Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Será realizado amanhã, 13, o ato público em defesa da educação e contra a reforma da previdência. O protesto começará com uma concentração no Calcadão (entre as avenidas Rio de Janeiro e São Paulo), a partir das 15h, com passeata marcada para as 17h e encerramento com discursos e atividades culturais na Concha Acústica até as 21h.

O evento foi convocado pela União Nacional dos Estudantes (UNE) e vai ocorrer em todo o Brasil.  Em Londrina é organizado pelo Comitê Geral Unificado composto por várias frentes e movimentos sociais, com apoio do Coletivo de Sindicatos.

Para a maioria dos organizadores o texto da reforma da previdência, encaminhada para o Senado, se for aprovada,  mesmo com as alterações, vai prejudicar muito a vida dos trabalhadores. "Mesmo com a retirada da capitalização, BPC, e mudanças na aposentadoria para as mulheres, o novo texto não mudou no caso das pensões por morte, as regras de transições são injustas, além de outros pontos prejudiciais",  opinou o advogado especializado na área previdenciária, Vinicius  Araujo.

O representante da Frente Povo Sem Medo, Eliel Machado, acredita que a união dos coletivos é uma forma de pressionar o governo. " O Brasil passa por tempos difíceis. Temos um governo que quer  acabar com o ensino público gratuito de qualidade e derrubar os direitos dos trabalhadores conquistados com muita luta. Por isso vamos para as ruas", disse.

O coordenador do Coletivo de Sindicatos de Londrina, Marcio André Ribeiro, também acredita que é por meio das mobilizações que se  consegue mudar o destino de um povo. " Temos visto que a população está percebendo que está tudo piorando: mais desemprego, perdas de direitos e cortes em setores essenciais da vida humana como saúde, educação e previdência, entre outros.  Por isso é hora de ir pra rua  e gritar que não aceitamos tais medidas", declarou Ribeiro

Elsa Caldeira/Assessoria Coletivo Sindicatos

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios