em ajudar devem se direcionar ao Ginásio de Esporte, que conta com vagas próprias para o estacionamento

As pessoas interessadas em ajudar as famílias mais vulneráveis de Londrina podem fazer sua doação de alimentos no Ginásio de Esportes Moringão, que fica na Rua Gomes Carneiro, 315. Já o Centro Municipal de Educação Infantil Valéria Veronesi (Super Creche) não receberá mais as cestas básicas e os mantimentos doados pela população e empresários.

O objetivo da mudança do ponto de entrega deu-se para facilitar o deslocamento das pessoas e não criar filas em vias movimentadas da cidade. De acordo com a secretária municipal de Educação, Maria Tereza de Moraes, a intenção é que as vias do entorno da Super Creche, que são as Ruas Benjamin Constant e Minas Gerais e a Avenida Leste/Oeste, não fiquem tumultuadas, principalmente depois da abertura gradual do comércio. “Nós fizemos a alteração no ponto de entrega das doações, porque, provavelmente, no dia 20 de abril, o comércio deve reabrir parcialmente. Com isso, o movimento tende a aumentar na região central e o Moringão fica em um lugar mais tranquilo. Contamos com o apoio da FEL, que sempre é muito solicita e transferimos para o Ginásio que conta com uma via própria para entrada”, disse a secretária municipal de Educação, Maria Tereza de Moraes.

Dessa maneira, os cidadãos que quiserem ajudar as famílias carentes poderão se direcionar ao Moringão. Na entrada do Ginásio há um espaço próprio para o estacionamento dos veículos e uma via paralela à Rua Gomes Carneiro, que os motoristas podem usar para descarregar as mercadorias. Dessa maneira não haverá trânsito nas proximidades da rotatória que liga a Rua Gomes Carneiro com a Avenida Bandeirantes, Alameda Júlio de Mesquita Filho e a Rua Olinda.

Segundo o presidente da Fundação de Esportes de Londrina (FEL), Sandro Henrique Moreira dos Santos, a FEL já estava estudando uma maneira de contribuir com as pessoas que mais necessitam, o que foi ao encontro do pedido da Secretaria de Educação, para ser a sede de recebimento das doações a partir de agora. “Estamos felizes em poder ajudar. Aqui os motoristas terão mais tranquilidade para acessar, entrar e estacionar, porque temos lugar na entrada do Moringão que permite isso. Além disso, o espaço do Moringão é grande e, no momento, não estava sendo usado, porque os jogos e os treinos estão suspensos por tempo indeterminado devido à pandemia”, contou.

Até ontem, com as doações recebidas na Super Creche foi possível montar 1.330 cestas básicas com 16 quilos de alimentos cada uma, ou seja, mais de 21 toneladas de alimentos foram arrecadadas e destinadas para as famílias cadastradas na Secretaria Municipal de Assistência Social de Londrina. Segundo a secretária de Educação, a maioria dos mantimentos foi doada pelos cidadãos comuns, como os funcionários da COPEL que se uniram para comprar e doar duas toneladas de comida. Além deles, empresários como Alfredo Khouri, da J.Macêdo e da Itamaraty Indústria Comércio S/A também ajudaram.
NC/PML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios