Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Com a parceria, durante o mês de junho, os estudantes do curso de Publicidade e Propaganda desenvolveram diversas imagens para campanhas de mídias sociais

A Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres de Londrina (SMPM) firmou uma parceria com o curso de Publicidade e Propaganda da Universidade Norte do Paraná (Unopar), visando o desenvolvimento de campanhas que divulguem os trabalhos das artesãs integrantes da Feira Arte Mulher. Na última quinta-feira (2), houve a entrega oficial dos resultados dessa parceria para a secretária municipal da pasta, Liange Doy Fernandes.

Com a parceria, durante o mês de junho, os estudantes do curso de Publicidade e Propaganda, que integram a Agência Escola de Publicidade e Propaganda da Unopar, desenvolveram diversas imagens de campanhas publicitárias que podem ser utilizadas nas mídias sociais, como Facebook e Instagram, das artesãs que frequentam a Feira Arte Mulher.

Segundo a secretária municipal da pasta, a ideia foi auxiliar as mulheres que integram a feira e recebem apoio técnico da Prefeitura de Londrina, disponibilizando peças publicitárias contendo o nome do empreendimento, o telefone para contato, uma frase resumindo o trabalho e fotografias dos produtos. Com isso, os estudantes fizeram 13 campanhas diferentes, onde trazem à tona as peculiaridades de cada produção artesanal e elevam o afeto colocado na produção de cada peça. “Essa parceria vem em um momento muito importante para as artesãs, visto que muitas delas estão no grupo de risco e não podem participar fisicamente das feiras no calçadão. E nós sabemos que as mídias sociais têm um alcance enorme. Essa parceria muito nos honra, pois nos auxiliará a propiciar para as nossas mulheres o alcance para um novo público. Agradecemos imensamente aos alunos e parabenizamos pelo resultado desse trabalho, que ficou maravilhoso”, disse Fernandes.

A coordenadora do curso de Publicidade e Propaganda e de Jornalismo da Unopar, Bruna Bochnia, lembrou também que a parceria traz benefícios tanto para os estudantes, quanto para as integrantes da feira, visto que une as demandas de ambos em uma única ação. “É uma oportunidade de a universidade contribuir com os projetos comunitários e com os alunos, que ajudam no empreendedorismo local, principalmente o feminino, e podem aprender estando dentro da comunidade”, disse.

Além disso, para o professor do curso e mestre em Comunicação pela Universidade Estadual de Londrina, Fábio Dias, o trabalho vai muito além do âmbito acadêmico, visto que não só os alunos poderão colocar na prática aquilo que veem em sala de aula, mas também traz resultados práticos voltado às questões sociais. “Como toda a economia foi prejudicada por conta da pandemia, as artesãs deixaram de apresentar seus trabalhos e torná-los conhecidos junto à comunidade. Por isso, acredito que a parceria vai muito além da realização de trabalhos práticos, por parte dos alunos, porque traz resultados importantes, sobretudo em razão do social das mulheres artesãs”, acredita Dias.

A Feira Arte Mulher recebe apoio técnico e suporte da Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres de Londrina.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios