Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Desde janeiro de 2017, cerca de 120 km de asfalto foram recuperados em vias urbanas de Londrina com recape e micropavimentação

Com o objetivo de oferecer à população uma malha asfáltica de melhor qualidade, a Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria Municipal de Obras e Pavimentação, conta atualmente com um programa de revitalização que engloba uma série de serviços desenvolvidos com a aplicação de recursos federais, estaduais e municipais. As ações para a conservação ou reparo de ruas e avenidas estão ocorrendo com trabalhos de recape asfáltico, micropavimentação e reperfilagem, que são realizados paralelamente à operação de tapa-buracos, feita permanentemente, além de outras atividades de rotina.

Desde janeiro de 2017 até agosto de 2018, a administração municipal promoveu a recuperação de aproximadamente 120 km de asfalto em vias de todas as áreas da cidade, entre as modalidades de recape e micropavimentação. Ao todo, são 230 ruas atendidas com recuperação asfáltica distribuídas em 40 bairros. No ano passado foram atendidos 25 bairros e mais de 110 ruas. Em 2018, até agora são 15 bairros e 120 ruas contempladas com os serviços.

A recomposição da malha asfáltica da cidade pela Prefeitura vem registrando avanços com os serviços de micropavimentação, que, até agosto de 2018, já possibilitou a realização de mais de 65 km de asfalto, beneficiando as regiões norte, sul, leste e oeste. Deste total, mais de 58 km foram recuperados em 2018. A previsão é que sejam executados 80 km de micropavimentação no atual contrato. A iniciativa teve início em dezembro de 2017 e hoje está na Etapa 2. Para executar as ações o Município mantém contrato com o Consórcio Público Intermunicipal de Inovação e Desenvolvimento do Estado do Paraná (Cindepar).

Esta modalidade de pavimentação busca viabilizar uma recuperação asfáltica mais sólida em vários bairros que necessitavam de melhorias há muitos anos, sendo que a maioria destes apenas recebiam intervenções esporádicas de tapa-buraco. A Prefeitura está conseguindo executar asfalto de boa qualidade e a preço mais acessível por conta do convênio firmado com o Cindepar. Dessa forma, a execução do micropavimento traz melhorias a diversas regiões com um asfalto que fornece mais capacidade de impermeabilização, podendo ter vida útil de até cinco anos.

O secretário municipal de Obras e Pavimentação, João Verçosa, enfatizou que depois de vários anos a Prefeitura está conseguindo oferecer soluções viáveis de médio e até longo prazo, e não apenas de tapa-buraco, para a recuperação efetiva do asfalto em Londrina. “O empenho da atual gestão municipal para obter parcerias e recursos vem possibilitando um tratamento diferente para a malha asfáltica da cidade, que tanto necessita de melhorias. As ações de recape e micropavimentação seguem com programação e, assim, bairros de todas as regiões,vários deles na periferia, estão sendo contemplados”, afirmou.

Verçosa informou que atualmente os trabalhos estão ocorrendo nos bairros Pioneiros e Dom Pedro, na região leste, e terão início, na sequência, na região norte, começando pela Avenida Curitiba, e depois no Jardim Claudia, na região sul. Outros bairros que já receberam os serviços nesta segunda etapa do contrato foram o Parque das Indústrias (região sul), Jardim do Sol e Jardim Shangri-lá B (região oeste).

Para realizar a aplicação do micropavimento, o Cindepar disponibiliza caminhões-usina e o serviço é fiscalizado e acompanhado pela Obras, que também faz o mapeamento e cronograma das áreas atendidas. Já a Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU) faz a interdição das vias e a sinalização necessária.

Recape asfáltico

Em 2017, o Município promoveu a revitalização com recape atingindo a marca de 21 km. Em 2018, foram 29 km até o momento. O processo mais recente de pavimentação por recape teve início em junho deste ano, através de parceria entre o Município e o governo do Paraná. Com prazo de duração de 10 meses, a iniciativa permitirá que sejam concluídos, ao todo, mais de 66 km em recapeamento de 246 vias urbanas. “A intervenção com recape é o formato que traz maior qualidade e durabilidade na recomposição do asfalto, sendo voltada às ruas da cidade que possuem alto nível de deterioração e não receberam tratamento adequado nos últimos anos”, comentou o secretário.

Para isso, estão sendo investidos R$ 20 milhões provenientes do recurso estadual, junto à Secretaria de Infraestrutura e Logística do Paraná. Após pouco mais de dois meses do início desta ação, a Obras promoveu mais de 10 km de vias, em programação que já atendeu bairros da região leste, entre os quais os jardins Aragarça, Monterrey, Pérola, Guararapes e Antares. A Avenida Alziro Zarur, na região leste, foi uma das vias recapeadas, em trecho que compreende o entorno do Pronto Socorro do Hospital Universitário de Londrina (HU) até a Avenida Santos Dumont.

Dentre os vários serviços desenvolvidos diariamente pela Secretaria Municipal de Obras e Pavimentação, também há os trabalhos de reperfilagem asfáltica, necessários para preparar as ruas que recebem a micropavimentação. A atividade consiste em alinhar o asfalto para suprimir as irregularidades das vias que estão inadequadas, tornando-as aptas para receber a aplicação de micropavimento. Mensalmente, a Prefeitura vem realizando uma média de 10 a 20 mil metros quadrados deste serviço em Londrina. A massa asfáltica de recape é produzida pela usina de asfalto da Prefeitura e o serviço é aplicado por empresa contratada via processo licitatório.

Renan Oliveira/NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios