Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Assembleia Legislativa do Estado do Paraná

O Sinpro Londrina realiza no dia 06 de fevereiro (sábado) palestra com o professor Miguel Nicolelis, um dos nomes mais respeitados no campo da Neurociência, com o tema "O impacto do Ensino à distância em tempos de pandemia". O encontro é dirigido a educadores, pais e interessados com início agendado para às 16h em formato on-line.

Médico e cientista brasileiro, o professor Nicolelis lidera um grupo de pesquisadores da área de Neurociência na Universidade Duke (Durham, Estados Unidos), no campo de fisiologia de órgãos e sistemas. Nicolelis e sua equipe foram responsáveis pela descoberta de um sistema que possibilita a criação de braços robóticos controlados por meio de sinais cerebrais. É considerado um dos maiores cientistas em sua área.

O evento é gratuito e para participar é necessário fazer inscrição pelo Sympla: https://is.gd/palestrasinpro

Uma trajetória voltada para a pesquisa

Formado em Medicina pela Universidade de São Paulo (1984), Miguel Nicolelis tem doutorado em Ciências (Fisiologia Geral) pela Universidade de São Paulo (1989) e pós-doutorado em Fisiologia e Biofísica pela Universidade de Hahnemann.

É professor titular do Departamento de Neurobiologia e Co-Diretor do Centro de Neuroengenharia da Duke University (EUA). Fundador da Associação Alberto Santos Dumont para Apoio à Pesquisa (AASDAP) e do o Instituto Santos Dumont (ISD) trazendo como proposta o uso da ciência como agente de transformação social e econômica. É Pesquisador do Instituto Internacional de Neurociências Edmond e Lily Safra (IIN-ELS) e Coordenador do Projeto Andar de Novo, desenvolvido na AASDAP em São Paulo. É Professor Titular de Neurobiologia e Engenharia Biomédica e co-diretor do Centro de Neuroengenharia da Universidade Duke.

Nicolelis também concebeu e lidera o projeto do Instituto Internacional de Neurociências de Natal (IINN), na capital do Rio Grande do Norte. Em Natal, uma das linhas de pesquisa de Nicolelis visa caracterizar a transmissão de informações entre dois animais localizados em locais distintos, nas pesquisas que são desenvolvidas nos laboratórios da Universidade Duke.

Asimp/Sinpro Londrina.

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios