Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Secretários municipais de Governo, Alex Canziani, e de Trabalho, Gustavo Santos, se reuniram com o gerente do Senac para elaborar projeto de educação profissional

ontem (4), os secretários municipais de Governo, Alex Canziani, e do Trabalho, Emprego e Renda, Gustavo Santos, estiveram no Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) Londrina. Durante a visita, foi abordada a elaboração de um projeto de educação profissional para a cidade.

Os secretários foram recebidos pelo gerente executivo do Senac, Tiago dos Santos, e pela técnica de Relação de Mercado, Juliana Suavi. Na conversa, foram apresentadas as diversas opções em educação profissional que o Senac já oferece, desde os cursos curtos de capacitação até especializações e formações completas em ensino técnico. Os secretários também conheceram a estrutura da instituição.

Muitas das formações do Senac são voltadas ao setor de TI e Londrina se destaca no cenário nacional no campo da tecnologia e inovação. Fazem parte do portfólio do Senac, por exemplo, o programa Aprendiz Tec e capacitações em diferentes linguagens de programação.

O secretário municipal de Governo, Alex Canziani, ressaltou a importância da instituição, que é referência em educação profissional “Das 40 unidades Senac espalhadas pelo Paraná, a de Londrina é a segunda no estado que oferece a maior diversidade de cursos, sendo a mais completa do interior. Dessa forma, contribui muito para o desenvolvimento da cidade ao capacitar com extrema competência a mão de obra local”, definiu.

O secretário do Trabalho, Emprego e Renda, Gustavo Santos, destacou que o foco do Município, direcionado pelo prefeito Marcelo Belinati, é de construir soluções pensadas no pós-pandemia. “Estamos caminhando com a maior velocidade possível na vacinação e também executando um planejamento estratégico para que o poder público dê o suporte necessário para os diferentes setores. Ter uma retomada forte da economia passa diretamente por qualificar nossos trabalhadores”, explicou.

Santos reforçou que, nesse sentido, ouvir os protagonistas na formação de profissionais em Londrina é essencial. “Estamos nos reunindo com os diferentes atores da educação profissionalizante da cidade. Instituições do Sistema S, centros de ensino superior, representantes da sociedade civil, empresas e outras secretarias municipais. Contamos com a contribuição de cada um. Quanto mais informações tivermos, mais eficiente será nosso projeto de qualificação”, ressaltou Santos.

O gerente de Qualificação Social e Profissional da SMTER, Cesar Makiolke, também participou do encontro.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios