Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Para realizar a obra nos 250 metros quadrados de área, o Município aplicou R$ 122.885,04; o local agora, ele conta com ar condicionado e salas mais iluminadas

A população do Distrito de Paiquerê participou, ontem (3), da cerimônia de entrega da reforma da Unidade Básica de Saúde (UBS) do local. Para apresentá-la aos moradores da zona rural, o prefeito Marcelo Belinati e o secretário de Saúde, Felippe Machado, foram até a sede que fica na Rua Victório Libardi, 272, em Paiquerê, cerca de 30 km da zona urbana de Londrina.

Esta foi a 16ª Unidade Básica de Saúde reformada por completo na gestão de Marcelo Belinati. No local, foram instalados aparelhos de ar condicionado na sala de atendimento da odontologia, na farmácia e na sala de vacinação; foram trocados os equipamentos médicos e todos os móveis, como mesas de atendimento e armários; também foram reconstruídas as calçadas e os acessos para cadeirantes no entorno da unidade; foi trocado o telhado que estava com defeito, os rufos e as calhas que vazavam em dias de chuvas e o teto foi rebaixado com gesso.

Os profissionais também revisaram e fizeram a recuperação das esquadrias metálicas; substituíram as janelas e vidros quebrados; revisaram e ajustaram as instalações hidráulicas; adaptaram os banheiros de forma que agora há um feminino e um masculino aos pacientes, no andar inferior e construíram banheiros novos no andar superior; readequaram os vestiários, as placas de identificação das salas e informações aos pacientes e do abrigo de resíduos, e pintaram o ambiente inteiro.

Segundo o prefeito, essa obra faz parte de um conjunto de ações que a Prefeitura de Londrina tem feito para melhorar os serviços prestados na saúde pública. “É a 16ª unidade reconstruída, eu diria. Estava há mais de 20 anos sem a manutenção adequada e, agora, teve a troca dos móveis e dos equipamentos médicos também. Ela faz parte do programa de reestruturação da Atenção Primária de Saúde em Londrina, ou seja, da reforma dos postos de saúde, do PAI, da Maternidade, do SAMU e tantos outros lugares”, explicou Marcelo.

A unidade de saúde foi inaugurada em 1973. Desde então, ela passou por uma reforma e ampliação realizada em 1994. Para realizar a reforma nos 250 metros quadrados de área, o Município aplicou R$ 122.885,04 e executou o serviço, por meio da empresa vencedora do processo licitatório, a Construpais Construtora LTDA ME.

Residem no distrito cerca de 4.000 pessoas, sendo que 2.800 dessas utilizam os serviços desta UBS. “A população estava esperando há 25 anos por essa reforma, porque é uma unidade que desde 1994 não recebeu nenhum tipo de melhoria. Assim, os servidores conseguirão desenvolver seus trabalhos da melhor maneira possível e os pacientes aqui atendidos terão uma ambiência adequada”, afirmou o secretário de Saúde.

A coordenadora da unidade, Flávia Helena Boiczuk, explicou que, antes dessas melhorias, em dias de chuva, tinham salas que ficavam molhadas, pois chovia dentro. De acordo com ela, o telhado estava com buracos que permitiam a infiltração d´àgua e o forro estava se deteriorando e com vários buracos. O mobiliário do espaço também era antigo, pois estavam na UBS desde quando ela ainda pertencia à Universidade Estadual de Londrina (UEL). “Melhorou toda a ambiência. A iluminação ficou mais clara, porque eles rebaixaram o teto que era muito alto, o que deixava os ambientes escuros. e  trocaram todos os móveis que eram bem antigos”, citou.

O local funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 15h. A população encontra ali os serviços de acolhimento, consulta médica com o clínico-geral e de enfermagem, saúde da mulher, pré-natal, puericultura, coleta de preventivo, vacina, curativos, dispensação de medicamentos, consultório odontológico adulto e infantil, e atendimento de nutrição e fisioterapia.

Outras obras

Desde 2017, 16 unidades de saúde reformadas já foram entregues, contando com a de hoje. Entre elas estão: Warta, do João Paz, Panissa, Maria Cecília, Pind, Selva, Jardim do Sol, Casoni, Alvorada, Centro Social Urbano (CSU), Carnascialli, Piza, Ernani Moura Lima, Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) I e Centro de Especialidades Odontológicas (CEO). Outras quatro UBSs prosseguem em reforma: Lerroville, Ideal, Santa Rita e Maravilha, além do Pronto Atendimento Infantil (PAI) e Maternidade Municipal Lucilla Ballalai.

A reforma das unidades faz parte de um grande Programa de Restruturação da Saúde Pública Municipal, que contempla também a troca de equipamentos e mobiliários, reforma do PAI e da Maternidade Municipal, além da construção da nova sede do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e do Centro Especializado de Reabilitação (CER), para atender pessoas com deficiência; implantação do Prontuário Eletrônico, do Cartão Saúde Cidadão, Contratação de Médicos, a criação do Centro de Referência em Atendimento a Pediatria e Ginecologia.

Melhorias no distrito

Além da reforma da Unidade Básica de Saúde, a Prefeitura de Londrina uniu forças com várias secretarias municipais, suas autarquias e fundações para recuperar as ruas do bairro. A Sercomtel Iluminação, por exemplo, implantou oito luminárias padrão LED, na principal entrada do distrito (Rua Victorio Libardi) e  outras oito nas ruas Alcina Alves de Camargo e Menotti Traldi, que ficam no entorno da unidade de saúde, totalizando 12 luminárias LED.  Além destas, o prefeito autorizou a instalação de outros 220 pontos de LED em todo o distrito e 25 na vila rural.

Já a Secretaria Municipal de Obras e Pavimentação (SMOP) recapeou as ruas do entorno da unidade e outras ainda serão recapeadas nos próximos dias. Já a Secretaria Municipal do Ambiente (SEMA) realizou a poda de levante nas árvores e plantou novas mudas ao redor das calçadas e na praça em frente à UBS.

A Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU) refez a sinalização viária do trajeto recapeado e dos pontos mais apagados, instalou novas lixeiras no bairro, construiu e pintou os bancos de concreto da praça, fez a capina e a roçagem do mato, e instalou um parquinho infantil e uma academia ao ar livre.

O espaço pode ser utilizado, ao mesmo tempo, pelas crianças, que agora têm acesso aos balanços, escorregador, gira-gira e gangorras, e pelos adultos que podem permanecer sentados cuidando das crianças ou aproveitar para se exercitar em um dos 12 equipamentos de fortalecimento muscular e alongamento instalados na academia ao ar livre.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios