Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Atividades voltadas à saúde da mulher incluem ações em unidades básicas de saúde e encontros virtuais voltados à divulgação de serviços

As secretarias municipais de Saúde e Políticas para as Mulheres iniciam, nesta quinta-feira (1), a Campanha Outubro Rosa, que tem o objetivo de conscientizar as mulheres e a sociedade em geral sobre a prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama, assim como dos cânceres de ovário e colo do útero. Durante todo o mês de outubro, as unidades básicas de saúde (UBSs) do município vão intensificar as agendas de coletas de preventivos, avaliação das mamas e solicitações de exames como ultrassons e mamografias. Em respeito às normas de saúde e segurança vigentes durante a pandemia do novo coronavírus, os atendimentos serão realizados em horários mais espaçados do que o normal, para evitar aglomerações.

O secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, explicou que a colaboração entre as duas secretarias permite que a campanha seja mais abrangente e completa. “É muito positivo que essa campanha esteja sendo realizada em parceria entre as secretarias de Saúde e Políticas para Mulheres, pois isso permite abordar tanto a saúde da mulher quanto outros temas relevantes. Apesar do cenário da pandemia, as equipes se organizaram para realizar essas ações de extrema importância, respeitando os protocolos de segurança exigidos pelo momento”, enfatizou.

A coordenadora de Saúde da Mulher da Secretaria Municipal de Saúde, Priscila Colmiran explicou que a campanha é uma oportunidade para que as mulheres atualizem os cuidados com a sua saúde, que podem ter sido limitados nos últimos meses devido à pandemia. A recomendação é que as mulheres telefonem para as UBSs que frequentam para que possam verificar os horários disponíveis para atendimento e programar suas agendas. “Tanto o câncer de mama quanto os cânceres de ovário e do colo do útero têm uma probabilidade muito grande de cura quanto são detectados precocemente. Quanto mais cedo as pacientes iniciam o tratamento, menor a chance de passarem por procedimentos agressivos como cirurgias. Isso contribui para aumentar a qualidade de vida das mulheres”, destacou Priscila.

Visando dar maior visibilidade à Campanha, o viaduto localizado entre as avenidas Dez de Dezembro e Leste-Oeste receberá iluminação cênica na cor rosa durante todo o mês.

Encontros virtuais

Além das atividades realizadas nas UBSs, a programação da Campanha Outubro Rosa também inclui uma série de encontros virtuais, com temas variados, que serão promovidos pelas secretarias de Políticas para Mulheres e Saúde. Estes eventos têm como objetivo orientar as mulheres sobre os serviços disponíveis no município, sensibilizá-las sobre a importância do autocuidado e dos exames periódicos e, para as pacientes que são portadoras do câncer, encorajá-las a superar os medos e angústias dessa fase, através do relato de quem venceu a doença. A primeira atividade será realizada nesta quinta-feira (1).

A secretária municipal de Políticas para as Mulheres, Liange Doy, ressaltou que, entre os temas abordados nos encontros, estarão os serviços oferecidos pela Rede de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher. “A violência psicológica está prevista na Lei Maria da Penha e é entendida como qualquer conduta que cause dano emocional e diminuição da autoestima da mulher. As pesquisas apontam que as mulheres com câncer são mais vulneráveis a sofrer violência psicológica de seus parceiros. Além disso, quando uma mulher vive um ciclo de violência, ela pode deixar de se cuidar devido à baixa autoestima, podendo ter um diagnóstico tardio da doença. Por isso, a discussão sobre a saúde da mulher passa pela discussão da violência doméstica e familiar”, pontuou.

Programação completa

Os encontros serão realizados todas as quintas-feiras de outubro, das 15h às 16h, através da plataforma Google Meet, que pode ser acessada pelo link https://meet.google.com/yji-anvs-kgj.

01/10 – Abertura do Outubro Rosa, com a Secretária Municipal de Políticas para as Mulheres, Liange Hiroe Doy Fernandes e Dra Najat Nabut;

08/10 – Roda de conversa sobre Saúde da Mulher com a participação do Dr. Luiz Carlos Baldo – Médico ginecologista e obstetra da Prefeitura de Londrina e 17ª Regional de Saúde e Beatriz Daou Verenhitach – Médica Mastologista da Unidade de Mama do CISMEPAR;

15/10 – Roda de Conversa sobre Cuidados com a Mulher com Câncer, com a psicóloga do Hospital do Câncer, Tatiana Brum, e a nutricionista Mirela Ferreira;

22/10 – Serviços da Rede de Atendimento da Saúde da Mulher e Rede de Enfrentamento à Violência contra as Mulheres, com a Priscila Colmiran, enfermeira e Coordenadora da Saúde da Mulher – Diretoria de Atenção Primária à Saúde/Secretária Municipal de Saúde e Sueli Galhardi, assistente social e coordenadora da Rede de Enfrentamento à Violência Doméstica, Familiar e Sexual de Londrina.

29/10 – Depoimento sobre a superação do câncer, com a psicóloga Adriane Hisnauer Cantone.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios