Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Pronto-socorro do HU será ampliado e ganhará Unidade Cardiovascular; também foram autorizados recursos para o Cismepar e Hospital do Câncer

O prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, participou na sexta-feira (25) da solenidade de assinatura da ordem de serviço para a reforma e ampliação do Pronto-socorro do Hospital Universitário de Londrina (HU). Participaram do ato oficial, realizado na sede do HU, o diretor geral da Secretaria de Estado da Saúde do Paraná (SESA), Sezifredo Paz, representando a governadora Cida Borghetti, a superintendente do HU, Elizabeth Ursi, deputados estaduais e federais, vereadores, autoridades da área da saúde e servidores.

Para realizar as obras no Hospital Universitário, o Governo do Paraná investirá R$13.013.208,92, por meio de recursos do Funsaúde, via SESA. Após a conclusão dos trabalhos, o espaço físico do Pronto-socorro contará com mais de 5 mil metros quadrados, proporcionando a ampliação de leitos e melhor atendimento aos pacientes. O atual pronto-socorro do HU conta hoje com 48 leitos de atendimento. Os serviços ainda incluem a implantação da Unidade Cardiovascular do HU, que terá leitos para pacientes graves cardíacos, neurológicos e vasculares. O início está previsto para 11 de junho e o prazo é de 720 dias para a conclusão.

Durante a cerimônia, também foram dadas as autorizações de repasse de recursos, via governo estadual, ao Consórcio Intermunicipal de Saúde do Médio Paranapanema (Cismepar), no valor de R$5,3 milhões e de R$ 400 mil ao Hospital do Câncer de Londrina.

Elizabeth Ursi disse que a liberação dos recursos ao Hospital Universitário possibilitará que o espaço tenha mais condições de dar atendimento diário mais seguro e humanitário aos pacientes. “Vamos poder mais que dobrar a capacidade atual de atendimento, o que será um grande avanço. Nosso pronto-socorro trabalha com ocupação entre 160 a 240% todos os dias, e muitas vezes eles ficam nos corredores. Agora poderão ser melhor acomodados. Também conseguiremos separar os fluxos daquele paciente com patologias mais frequentes, dos pacientes com menor gravidade, e isso ajudará muito para melhorar a qualidade do atendimento”, destacou.

A superintendente do HU mencionou que outro avanço será a criação do Centro de Trauma, que ficará no piso inferior da expansão. Ela ainda contou que há a previsão de um segundo piso que poderá ser finalizado a qualquer tempo, caso exista aumento na demanda. “Com relação às contratações imediatas de profissionais para demandas já existentes, estamos tratando disso com o governo e temos esperança de que o quadro possa ser recomposto”, completou.

O prefeito Marcelo, que já fez residência médica no HU quando se formou em medicina pela UEL, valorizou a importância do trabalho de toda a equipe do hospital. “Com o grande aumento de leitos, que deve quase dobrar, e a melhoria da estrutura do HU, que já é uma referência na saúde pública da região, a população ganhará um atendimento de mais qualidade por essa equipe que sempre atua com muita dedicação e competência na missão tão nobre que é cuidar da saúde das pessoas”, disse.

Marcelo também afirmou que os recursos direcionados ao Cismepar e ao Hospital do Câncer serão importantes e reforçam a atenção que o governo do Estado está dando às questões da saúde em Londrina. “O Município também vem trabalhando muito forte para promover a reestruturação da saúde na cidade. Estamos buscando os caminhos e já contamos com recursos garantidos para reformar todas as 54 UBSs, reconstruir o PAI e a Maternidade Municipal, além da sede do Samu. Tudo isso vai fortalecer a gestão de atendimentos na região”, frisou.

Segundo o diretor geral da SESA, Sezifredo Paz, as obras no HU são muito importantes e eram aguardadas por toda a região norte do Paraná. “Em breve, haverá assistência mais adequada em relação ao conforto e segurança dos pacientes e seus familiares. Esses investimentos vão potencializar os serviços de assistência e de urgência e emergência do hospital, dobrando sua capacidade de atendimento, e complementam uma série de investimentos que estão sendo feitos neste espaço recentemente. Estamos conseguindo ter êxito na gestão de processos qualificados que permitem os custeios necessários para melhorar a saúde no estado”, salientou.

NC/PML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios