Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Investimento total foi de R$ 136 milhões, incluindo também melhorias como a implantação de iluminação em LED; Londrina ganhou duplicações de avenidas, a conclusão do Arco Leste, novas sedes da Educação e Assistência Social, e implantação de unidades escolares; também houve reformas de UBSs, revitalização de áreas esportivas e de lazer

 Dando continuidade ao programa de reestruturação viária, construção e revitalização de espaços públicos em Londrina, a gestão municipal do prefeito Marcelo Belinati foi responsável por entregar 35 obras no decorrer de 2021. Contemplando ações em diversos segmentos e modalidades, o amplo pacote de serviços levou melhorias a todas as regiões da cidade, beneficiando milhares de pessoas nas zonas urbana e rural.

Para viabilizar os trabalhos, o investimento total da Prefeitura foi de cerca de R$ 136 milhões, possibilitando, entre as várias intervenções, obras estruturais viárias e abrangendo construções e reformas de equipamentos públicos nas áreas da saúde, educação, assistência social, esporte, além de pontos de lazer, convivência e atividades físicas. Este recurso é referente, além das 35 obras entregues, a outros cerca de dez trabalhos envolvendo a implantação de iluminação em LED por toda Londrina, por exemplo, além de complementos de obras, consertos de calçadas e mais intervenções.

Tais obras não incluem as ações permanentes de pavimentação para recape asfáltico, reperfilagem de pista, tapa-buracos e outros serviços componentes das agendas diárias da Secretaria Municipal de Obras e Pavimentação (SMOP), além dos mutirões, revitalizações de praças e espaços públicos e forças-tarefas de atividades envolvendo secretarias e órgãos como as secretarias municipais do Ambiente (Sema) e de Agricultura e Abastecimento, a Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU) e Londrina Iluminação.

Segundo o secretário municipal de Obras e Pavimentação, João Verçosa, a movimentação intensa das obras na cidade, em 2021, fortalece o programa iniciado em 2017, no primeiro ano da atual gestão. “Por meio de um planejamento sólido, com articulações integradas e várias frentes de trabalho, a Prefeitura vem transformando o cenário da região nos últimos anos, aprimorando a mobilidade urbana, criando estruturas viárias mais modernas e novas alternativas de tráfego. Vários gargalos antigos estão sendo solucionados para trazer mais segurança e qualidade de vida à população. Com estes avanços, Londrina hoje está sendo reconhecida pelos próprios moradores, bem como seus visitantes e turistas, como uma cidade mais acessível, organizada, atrativa e iluminada”, destacou.

Já o secretário municipal de Planejamento, Orçamento e Tecnologia, Marcelo Canhada, adiantou que Londrina continuará progredindo ao longo dos próximos anos, com mais dezenas de obras espalhadas por todas as regiões. “Há algum tempo, por meio da atual gestão municipal, a cidade se tornou um grande canteiro de obras e a população vem acompanhando essa evolução significativa de perto, sendo beneficiada com diversas melhorias e estruturas de qualidade que trazem mais facilidade, segurança e conforto no trânsito. Outro ponto fundamental são as construções de novas escolas, creches, unidades de saúde e de assistência social, além de áreas de esporte e lazer, que Londrina tem recebido. Fora isso, ainda há um processo permanente de recuperação e revitalização de áreas e equipamentos públicos. Todas essas iniciativas são parte do compromisso que a administração municipal tem em trabalhar por Londrina, prezando pelo bom uso dos recursos públicos e pela transparência nas ações”, frisou.

Por sua vez, o secretário municipal de Gestão Pública, Fábio Cavazotti, afirmou que todo este cenário frutífero de obras públicas em Londrina vem sendo possível, em grande parte, pela organização e os investimentos que a atual gestão faz nas atividades-meio, permitindo mais eficácia e celeridade aos serviços. “Há uma importante movimentação e integração entre as secretarias de Planejamento, de Obras, de Gestão Pública, junto à Procuradoria-Geral e outros órgãos, para que a Prefeitura consiga realizar obras de maior porte em uma velocidade cada vez maior, alcançando todas as áreas da cidade. Felizmente, está sendo possível aumentar muito a produtividade com uma melhor estruturação das atividades-meio para servir às atividades-fim. Este alto volume de obras que estão sendo entregues contam com uma fiscalização e acompanhamento rígidos e efetivos, sendo que a atuação do poder público reflete em maior capacidade e produtividade de trabalho”, enfatizou.

Cavazotti reforçou ainda que, quando a gestão do prefeito Marcelo assumiu, existiam cerca de 30 obras públicas em andamento, e hoje são cerca de 90 obras sendo executadas ao mesmo tempo. “Temos previsão, para 2022, de que 100 a 120 obras estejam sendo feitas concomitantemente, ou seja, permitindo mais que triplicar ou até quadruplicar o montante de obras. É uma imensa alegria poder fazer parte de um momento tão próspero que Londrina vive atualmente, com a capacidade de transformar as fontes de recursos obtidas pelo prefeito em obras importantes para a cidade”, concluiu.

Obras por toda a cidade 

Das quase 40 obras realizadas no último ano, destacam-se trabalhos como as duplicações da rua Prefeito Faria Lima, na área oeste, e avenida dos Pioneiros, na região leste, a construção do “Oitão” na avenida Madre Leônia Milito, na região sul, a implantação de infraestrutura urbana e pavimentação na rua Gino Tamiozzo, na zona norte, e as entregas dos trechos 1 e 3 do Arco Leste, projeto que foi totalmente concluído, fechando o trajeto de 14 km de extensão, aproximadamente.

Outras obras importantes foram a revitalização de toda a avenida Leste-Oeste, a implantação da nova sede da Secretaria Municipal de Assistência Social, reforma e ampliação da nova casa da Secretaria Municipal de Educação, que ganhou sede própria, assim como o Creas Oeste. Também foi construído, do zero, o CRAS Oeste A e reformado o Pronto Atendimento do Jardim Leonor. O Bosque Central foi totalmente revitalizado e o Lago Igapó 2 passou por uma série de melhorias em todo o seu entorno, além do Lagoa Dourada, espaço público de lazer e atividades físicas que também foi revitalizado e entregue à população.

A Prefeitura ainda construiu e entregou a Escola Municipal Américo Sabino Coimbra, que atende alunos do Residencial Vista Bela e Residencial Moradas de Portugal, e implantou o novo Centro de Educação Infantil (CEI) do Jardim Nova Esperança.

E a Londrina Iluminação, como é chamada atualmente a antiga Sercomtel Iluminação, foi contratada para executar obras de modernização da iluminação pública viária e ornamental em Londrina, com implantação de luminárias em LED, totalizando 5.862 pontos novos de iluminação apenas em 2021. Ao todo, mais de 28 mil pontos de iluminação já receberam a tecnologia LED em Londrina, desde o início do programa municipal “Londrina Cidade Iluminada”, iniciado em 2019.

Confira abaixo mais informações sobre algumas das principais obras públicas executadas, em 2021, pela Prefeitura de Londrina. Listamos 19 delas:

1 – Oitão da Av. Madre Leônia

Esta adequação viária criou duas rotatórias interligadas, formando um traçado em número oito, na área atual do viaduto da PR-445 sobre a avenida Madre Leônia Milito. A obra, finalizada e liberada em agosto de 2021, trouxe um novo cenário de tráfego e mobilidade urbana na região sul, desafogando o intenso fluxo de trânsito, ampliando a conexão de vias e possibilitando novas e fáceis opções de trajeto aos motoristas. O projeto veio para resolver um antigo gargalo de tráfego da cidade, trazendo mais segurança e comodidade à população.

O investimento total da Prefeitura foi de quase R$ 1 milhão. Fizeram parte do projeto serviços de drenagem, terraplenagem, demolição e retiradas, pavimentação asfáltica, calçadas para pedestres, gramados, entre outros.

2 – Duplicação da rua Faria Lima

A Prefeitura entregou, no mês de junho, a nova rua Prefeito Faria Lima, que foi duplicada e recebeu diversas melhorias, aprimorando o tráfego no sentido centro/Universidade Estadual de Londrina (UEL) e vice-versa. A duplicação foi dividida em dois lotes e foi feita desde a avenida Aniceto Espiga até o cruzamento com a avenida Maringá, totalizando cerca de 1.500 metros, sendo 900 metros no primeiro trecho e mais 600 metros no segundo.

A obra proporciona mais segurança e conforto para os motoristas e pedestres, devido à melhora da mobilidade urbana e do tráfego de veículos na área de alto fluxo viário. O investimento total foi de R$ 14,6 milhões. As ações incluíram a construção de uma segunda ponte sobre o Lago Igapó, na região do Aterro, alargamento e revitalização das pistas, recuperação de galerias pluviais, execução de canteiro, meios-fios e rampas de acesso, realocação dos padrões de energia, implantação de iluminação em LED, além de pintura e sinalização viária.

3 – Conclusão do Arco Leste 

Foi liberado pelo Município, no dia 10 de maio, a última etapa do Arco Leste, com a entrega do Trecho 3 do projeto, que conta com 5 trechos ao todo. Com isso, a Prefeitura concluiu uma das obras mais importantes e aguardadas das últimas décadas em Londrina, proporcionando ganhos em mobilidade urbana, segurança e fluxo de trânsito. O investimento total foi de R$ 11,5 milhões.

Uma sequência de fotos com legendas informativas ajuda os motoristas a entender melhor como realizar o trajeto completo do Arco Leste, que possui cerca de 14 km de extensão, com trajeto que interliga a BR-369, desde o km 145 da rodovia, e a PR-445, com término na avenida Waldemar Spranger.

4 – Infraestrutura urbana da Gino Tamiozzo

Agora mais acessível e adequada, a nova rua Gino Tamiozzo foi entregue totalmente renovada em agosto, facilitando a vida dos moradores da comunidade do Conjunto Novo Amparo, na zona norte. A via foi reconstruída pela Prefeitura, que realizou obras de infraestrutura completa e asfalto, atendendo a demandas aguardadas pela população local há 40 anos. Os trabalhos incluíram novos sistemas de drenagem e iluminação, pavimentação, calçadas, ciclovia, arborização e outras melhorias. Investimento total foi de R$ 1,9 milhão.

A ampla revitalização transforma o cenário dessa via urbana, que antes estava abandonada e acumulava problemas crônicos, como a via sem asfalto. Foi criada infraestrutura com sistema de drenagem de águas pluviais, pavimentação asfáltica, construção de calçadas, meio-fio e sinalização horizontal e vertical. Outras intervenções são o novo sistema de iluminação pública em LED, áreas de passeio com elementos de acessibilidade, ciclovia, arborização, gramado, entre outras adaptações. A obra possibilita maior integração entre a população do Novo Amparo, Farid Libos, Moema, Santa Luzia e adjacências, às vias que levam até a região central da cidade, por meio da BR-369.

5 – Revitalização da Leste Oeste

Com investimento de cerca de R$ 15 milhões, a obra incluiu nova pavimentação asfáltica em toda a extensão da avenida Leste-Oeste, a readequação da rede de galerias pluviais em vários pontos da via, melhorias em calçadas e meio-fio, além da construção de novas ciclovias em trechos que ainda não contavam com essa estrutura, bem como a recuperação das ciclovias já existentes. Essa obra foi dividida em dois lotes, sendo o primeiro compreendido entre a avenida Dez de Dezembro até os limites da avenida Rio Branco, e outro que inicia a partir do cruzamento com a avenida Rio Branco e vai até a avenida Universo.

6 – Duplicação da Avenida dos Pioneiros 

Localizada no Jardim Morumbi, a avenida dos Pioneiros é uma das principais vias da região leste de Londrina. No final do primeiro semestre de 2021, a Prefeitura entregou a obra de duplicação que compreendeu 1,5 km de extensão da avenida.

O pacote contou com pavimentação asfáltica; trabalhos de drenagem e galerias; implantação de ciclovias, calçadas e rampas de acessibilidade; melhorias na rede elétrica; plantio de árvores e grama; e instalação de sinalização viária. Além da duplicação, foi criada uma nova rotatória na via, no ponto de ligação com a Avenida das Laranjeiras. A pista antiga da Avenida dos Pioneiros foi completamente recapeada e recebeu nova sinalização. Outra melhoria importante foi a instalação de 86 luminárias padrão LED em 930 metros de extensão, entre a Avenida Jamil Scaff e a nova rotatória com a Avenida das Laranjeiras.

7 – Três pontes recuperadas na zona rural

A população da região rural e suas proximidades recebeu, em maio, a recuperação e reforço estrutural de três pontes. Uma delas passa sobre o Ribeirão Cafezal, situada no prolongamento da Avenida dos Ipês, e outras duas ficam sobre o Ribeirão Três Bocas, sendo uma delas no Parque Daisaku Ikeda e a outra no prolongamento da Rua Monte Carmelo.

O objetivo dos serviços foi recuperar toda a estrutura danificada com as chuvas de 2016, que causaram enxurradas e estragos em diversas pontes. As pontes sofreram o impacto das enchentes, que acabaram por causar avarias estruturais. Foi investido cerca de R$ 1 milhão para promover todas as melhorias. Agora, os moradores da zona rural podem trafegar com tranquilidade, segurança e mais conforto.

8 – Reconstrução da avenida Winston Churchill

Em junho de 2021, foi entregue o último trecho das obras da nova avenida Winston Churchill, na região norte, que foi totalmente reconstruída e devolvida à cidade com novo padrão de qualidade. A avenida recebeu intervenções de adequações viárias e geométricas, reconstrução completa do asfalto, novo sistema de drenagem com recomposição integral das galerias pluviais. Outras ações foram uma nova ciclovia interligando a avenida das Nações até o Terminal do Ouro Verde; calçadas, meio-fio, melhorias no canteiro central, além de iluminação em LED.

O pacote de melhorias também englobou intervenções nas avenidas Rio Branco e Francisco Gabriel Arruda. O custo total foi de aproximadamente R$ 11 milhões.

9 – Revitalização de drenagem na rua Waldyr de Azevedo

A Prefeitura de Londrina finalizou e entregou, em abril, as obras de revitalização da rede de galerias pluviais e pavimentação da rua Waldyr de Azevedo, no bairro Parigot de Souza 2, região norte. Toda essa via passou por amplo processo de reconstrução das estruturas de captação e drenagem de águas, desde a avenida Saul Elkind, que também teve um trecho contemplado pelas melhorias nessa abrangência.

A rede de drenagem foi expandida e recuperada para aumentar a capacidade de captação das águas das chuvas, que causavam enxurradas e alagamentos ao longo da rua. Foram investidos quase R$ 2 milhões para realizar as melhorias, que são importantes e trazem mais qualidade de vida e segurança aos moradores da região, já que antes casas eram invadidas pelas águas quando chovia, sendo que até automóveis já foram arrastados em algumas ocasiões. O novo sistema comporta 1.400 metros de galerias, entre ramais e redes coletoras. Como um todo, a obra comporta 128 bocas de lobo simples, 37 duplas, cinco triplas, e mais três quádruplas.

10 – Novo terminal do Milton Gavetti 

Na região norte da cidade, o Terminal Urbano do Conjunto Milton Gavetti foi reconstruído do zero pelo Município, após a demolição da estrutura antiga. A obra custou cerca de R$ 6 milhões e a entrega ocorreu em abril de 2021.  As melhorias permitiram entregar um equipamento público muito mais moderno e funcional, com melhor fluxo de trânsito para veículos e passageiros, além de mais seguro e confortável. O terminal foi ampliado em quase três vezes, passando a área total construída de 820 m² para 2.500 m².

A obra envolveu a construção de plataformas e pistas de rolamento para os ônibus, cobertura com estrutura metálica e isolamento termoacústico, pavimentos rígidos em concreto com mais resistência e maior tempo de vida útil, construção de novos banheiros, cobertura, fraldário, bicicletário, pintura, sinalização e paisagismo. Também foi feita a troca de todo o cercamento e gradil do espaço, executadas as instalações elétricas, cabeamentos e fiação, sistema de iluminação e piso tátil.

11 – Melhorias nas ruas da Canoagem e Souza Naves

O prefeito Marcelo Belinati entregou, em novembro, as obras de recape asfáltico, calçadas, sinalização viária, iluminação LED e outras melhorias nas ruas da Canoagem e Senador Souza Naves, nas margens do Lago Igapó I.

A Prefeitura de Londrina construiu 750 metros de calçadas em concreto alisado, com piso tátil para as pessoas com deficiência visual, em toda margem do lago. Antes das obras, as calçadas da Rua da Canoagem, que ligam a continuação da Rua Souza Naves até a barragem do Lago Igapó I, tinham apenas pedriscos e terra batida. Agora, a população conta com rampas de acesso aos cadeirantes e para o embarque e desembarque dos barcos em concreto armado. Tudo está sinalizado vertical e horizontalmente.

Já o recape asfáltico abrange 750 metros de comprimento da Rua da Canoagem, que tem oito metros de largura. Essa obra complementa a duplicação da Avenida Aminthas de Barros e a sequência da Rua Senador Souza Naves, a partir do Monumento da Bíblia até a Barragem do Igapó.

12 – Primeira sede própria da Assistência Social

A Secretaria Municipal de Assistência Social inaugurou, em maio do ano passado, sua primeira sede própria, localizada na Avenida Juscelino Kubitschek, 2.896, Centro. Pertencente à Prefeitura de Londrina, o imóvel foi completamente reformado e adaptado para sua nova utilização, com investimento de aproximadamente R$ 1 milhão. Uma das vantagens da mudança é a economia de aluguel, de R$ 14 mil mensais ao Município, além contar com uma sede central, de fácil acesso à população.

No local atendem cerca de 60 servidores, que trabalham na gestão da SMAS, incluindo o gabinete, as gerências, diretorias e outros setores administrativos do órgão. O espaço também funciona como base central do Cadastro Único (CadÚnico), que agora conta com um polo integrado para a prestação de serviços. A nova sede da SMAS conta, ainda, com um auditório que possibilita a realização de reuniões, treinamentos e capacitações das equipes.

13 – Nova casa da Secretaria de Educação

Foi inaugurada, em outubro de 2021, a nova sede da Secretaria Municipal de Educação. O prédio fica na Rua Humaitá, 900, no espaço do antigo Mercado do Quebec, entre as Ruas Humaitá, Raja Gabaglia e Virgínia. A Prefeitura de Londrina investiu cerca de R$ 3,5 milhões e deve economizar R$ 30 mil por mês, que eram pagos em aluguel, ou R$ 3,24 milhões em 10 anos.

O novo espaço abriga 165 profissionais de todas as diretorias da Secretaria de Educação, como a Diretoria Financeira, Pedagógica, Administrativa e de Planejamento, além dos representantes dos Conselhos Municipais de Educação; de Alimentação Escolar e o do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

O local, cedido pela Companhia de Habitação de Londrina (Cohab), foi ampliado e reformado, permitindo a construção de 792,54 m². Isso fez com que o lugar passasse de 646,9 m² para 1.439,44 m² em área total construída. Ele conta com uma Galeria dos Secretários e Secretárias de Educação, um mezanino no piso superior da estrutura, salas administrativas, espaços para a assessoria de compras, para reuniões de trabalho e para as diretorias, para ouvidoria, gabinete, cozinha, dois novos sanitários, copa, áreas de atendimento, almoxarifado, depósito, elevador para pessoas com deficiência, estacionamento para funcionários e outros espaços.

14 – Escola do Residencial Vista Bela

A população da região norte de Londrina ganhou, no final de julho, a nova unidade educacional do Vista Bela. Trata-se da Escola Municipal América Sabino Coimbra, localizada na Rua Mitsuki Shime, entre a Av. Giocondo Maturi e Av. Rosalvo Marques Bonfim. A unidade escolar atende os alunos do 1º ao 5º ano e da Educação de Jovens e Adultos (EJA).

O novo espaço tem uma área total de 2.312,07 m², que possibilita o funcionamento de 10 salas de aula, além de áreas administrativas, como salas de direção, coordenação e de professores. Há também uma biblioteca, sala de informática, laboratório de ciências, cozinha, refeitório, área para o preparo de alimentos, área de serviço, depósito para materiais pedagógicos, espaço para gás e para abrigar o lixo, e banheiros adaptados paras pessoas com necessidades especiais e para as crianças. O terreno de 16 mil m² também comporta uma quadra poliesportiva, pátio para as crianças e jardim com grama e árvores. Foram investidos R$ 5.237.266,63 para executar os serviços.

15 – Novo Creas Oeste

A Prefeitura inaugurou, em agosto, o novo Centro de Referência Especializado de Assistência Social Oeste (Creas) da região oeste de Londrina. O equipamento público tem capacidade para atender mais de 600 famílias e é o primeiro descentralizado e com sede própria. Antes, o Creas Oeste funcionava na Avenida Rio de Janeiro, 1.560, no centro, em um espaço alugado e distante do público-alvo atendido. A Prefeitura investiu mais de R$ 800 mil.

O Creas Oeste tem uma área construída de 346,50 m² distribuídas em quatro salas para atendimento individual, sala de recepção, coordenação, administrativa, multiuso, oficinas e para serviços técnicos, almoxarifado, copa, área de serviço e sanitários masculino e feminino para funcionários e para o público geral, além daqueles adaptados para as pessoas com necessidades especiais.

16 – Nova sede do CRAS Oeste A 

As obras da nova sede do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) Oeste A, finalizadas no final de 2021, foram entregues oficialmente na primeira semana de janeiro de 2022. Este equipamento integra a estrutura da Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS) e está localizada na Rua Adelina Piqueti Barrios, s/n, Jardim Maracanã. O investimento total feito pela Prefeitura na obra foi de R$ 731.969,95

Formada por dez profissionais, a equipe do CRAS Oeste A atende cerca de 2 mil famílias por mês. Ao todo, aproximadamente dez mil famílias residem na área de abrangência, que inclui o Jardim Maracanã, Olímpico, João Turquino, Parque Universidade e Sabará, entre outros bairros.

17 – Reconstrução e ampliação do P.A do Leonor

Na região oeste de Londrina, a população do Jardim Leonor recebeu o novo Pronto Atendimento (PA), com serviço de urgência e emergência 24h. A unidade foi ampliada e reformada pela Prefeitura na Rua Aroeira, 284. A edificação original foi inaugurada em 1979, sendo reformada em agosto de 2003. Desde então, o local não havia recebido nenhuma reforma significativa, passando apenas por reparos para a manutenção e adaptação das salas durante os últimos 18 anos.

Com o investimento de mais de R$ 900 mil, foi possível fazer uma sala de classificação de risco ao lado da recepção; salas para coordenação, administração, supervisão de enfermagem; rouparia; farmácia; quatro consultórios; espaço para pós-consulta com sala para encaminhamentos; e enfermarias feminina e masculina.

Além disso, há salas para isolamento de doenças infecciosas; sala para internação; procedimentos; inalação; hidratação; supervisão; vacina; para eletrocardiograma e sala para atendimentos de emergência. São 1.089,77 m² de área construída, com tudo que há de mais moderno, com aparelhos de ar condicionado nos ambientes e novos móveis e equipamentos médico-hospitalares.

18 – Revitalização do Bosque Central

Um dos mais importantes e tradicionais espaços públicos do centro de Londrina, o Bosque Central Marechal Cândido Rondon passou por revitalização completa e foi entregue à população mais seguro, acessível, bonito e confortável. Os serviços foram concluídos em 2021 e a entrega foi oficializada no último dia 8 de janeiro.

A Prefeitura investiu cerca de R$ 2,8 milhões para realizar uma série de melhorias nas partes interna e externa do bosque. Os serviços incluem novos trajetos de passeio e caminhada, palcos para apresentações, corredores internos; colocação de academia ao ar livre, parquinho infantil, quadra esportiva, circuito pet e arquibancada; novas calçadas acessíveis, com piso tátil em toda a extensão do Bosque e entorno; instalação de sistema moderno de iluminação, faixas elevadas interligando as avenidas Rio de Janeiro e São Paulo, e canaletas de água pluvial, para recolher água de chuva.

Também foram inseridos mobiliários, como mesas, cadeiras, bancos e lixeiras, e o local também recebeu nova pintura. Também foi feito paisagismo, com implantação de gramas e de espécies de flores, entre outros serviços.

19 – Novo complexo esportivo e de lazer do Lagoa Dourada

 Este local passou por uma grande transformação e hoje conta com pista de caminhada, parque infantil, academia ao ar livre, quadra de futebol, iluminação em LED e várias outras melhorias. A entrega ocorreu em junho de 2021.  A área pública fica entre as Ruas Adriano Marino Gomes e Deputado Aguinaldo Pereira Lima, do Jardim Monte Belo.

A Prefeitura investiu cerca de R$ 1,2 milhão. No local, foram construídas as calçadas em concreto alisado, rampas de acesso às pessoas com deficiência e os caminhos internos do fundo de vale; tudo com piso tátil em placa tipo ladrilho de cimento, para ajudar aqueles que têm algo dificuldade de locomoção ou para enxergar. Foram construídas pistas de caminhada internas com placas pré-moldadas, muretas de contensão e escadas em alvenaria e concreto alisado de acordo com as exigências do Corpo de Bombeiros. Na ponte, existente sobre o córrego, foi implantado o guarda-corpo para garantir mais segurança aos pedestres. Ainda houve recape asfáltico das vias do entorno, que totalizaram 1,2 km, meio-fio e a sinalização viária vertical e horizontal nas pistas.

NCPML

#JornalUnião

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.