Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Melhorias trarão fluidez e segurança ao trânsito londrinense, contribuindo para o desenvolvimento e qualidade de vida da cidade

A Prefeitura de Londrina está finalizando a execução de duas das principais obras de infraestrutura urbana do município.  Uma delas é o Trecho 3 do Arco Leste, que recebeu um investimento de R$ 10,5 milhões para criar uma interligação inédita das avenidas José Ventura Pinto e Robert Koch, na região leste. As duas vias estão sendo conectadas na área após a cabeceira de pista do Aeroporto Governador José Richa, no sentido da Estrada do Limoeiro.

Na terça-feira (4), os trabalhos foram vistoriados pelos secretários municipais de Planejamento, Orçamento e Tecnologia, Marcelo Canhada e de Gestão Pública, Fábio Cavazotti.  A previsão é que as obras sejam entregues na próxima semana, sendo que 95% de sua execução está completa. Toda a parte de galerias pluviais e pavimentação asfáltica foi terminada, e a última etapa contempla a finalização de trechos de calçadas, pintura e sinalização viária, além da instalação de iluminação em LED. O trânsito já estava liberado para quem trafega no sentido da avenida Salgado Filho e avenida José Ventura Pinto, até a estrada do Limoeiro. Posteriormente, será liberado o tráfego no sentido contrário, do final da avenida Robert Koch até a José Ventura Pinto.

Essa nova conexão entre as avenidas abrange a transposição sobre o Ribeirão Limoeiro, onde houve a construção de um bueiro celular com quase 100 metros de extensão, já finalizado. Para interligar completamente as vias, foram criados cerca de 2,5 km de pista nova e duplicada. As melhorias contemplam  estrutura completa com rede de galerias pluviais, calçadas, canteiro central, iluminação com sistema LED, arborização, entre outros elementos. Os serviços estão sendo feitos pela empresa Kapa Construções.

O secretário municipal de Planejamento, Orçamento e Tecnologia, Marcelo Canhada, frisou a importância e complexidade da construção do Arco Leste, que exigiu um esforço conjunto por parte de diversas secretarias municipais. Canhada ressaltou, ainda, que a obra do Trecho 3 fomentará o desenvolvimento da região leste, estimulando a abertura de diversos empreendimentos imobiliários e comerciais, gerando muitos empregos e aquecendo a economia londrinense.

Com a entrega do Trecho 3, o projeto Arco Leste, composto por cinco trechos, será finalizado em Londrina. No total, as obras somam investimento de mais de R$ 20 milhões e integram diferentes regiões da cidade, criando um ramal de 14 km entre novos acessos e trajetos readequados. As obras ajudarão no desenvolvimento e expansão das regiões envolvidas, além de garantir melhores opções de trânsito, facilidade no tráfego, mais segurança e conforto à população.

 “Essa é uma das obras de infraestrutura mais importantes das últimas décadas. Ela vai permitir que os londrinenses saiam da PR-445 e cheguem até a BR-369 em cerca de 15 minutos, com pistas duplicadas, sinalização nova e iluminação de LED.  Trata-se de um ganho imenso do ponto de vista da mobilidade, segurança e fluidez no trânsito.  Graças ao Arco Leste, a cidade passa a contar com avenidas e conexões modernas entre suas regiões”, disse.

Av. Winston Churchill

Outra obra de grande importância fiscalizada pelos secretários municipais foi a revitalização da Avenida Winston Churchill, na região norte. Com mais de 90% dos serviços realizados, a previsão de entrega é para os próximos 30 dias.

Continuam sendo feitos trabalhos de acabamento, que envolvem correções e ajustes em alguns pontos de meio-fio e calçadas, aplicação de capa asfáltica, além de sinalização viária, na área entre a avenida Henrique Mansano e a rotatória do Terminal Ouro Verde. Os serviços incluem, ainda, uma readequação para alargar o acesso da Winston Chuchill à Avenida Lucílio de Held. Já a ciclovia do projeto está sendo finalizada, e seu trajeto vai da avenida das Nações até o Terminal do Ouro Verde.

A obra está sendo realizada pela Weiller Construção Civil. O investimento é de R$ 10 milhões para a revitalização da avenida, que ganhou novo sistema de drenagem, com recomposição completa das galerias pluviais. Este foi o serviço mais complexo da obra, que exigiu a reconstrução dos trechos trabalhados, necessitando maquinário pesado e várias interdições de trânsito.

