Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A partir de 2022, docentes de educação física da rede municipal terão acesso a programas de mestrado profissional oferecidos pela Universidade

O prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, assinou, ontem (7), o protocolo de intenção para o estabelecimento de um convênio entre a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Educação (SME), e a Universidade Estadual de Londrina (UEL). Através da parceria, a UEL disponibilizará vagas de mestrado profissional para os professores de educação física da rede municipal de ensino. O objetivo é que os docentes tenham a oportunidade de pesquisar e aplicar soluções para os problemas que ocorrem, dentro de sua área de atuação, nas escolas da rede municipal.

Nos próximos dias, a iniciativa será submetida à Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e ao Ministério da Educação para aprovação. Entre outros detalhes, a Capes definirá o valor a ser repassado pelo Município à universidade, que considera apenas os custos logísticos do mestrado, já que os salários dos docentes universitários são pagos pela própria instituição de ensino.

No total, a rede municipal conta com 300 professores de educação física. A SME realizará uma tramitação interna com o intuito de elaborar o edital do programa. O documento incluirá detalhes como o número de vagas disponíveis e as condições de ingresso – mediante processo seletivo – e participação. Além disso, a pasta disponibilizará alguns dias por semana, dentro do período de trabalho, para que os profissionais selecionados possam realizar seus estudos. A previsão é que as formações continuadas tenham início em 2022.

De acordo com o prefeito Marcelo Belinati, a intenção da administração é que, futuramente, servidores municipais de outras áreas profissionais sejam contemplados com programas semelhantes. “O que estamos desenvolvendo com os professores de educação física é um projeto-piloto. Em seguida, vamos realizar outras iniciativas desse tipo com todos os profissionais da rede municipal de ensino. Quem ganha com isso é a sociedade londrinense, que poderá contar com servidores ainda mais qualificados”, afirmou Marcelo.

A secretária municipal de Educação, Maria Tereza Paschoal de Moraes, salientou que esse será o primeiro convênio do tipo no Brasil. Moraes destacou, também, que a UEL é referência de qualidade na área de educação física escolar. “Se existe uma solução para a educação básica no Brasil, essa solução passa pelo professor. Por isso, a ideia é que esse seja o primeiro processo e que todo anos tenhamos uma nova entrada de docentes. Lembro, ainda, que o papel do professor de educação física é ainda mais essencial nesse momento de pandemia, em que as pessoas precisam reforçar os cuidados com sua saúde física e mental”, disse.

O reitor da UEL, professor-doutor Sérgio Carvalho, parabenizou a gestão atual pela sensibilidade e proatividade na abordagem das questões relativas à educação. “Essa administração tem se notabilizado por prestar suporte à universidade, sempre que é preciso. Com essa parceria, esperamos contribuir para que o Município possa reter profissionais cada vez mais qualificados e motivados. Tenho certeza de que, daqui, sairão novas parcerias entre as duas instituições”, pontuou.

O professor da rede municipal e diretor da Escola Municipal Roberto Alves Lima Junior, Amauri Cardoso, desempenhou um papel importante na articulação do convênio. Segundo ele, o acesso ao mestrado profissional vai atender um desejo antigo dos docentes da rede. “Hoje é um dia histórico para Londrina, pois esse programa vai contribuir diretamente para o desenvolvimento da cidade. A qualidade da educação tem que passar também pela formação dos professores, daí a importância dessas atividades”, frisou.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios