Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Jovens farão estágio na Secretaria do Trabalho e também terão acesso a cursos de formação em diversas áreas pela Escola de Governo

O projeto “Civismo e cidadania no mundo do trabalho” reúne dois atores importantes da cidade em uma ação de qualificação profissional dos atiradores de Londrina: a Prefeitura e o Tiro de Guerra. O convênio foi assinado ontem (21), no gabinete do Prefeito, e começará pela Secretaria Municipal do Trabalho, Emprego e Renda (SMTER).

Por meio do projeto, os jovens do Tiro de Guerra farão um estágio não remunerado na SMTER, conhecendo todos os setores da Secretaria e aprendendo as diferentes funções e, além da formação profissional, terão acesso aos diferentes cursos da Escola de Governo, em uma parceria com a Secretaria Municipal de Governo, e serão certificados pela plataforma de ensino da Prefeitura.

A ideia do projeto nasceu a partir da informação de que, por conta da instrução militar, os atiradores estavam com dificuldades para se inserirem no mercado de trabalho. O “Civismo e cidadania no mundo do trabalho” oportunizará ao atirador essa vivência profissional, sempre com o acompanhamento dos servidores da SMTER, e acrescentará experiência em diferentes funções para a carreira dos jovens.

O prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, destacou a importância do Tiro para a cidade. “Nós sabemos a formação exemplar que os atiradores recebem. São valores e disciplina que eles levam para a vida toda. Temos um respeito e um carinho enorme pelo TG e sabemos de tudo que eles fazem pela cidade. Tudo que estiver ao nosso alcance para melhorar, cada vez mais, as condições dos nossos atiradores, nós faremos”, garantiu.

“Esse estágio vai entregar uma excelente formação para os jovens, mas também vai atender uma demanda da cidade. Nós temos oportunidades de emprego que precisam de mão de obra qualificada para serem preenchidas. É com imensa felicidade e gratidão pelo Tiro que plantamos essa semente e temos certeza de que Londrina vai colher muitos frutos”, celebrou o prefeito Marcelo.

O secretário do Trabalho, Emprego e Renda, Gustavo Santos, acredita que o projeto tem tudo para ser um grande sucesso. “Sabemos do empenho e comprometimento dos atiradores. Vamos inseri-los nas rotinas de trabalho e, além disso, oferecer uma formação complementar multidisciplinar por meio da nossa Escola de Governo. Temos certeza de que a Secretaria vai ganhar, e muito, com os atiradores e também contribuir para que eles trilhem um caminho muito próspero ao final dessa experiência”, pontuou.

O secretário de Governo, Alex Canziani, ressaltou o diferencial que o projeto trará na vida dos atiradores e também dos servidores da Prefeitura. “Sabemos que o selo da Escola de Governo e da Prefeitura vão abrir muitas portas futuras para esses jovens. Capacitar esses meninos, que já vem de uma formação excelente no TG, é potencializar ainda mais esses talentos. E para os nossos servidores, ter contato com esses jovens será, também, de um aprendizado enorme. A Escola e a Secretaria de Governo estão de portas abertas”, disse Canziani.

Para a secretária de Recursos Humanos, Juliana Faggion, ações como essa devem ser incentivadas e abraçadas. “Enquanto Secretaria, quando vemos iniciativas como essa, com pessoas com vontade de fazer a diferença e notando o brilho no olho dos envolvidos, como estamos vendo no nosso amigo e secretário Gustavo, ficamos imensamente entusiasmados. Londrina é a segunda cidade do país com maior nível de capacitação entres os servidores e temos certeza de que eles vão contribuir muito para a formação dos atiradores”, celebrou.

O subtenente e instrutor do TG, André Badalotti Verdi, destacou o apoio que o Tiro de Londrina encontra no poder público. “Nós sempre falamos para os nossos atiradores que eles são privilegiados. Para atuar em Londrina, temos uma fila de instrutores. É uma cidade que apoia o Tiro seja em infraestrutura, seja em equipamentos. Esse projeto é mais uma demonstração desse apoio e vai fazer diferença na vida dos nossos atiradores. Ficamos muito honrados e vamos levar a informação do projeto para todo o Brasil para que mais cidades sigam esse exemplo”, contou Badalotti.

Participaram da assinatura do convênio do projeto “Civismo e cidadania no mundo do trabalho” o vice-prefeito, João Mendonça; a diretora da Escola de Governo, Andrea Beluce, servidores da Secretaria Municipal do Trabalho, Emprego e Renda, atiradores do Tiro de Guerra e, representando todos os estagiários da Prefeitura, o estagiário da SMTER, Luiz Sasaki.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.