Conforme o secretário municipal de Planejamento, Orçamento e Tecnologia, esses trabalhos fazem parte do importante corredor viário localizado entre as avenidas Tiradentes e Saul Elkind, por onde milhares de veículos trafegam diariamente. “Já entregamos as melhorias na Avenida Francisco Gabriel Arruda, que também fazem parte desse trajeto. Agora, com a conclusão das obras da Winston Churchill, os moradores da região norte poderão se deslocar até o Centro com muito mais rapidez e segurança, contando com novo asfalto e iluminação de LED.  Além disso, as obras nas galerias vão permitir que aquela região cresça e se desenvolva sem que a água da chuva cause alagamentos ou outros transtornos”, destacou Canhada.

Trincheira Av. Rio Branco x Av. Leste-Oeste

Iniciada em janeiro de 2021, a obra prossegue com frentes diferentes de trabalho, sendo que cerca de 10% de sua execução foi realizada.

As intervenções possibilitarão a construção de uma estrutura viária de trincheira com túnel de concreto no cruzamento das avenidas Rio Branco e Leste-Oeste. Com isso, o ponto de ligação entre a Leste-Oeste e a Rio Branco ganhará um túnel, por meio de intersecção em desnível, visando dar mais fluidez e melhores condições de trânsito em um dos pontos mais movimentados de Londrina. Quando concluídas, as obras farão parte de um eixo que ligará as regiões leste e oeste, indo do viaduto da Dez de Dezembro até a rotatória da Avenida Universo. O investimento total é de mais de R$ 25 milhões, com execução pela empresa TCE Engenharia.

Estão em andamento, no momento, serviços de revitalização de galerias pluviais ao longo da avenida Rio Branco, sentido norte-centro, a partir do viaduto da BR-369. A recuperação foi feita até a rua Tietê e continuará até chegar à rotatória que ganhará o novo túnel. A obra terá mais de 3.600 metros em extensão de tubulações do novo sistema de drenagem. Além disso, está sendo feita a recuperação asfáltica com fresagem para reconstruir trechos de pavimentos danificados na avenida Leste Oeste, onde foi executadas obras de galerias e planejamento. A previsão é que esta etapa termine até a próxima quarta-feira, quando será liberado o trânsito a partir da rua Guilherme da Mota Correia.

Paralelamente, está sendo construída, na área da rotatória entre duas avenidas, a estrutura de base do novo túnel. A etapa de fundação começou no início de abril. Estão sendo colocadas as estacas para as paredes de contenção da trincheira, cuja estrutura totaliza 4.618 m² em contenção em concreto armado e 1.167 m² de pavimento novo na passagem pelo túnel. Serão aplicadas 6.600 toneladas de massa asfáltica somente na estrutura do túnel.

Segundo o secretário municipal de Gestão Pública, Fábio Cavazotti, a Prefeitura tem investido em diversas obras de infraestrutura que proporcionarão grandes melhorias para o transporte coletivo londrinense.  “As obras da Winston Churchill e da Trincheira fazem parte de um projeto de mobilidade urbana realizado em importantes eixos da cidade, com o objetivo de privilegiar o transporte público. Graças a essas intervenções, Londrina terá um transporte coletivo cada vez mais rápido e com menos impacto para o asfalto, que está sendo especialmente planejado e modernizado para suportar o tráfego dos ônibus, tendo uma vida útil muito mais longa”, afirmou.

Ciclovias

Além das melhorias voltadas ao transporte motorizado, a Prefeitura tem realizado investimentos significativos na construção de ciclovias. Essas estruturas fazem parte de diversos projetos, incluindo os diferentes trechos do Arco Leste e a duplicação da Avenida dos Pioneiros. “Estamos colocando grande ênfase nas ciclovias, pois as bicicletas são um modal de transporte moderno, não-poluente, e que proporciona economia e saúde para quem as utiliza, além de diminuir os congestionamentos.  Com várias obras de infraestrutura em andamento, pretendemos garantir que Londrina tenha condições de crescer de forma sustentável por muitos anos”, pontuou Canhada.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.