Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Evento será na próxima segunda e terça-feira, das 8h à 12h, na sede da Secretaria do Trabalho na rua Pernambuco, 162

A Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria Municipal do Trabalho, Emprego e Renda (SMTER), realiza na próxima semana mais uma edição da Feira de Cursos Técnicos. O evento é uma parceria entre a SMTER e a rede estadual de ensino. O evento reúne seis colégios estaduais que ofertam diversas opções de qualificação profissional. Os cursos são totalmente gratuitos e as aulas terão início no próximo semestre. A Feira será na próxima segunda e terça-feira, das 8h às 12h, na sede da SMTER, na rua Pernambuco, 162. Interessados devem comparecer com os documentos pessoais.

O tempo para concluir o aprendizado e conquistar o certificado varia entre um e dois anos. Existem vagas para o período matutino, vespertino ou noturno, dependendo da escolha. Os cursos ofertados são: logística; administração; eletrônica; eletromecânica; química; alimentos; edificações; nutrição; segurança do trabalho; enfermagem; cuidador de idosos; transações imobiliárias (habilita para ser corretor); contabilidade; serviços jurídicos; recursos humanos; contabilidade; informática; secretariado; eletrotécnica; meio ambiente; e mecatrônica.

Os colégios participantes da Feira são: Colégio Estadual Professora Maria José Balzanelo Aguilera; Escola Estadual Professora Maria do Rosário Castaldi; Escola Estadual Vicente Rijo; Colégio Estadual Polivalente; Colégio Estadual Albino Feijó Sanches e o Instituto de Educação Estadual de Londrina (IEEL). Além dos cursos técnicos, a Educação de Jovens e Adultos (EJA) do colégio Hebert de Souza estará presente para matricular os trabalhadores que quiserem concluir o ensino regular.

O secretário municipal do Trabalho, Emprego e Renda, Elzo Carreri, convocou os trabalhadores para o evento. ”A Feira é uma chance para aprender um novo ofício. Ao final do curso, os alunos estarão habilitados a atuar profissionalmente em suas áreas de formação. E isso sem ter custo com os estudos. Não existe taxa de matrícula, nem mensalidade alguma e, em caso de necessidade de deslocamento, os alunos devidamente matriculados tem direito à carteira de estudante, emitida pela CMTU, que garante a gratuidade do transporte coletivo nas linhas que levam ao colégio nos horários de aula”, contou.

O secretário lembrou também que com a grande concorrência no mercado de trabalho quem se qualifica consegue disputar oportunidades que oferecem uma remuneração maior. “Além de ter a chance de construir uma carreira, vale lembrar que a média salarial para quem tem um diploma além do ensino regular é maior do que quando o requisito para preenchimento das vagas é a conclusão do ensino médio. A Feira de Cursos Técnicos é uma oportunidade de ascensão profissional que não pode ser desperdiçada”, pontuou Carreri.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios