Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Quantidade de bairros com alta incidência do mosquito Aedes aegypti caiu de 19 para 5, da 13ª semana epidemiológica para a 18ª

As notificações relacionadas à dengue caíram consideravelmente nas últimas semanas, devido à intensificação dos mutirões de limpeza “Bota Fora Unidos Contra a Dengue”, que passaram a ser diários e ampliados, a partir do dia 21 de março, com novas equipes percorrendo várias regiões da cidade simultaneamente. Os dados da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) apontam que na 14ª semana epidemiológica, há cinco semanas, o município registrou 1.044 notificações relacionadas à doença, caindo para 33, na 17ª semana.

Desde o dia 21 de março, quando a ação passou a ser diária, com o objetivo de intensificar o combate à dengue, foram limpos 30 bairros em todas as regiões da cidade, proporcionando queda no número de locais com alta incidência do mosquito Aedes aegypti, vetor da dengue. O levantamento mostra que na 13ª e  na14ª semana epidemiológica, a cidade contabilizava 19 bairros com alta incidência do Aedes, caindo para cinco, na 17ª e 18ª semana (abaixo).

Comparativo entre março e abril de 2020. Gráficos: Secretaria de Saúde

Só nas últimas três semanas o serviço removeu, das ruas e residências, 1.556 caminhões de lixo e entulho. Os mutirões são coordenados pela Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU) em consonância com os números da dengue identificados pela Secretaria Municipal de Saúde em cada região da cidade.

O secretário municipal de Saúde, Felippe Machado, disse que a intensificação dos mutirões, realizados pela  prefeitura desde o final do ano passado, foi essencial para que o município observasse, em especial nas últimas três semanas, uma queda considerável nos casos notificados da doença em Londrina. Para ele, esta melhora deve ser comemorada, porém sem baixar a guarda.

“Por isso a prefeitura vai continuar fazendo todas estas ações de combate, visando o bem-estar da população. É fundamental ressaltar a importância do engajamento do cidadão londrinense neste processo, pois 90% dos focos do Aedes permanecem dentro das casas e quintais. Por isso, medidas simples e diárias de combate à proliferação do mosquito podem mudar este cenário”, enfatizou.

O presidente da CMTU, Marcelo Cortez, ressaltou que os dados apontam que mutirões proporcionaram grande vitória para a cidade, aliados a uma maior colaboração das pessoas, que estão mais atentas aos cuidados de suas residências. “Não podemos esquecer que estamos tendo a colaboração da comunidade, na limpeza de seus quintais e no descarte correto do lixo. Isso é fundamental, na luta contra a dengue, já que a proliferação do Aedes tem ação direta das pessoas, na maioria dos casos. É muito importante que a comunidade, ao descartar resíduos e entulhos, faça de forma correta. Nós vamos continuar com as ações de combate ao Aedes, a fim proporcionar mais qualidade de vida à população”, afirmou.

Números

O novo Boletim Epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde, divulgado hoje (30), aponta que a cidade contabiliza, do início de 2020 até agora, 33.663 notificações relacionadas à doença, das quais 12.771 foram confirmadas, 4.659 descartadas, e 16.233 estão em análise, aguardando o resultado de exames laboratoriais. Até o dia 22 de abril, ocorreram 35 óbitos relacionados à dengue, dos quais 19 foram confirmados, quatro descartados e 12 estão em investigação.

Na quinta-feira (30), o mutirão Bota Fora Unidos Contra a Dengue esteve Jamile Dequech, na região sul, um dos bairros que ainda apresenta alta incidência do Aedes. Na segunda-feira (4), a partir das 8 horas, a ação acontecerá no Santiago, região norte, que também possui número elevado do vetor, segundo os dados da SMS.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios