Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Profisisonais de Engenharia, Agronomia e Geociências contam com novo sistema de ART, que agora pode ser acessado por dispositivos móveis e está padronizado no âmbito nacional

O novo sistema de Anotação de Responsabilidade Técnica (ART), que entrou em vigor no Paraná, no último dia 12, ficou mais moderno e eficaz. Com a atualização tecnológica, profissionais de Engenharia, Agronomia e Geociências, registrados junto ao Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea-PR), podem acessar  agora o sistema por smartphones.  Além disso, os códigos de atividades técnicas foram padronizados no âmbito nacional, o que facilita o preenchimento da ART.

Na regional do Crea-PR em Londrina, 6.783 profissionais estão aptos paara utilizar o novo sistema. Desde a mudança, 508 profissionais distintos já anotaram ART’s nos municípios da região de Londrina. Foram registradas 8.135 ART’s em todo o estado desde a implantação do novo sistema, 416 somente no município de Londrina e 813 em toda a regional. Conforme o Engenheiro Agrônomo, Vânder Della Colleta Moreno, que coordenou o projeto de implantação do novo sistema no Paraná, a padronização da ART facilita o dia a dia de profissionais que atuam em mais de um Estado, pois encontravam dificuldades com os diferentes códigos de atividades técnicas.

Prefeituras, cartórios de registros de imóveis, entre outros órgãos públicos, além dos profissionais das áreas, foram informados com antecedência sobre as mudanças.  “O sistema teste foi liberado para os profissionais há três semanas para que eles já fossem se acostumando com as mudanças”, diz Vânder. O Crea-PR também disponibilizou vídeos que podem auxiliar no preenchimento do novo sistema da ART e que podem ser acessados no link https://www.crea-pr.org.br/ws/novo-sistema-de-art-do-crea-pr.

“O novo sistema ficou mais ágil, pois agora é possível acessá-lo por dispositivos móveis, além de ter sido adequado ao padrão nacional de ART, com 2 mil opções  disponíveis de códigos de obras e serviços. As opções de preenchimento eram limitadas anteriormente gerando questionamentos. Além disso, o sistema ajuda os profissionais já que as atividades são apresentadas conforme sua formação”, garante o coordenador do projeto no Estado.

A ART é um instrumento legal, necessário à fiscalização das atividades técnico-profissionais nos diversos empreendimentos sociais. Caracteriza legalmente os direitos e obrigações entre profissionais e usuários de seus serviços técnicos, além de determinar a responsabilidade profissional por eventuais defeitos ou erros técnicos.

É importante porque comprova a existência de um contrato, até mesmo nos casos em que tenha sido realizado de forma verbal e garante o direito à remuneração na medida em que se torna um comprovante da prestação de um serviço. É na ART que se definem os limites da responsabilidade, ou seja, o profissional responde apenas pelas atividades técnicas que realizou.

Asimp/Crea-PR

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios