Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Recurso federal será utilizado para promover melhorias nestes três espaços, geridos pelas secretarias do Idoso e de Políticas para as Mulheres

A Prefeitura de Londrina recebeu, na quinta-feira (28), repasse financeiro do governo federal, no valor de R$ 1 milhão, para reformar os Centros de Convivência da Pessoa Idosa (CCIs) das regiões Oeste e Leste, e também a Casa Abrigo Canto de Dália, que atende mulheres vítimas de violência doméstica e familiar. A verba federal foi obtida por meio de articulação do deputado federal Ricardo Barros, e o montante será utilizado para viabilizar melhorias estruturais nestes três equipamentos públicos mantidos pelo Executivo, por meio das secretarias municipais do Idoso e de Políticas para as Mulheres (SMPM).

O prefeito Marcelo Belinati agradeceu ao deputado paranaense pelo incentivo dado a Londrina, colaborando para aprimorar as condições de trabalho em dois espaços importantes em seus segmentos sociais. “Este recurso tem grande valia, pois será convertido em investimentos para a área social em Londrina. Três espaços essenciais para nossas políticas públicas voltadas aos idosos, e às mulheres vítimas de violência em vulnerabilidade, serão contemplados com reformas. Trata-se de locais que são referência em suas áreas de atuação, prestando serviços a milhares de londrinenses. Em nome da Prefeitura, fica o meu muito obrigado ao deputado Ricardo Barros”, destacou.

Do total de R$ 1 milhão, já disponível para essa finalidade, a Prefeitura aplicará R$ 700 mil para as reformas no CCI Oeste e CCI Leste. Já os outros R$ 300 mil serão destinados para ampliar e reformar a Casa Abrigo Canto de Dália (mais informações ao final), que, desde sua criação, foi atendido com manutenção e reparos periódicos.

Após a realização de processo licitatório, ainda sem data definida, haverá reforma geral dos dois prédios onde funcionam os CCIs, abrangendo serviços como pintura, adequações em paredes, portas, janelas, muros pisos, iluminação em LED, entre outras. Antes disso, recentemente, os dois Centros de Convivência já haviam sido contemplados com estrutura inédita de climatização com ar-condicionado, instalada com recursos do Fundo Municipal do Idoso (FMI), para trazer mais conforto ao público atendido, visitantes e servidores.

O CCI Oeste “Benedito Camargo Sobrinho”, fundado em 2006 – e reinaugurado em 2013 – fica na Rua Serra Pedra Selada, 111, Jardim Bandeirantes; e o endereço do CCI Leste, inaugurado em 2012, é Rua Gabriel Matokanovic, 260, Jardim da Luz. Atualmente, por conta da pandemia, os serviços nesses locais estão sendo prestados apenas por atividades remotas e suporte virtual.

Segundo a secretária municipal do Idoso, Andrea Ramondini, as melhorias serão fundamentais para que os CCIs aprimorem o seu papel como pontos de apoio ao público idoso de Londrina. “Estes centros são espaços públicos que garantem a participação social das pessoas idosas, valorizando o convívio comunitário e ajudando a prevenir diferentes formas de violação dos direitos constitucionais. Por isso, as reformas virão em ótima hora. Hoje, devido à pandemia, os idosos mais do que nunca precisarão estar protegidos e informados, e daí o papel fundamental dos CCIs no fortalecimento da política pública de atendimento aos idosos”, afirmou.

Ainda de acordo com Ramondini, a solicitação pelas reformas nesses espaços públicos contou com a participação da vereadora Lu Oliveira, que, junto à secretária municipal do Idoso, visitou o deputado federal Ricardo Barros, colaborando com a articulação feita para a obtenção deste recurso federal.

Casa Abrigo

Para reformar a Casa Abrigo Canto de Dália, a Prefeitura utilizará R$ 300 mil, que permitirão a ampliação do imóvel atual, reforma e readequações internas.

O espaço deste serviço, implantado em 2004, terá agora a construção de duas novas salas próprias de atendimento, além de ganhar um banheiro totalmente adaptado, entre outras melhorias, incluindo equipamentos para os novos ambientes dentro do abrigo. Outra novidade será a criação de uma área de playground coberto para entretenimento das crianças que passam pelo local com suas mães.

A secretária municipal de Políticas para as Mulheres, Liange Doy Fernandes, informou que o recurso vem para oferecer um atendimento ainda mais humanizado às mulheres vítimas de violência em Londrina. “Ao ampliar e aprimorar as instalações, a Casa Abrigo contará com uma estrutura física que comportará melhor os serviços previstos dentro dos atendimentos de alta complexidade. Este trabalho envolve o acolhimento, suporte psicológico, atendimento de serviço social e também jurídico, entre outros, dados às mulheres em situação de violência doméstica e familiar sob risco de morte. Este recurso vem em um momento excelente. Teremos, assim, um local mais acolhedor para as atendidas e para nossos servidores trabalharem”, ressaltou.

A Casa Abrigo Canto de Dália destina-se a acolher temporariamente, em local adequado e sigiloso, mulheres em situação de violência doméstica e familiar sob risco de morte, acompanhadas ou não de suas filhas ou filhos menores de 18 anos, com o objetivo de garantir sua integridade física e psicológica.

Por meio de um trabalho interdisciplinar, a Casa Abrigo oferece atendimento social, psicológico e de enfermagem, e ainda encaminha as mulheres, bem como seus filhos, aos demais serviços existentes na cidade, como creches, escolas, serviços de saúde, programas de qualificação profissional e outros.

Centros de Convivência

Os Centros de Convivência da Pessoa Idosa da Região Leste (CCI Leste), Oeste (CCI Oeste) e Norte (CCI Norte) estão vinculados à Gerência de Articulação Comunitária da Secretaria Municipal do Idoso. Entre os objetivos destes centros, estão o desenvolvimento de trabalhos voltados à valorização da pessoa idosa na sociedade, à defesa e à promoção dos direitos do idoso, de modo a consolidar uma política pública que promova o envelhecimento ativo.

Oferecem atividades nas áreas de cidadania, lazer, cultura, educação, convivência familiar e comunitária, entre outras. No momento, por conta da pandemia, as ações continuam apenas no formato remoto.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.