Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Uma cerimônia realizada na manhã desta sexta-feira (1º) abriu, oficialmente, as comemorações do Ano Jubilar do Santuário de Nossa Senhora Aparecida do Norte do Paraná, que celebra em 2022 o Jubileu de Platina (70 anos como paróquia) e o Jubileu de Ouro (25 anos como santuário). O evento reuniu pioneiros, que ajudaram a construir a igrejinha a partir da década de 1940 e foram homenageados, além de autoridades, entre elas o arcebispo Dom Geremias Steinmetz, senador, deputados e vereadores. A cerimônia, transmitida pela internet, está disponível nos canais do santuário.

Link da transmissão: https://www.youtube.com/watch?v=6-aopI0MlxA

 “A festa de Nossa Senhora não é simplesmente religiosa, mas, também, cultural. É isso que celebramos, com o selo comemorativo e a presença de tantas autoridades e da comunidade. A festa tem se tornado um evento evangelizador”, afirma o arcebispo Dom Geremias, em discurso no cerimonial. De acordo com ele, é preciso olhar para a história da figura de Nossa Senhora Aparecida, que apareceu em um momento particular de muitas mazelas políticas e sociais. Para o arcebispo, é preciso olhar para Nossa Senhora Aparecida à luz das mazelas do mundo atual e contemporâneo.

Além de Dom Geremias e do anfitrião, padre Rodolfo Trilstz, pároco e reitor do santuário, estiveram presentes diversas autoridades políticas, como os deputados estaduais Cobra, Evandro Araújo, Márcio Pacheco, Tercílio Turini e Tiago Amaral, o deputado federal Diego Garcia, os vereadores Eduardo Tominaga, Lenir de Assis, Jairo Tamura e Matheus Thum, além do secretário estadual do Desenvolvimento Sustentável e Turismo, Marcio Nunes. E os grandes homenageados do dia, alguns dos pioneiros que ajudaram a construir a história do santuário, sete décadas atrás.

Obliteração

Um dos momentos importantes da cerimônia foi o lançamento do selo comemorativo do santuário, com foto do paroquiano Wanderley Tolomi e presença do superintendente dos Correios do Paraná, Paulo Cezar Kremer dos Santos. Os primeiros a realizarem a obliteração do selo foram o arcebispo Dom Geremias e o padre Rodolfo. Assim, o selo carimbado ficará guardado no acervo dos Correios e se manterá para a história.

Terço personalizado

Para homenagear os pioneiros, o santuário confeccionou terços personalizados com a logomarca do Ano Jubilar, marcando, assim, o período de comemorações. A lembrança foi entregue também às autoridades presentes, algumas das quais receberam uma capelinha em formato da logomarca do santuário. “Este singelo presente é uma maneira de reconhecer o trabalho de nossos pioneiros, sua história e memória, que contribuíram para nos tornarmos quem somos hoje”, ressalta o padre Rodolfo Trisltz.

Fábio Luporini/Asimp

Arcebispo Dom Geremias faz a primeira obliteração do selo comemorativo, ao lado do superintendente dos Correios no Paraná, Paulo Cézar Kremer dos Santos - Foto: Wanderley Tolomi/Santuário de Nossa Sen

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.