Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Assembleia Legislativa do Estado do Paraná

Liderado pelo secretário de Planejamento, Marcelo Canhada, novo encontro debateu a fiscalização dos supermercados, do transporte coletivo e das festas clandestinas

A Prefeitura de Londrina deu continuidade às reuniões com representantes do poderes executivo e do legislativo, com foco na discussão de medidas de enfrentamento à pandemia da Covid-19 no Munício. Ontem (9), houve mais um encontro, no gabinete do prefeito Marcelo Belinati, liderado pelo secretário municipal de Planejamento, Orçamento e Tecnologia, Marcelo Canhada, com a presença de vereadores e de representantes do executivo, das áreas de fiscalização, segurança e transporte coletivo, e da Associação Paranaense de Supermercados (Apras). O secretário de Saúde, Felippe Machado, também participou das reuniões.

Canhada explicou que estas reuniões têm, com foco principal, tirar dúvidas e colher sugestões da Câmara de Vereadores, com relação às principais questões que envolvem a pandemia. O primeiro encontro da manhã visou a discussão de medidas que levem à diminuição da aglomeração de pessoas nos supermercados.

 “Os vereadores tiveram a oportunidade de ouvir e questionar as empresas de supermercados, pois existe uma preocupação com relação às aglomerações nestes estabelecimentos. Agendamos uma outra reunião, para hoje (10), com a presença de supermercadistas, para discutir outras medidas que possam diminuir a aglomerações nestes locais”, contou o secretário de Planejamento, Marcelo Canhada.

Sobre este assunto, o vice-presidente da APRAS, regional Londrina, Rodrigo Leocardio Jorge, acompanhado pelo supervisor regional da rede Super Mufatto, Valdecir de Oliveira, frisou que o ramo de atividades de supermercados é considerado essencial e que o setor tem cumprido os decretos publicados pelos governos municipal e estadual. “Sabemos que existe uma preocupação, pois, com o fechamento do comércio e dos restaurantes, as pessoas acabam indo mais para os supermercados. Por isso estamos debatendo, com as lideranças da prefeitura e os vereadores, para definirmos mais medidas que visem diminuir a aglomeração de pessoas nestes estabelecimentos, registrada principalmente em alguns horários, como após o encerramento do expediente das pessoas”, apontou

A segunda reunião da manhã debateu questões ligadas à fiscalização e segurança, principalmente relacionadas ao combate das festas clandestinas na cidade. “Pudemos ouvir o comando da Guarda Municipal e da direção da Secretaria de Fazenda, sobre o que tem sido feito neste sentido e sobre as dificuldades enfrentadas até aqui. Nesta área, ficou claro que é preciso ter uma participação maior dos órgãos do governo do Estado, como a Polícia Miliar (PM), para auxiliar o trabalho da Guarda e da Fazenda nas fiscalizações dos cumprimentos dos decretos de combate à Covid-19”, disse Canhada.

Sobre as questões ligadas à fiscalização e segurança, que no município de Londrina é executada de forma integrada entre a Secretaria de Defesa Social, que coordena a Guarda Municipal, e a Secretaria de Fazenda, o secretário municipal de Defesa Social, coronel Pedro Ramos, ressaltou que a reunião foi muito importante para que o município pudesse apresentar, aos vereadores, o trabalho realizado durante um ano de pandemia e para buscar mais soluções para melhorar o serviço. “Hoje, para suprir o aumento da demanda do trabalho, estamos movimentando a escala de serviço, pagando horas-extras, mas estamos num momento em que precisamos, efetivamente, integrar o trabalho que a Guarda Municipal vem fazendo com a Polícia Miliar”, disse. O coronel frisou que entende a missão da PM, constitucionalmente definida, mas lembra que a Guarda também teve que ajustar a condução do seu trabalho em prol do enfrentamento à pandemia.

O diretor de Fiscalização e Atividades Econômicas da Secretaria de Fazenda, Carlos Eduardo Burkle, destacou que foram exibidos dados do que está acontecendo no dia a dia das fiscalizações e apontados os problemas já enfrentados. “Nós mostramos que precisamos da colaboração das instituições e da população. Estamos buscando novas soluções para ampliarmos o trabalho e esperamos contar com a colaboração, inclusive, dos órgãos do Estado”, destacou.

A terceira e última reunião da manhã foi relacionada às reclamações de superlotação no transporte coletivo e sobre a higienização dos ônibus. O presidente da Companha Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU), Marcelo Cortez, afirmou que a reunião com os vereadores é muito importante, para trazer as demandas da população. “A partir deste diálogo podemos melhor o transporte coletivo. Sempre digo que o transporte coletivo não é perfeito, mas tem sofrido algumas distorções, com relação à s

ua execução, que não condizem totalmente com a realidade. Hoje pudemos expor um pouco do nosso trabalho e ouvir as demandas, para poder avançar e melhorar o serviço. Queremos fazer o melhor para a população, no sentido de trazer um transporte coletivo seguro”, enfatizou.

Um dos vereadores presentes na reunião, Fernando Madureira, líder do prefeito Marcelo Belinati na Câmara, ressaltou que os vereadores são a ponte entre a comunidade e o executivo, por isso a importância de reuniões como esta. “Conseguimos passar o nosso ponto de vista para as lideranças presentes, que já vão providenciar medidas para melhorar o enfrentamento à pandemia. Também colhemos informações importantes que poderão ser repassadas à população”, disse.

O vereador, Matheus Thum, vice-líder do prefeito na Câmara, frisou que há uma cobrança natural da sociedade, em cima da Câmara de Vereadores, pelo fato do órgão exercer a representatividade das pessoas. “Por isso trouxemos os pontos principais, de dúvidas e críticas da população, relacionadas à pandemia. Entendemos que a fiscalização do transporte coletivo, dos supermercados e das festas clandestinas estão entre os pontos cruciais, para não termos que fechar o comércio, por exemplo. Estamos buscando soluções para estes problemas, pois este é o papel do vereador. E é dever, do poder executivo, nos amparar com respostas e soluções”, apontou.

Também participaram do encontro, presencialmente, os vereadores Deivid Wisley, Ailton Nantes, Giovani Matos, Eduardo Tominaga, Lenir de Assis e Chavão, além de Jessicão, Lu Oliveira, professora Sônia Gimenez e Mara Boca Aberta, no ambiente virtual.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios