Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.
Assembleia Legislativa do Estado do Paraná

Desde ontem (16), estão sendo realizados serviços como a capina do mato, retirada de alambrados, remoção de mobiliário urbano e demolição de calçadas

A Prefeitura de Londrina deu início, na terça-feira (16), às obras de revitalização do Bosque Central “Marechal Cândido Rondon”. A empresa responsável pelos trabalhos, San Pio Construtora Eireli, está realizando a capina do mato, a retirada de alambrados e a remoção do mobiliário urbano em todo o espaço. Até o fim da semana, serão colocados tapumes ao redor do canteiro de obras.

Nas faces norte e sul, também já está sendo feita a demolição de calçadas, cuja conclusão deve ocorrer em até 20 dias. Simultaneamente, será realizada a implantação de novas vias, com mudanças nos trajetos internos, bem como o reposicionamento de canteiros.

Segundo a engenheira responsável pelos trabalhos, Amanda de Castro, a etapa seguinte das obras será a instalação do novo mobiliário – como mesas, floreiras e bancos –, que deve se iniciar em cerca de um mês meio. Ela explicou, ainda, que a parte mais complexa da revitalização, incluindo os serviços realizados na parte central do Bosque, será executada mais para o final da reforma. “Além da complexidade dos trabalhos realizados na área central, nós vamos deixar essa etapa por último porque queremos permitir a circulação das pessoas pelo Bosque, sem atrapalhar o seu trajeto. Por essa mesma razão, vamos fazer as travessias elevadas e as obras nas calçadas externas de forma gradativa, principalmente em dias como feriados e finais de semana”, disse.

De acordo com o secretário municipal de Obras e Pavimentação, João Verçosa, fiscais da Prefeitura farão o acompanhamento e fiscalização das obras, para assegurar que o contrato e as especificações técnicas sejam cumpridos. “Nossos profissionais realizarão visitas mensais, para inspecionar os trabalhos e comparar o seu andamento com o cronograma estipulado. Estamos otimistas em relação à execução da revitalização dentro do prazo contratual, que é de 150 dias. Assim como o restante dos londrinenses, também temos uma expectativa muito grande por se tratar de um cartão postal da cidade”, destacou.

O auxiliar de serviços gerais, Francisco Cales da Silva, de 58 anos, expressou sua satisfação com a revitalização. “Já está mais do que na hora de fazer essas benfeitorias. Elas são muito necessárias, pois esse local ficou abandonado muito tempo. Aqui é o coração da cidade, um lugar muito frequentado, e esperamos que o Bosque volte a ser um espaço público agradável para a população”, afirmou.

Já a comerciária Maria Antônia da Silva, de 50 anos, disse estar ansiosa para ver o resultado das obras. “Passo todo dia por aqui e tenho certeza de que essa revitalização vai ficar maravilhosa.

Fiquei feliz de saber que vão abrir novos caminhos no Bosque, e que ele vai ficar mais seguro e com um visual novo”.

Iluminação

A revitalização do Bosque também inclui uma nova infraestrutura de iluminação, que será instalada pela Sercomtel Iluminação. A companhia já iniciou a limpeza e manutenção das 84 luminárias ornamentais que ficam nas calçadas externas da área.

Posteriormente, toda a iluminação viária e ornamental da região será trocada por lâmpadas de LED. Orçado em aproximadamente R$ 410 mil, o projeto completo prevê ainda a colocação de luzes cênicas no interior das áreas arborizadas, que vão criar uma nova atmosfera visual e proporcionar mais segurança aos frequentadores.

No total, o Bosque receberá a instalação de 48 novos postes de 5 metros de altura, 42 projetores e três postes de 12 metros de altura em sua parte central. Entre os postes a serem implantados, estão modelos metálicos de 5 metros, com luminárias na forma de “pétalas”, cujas lâmpadas são inacessíveis aos pombos. Também haverá projetores no padrão RGB, que serão utilizados para a realização de eventos e a composição de um espaço para food trucks.

Projeto

Entre as melhorias a serem realizadas no Bosque, estão a implantação de novos bancos e mesas, equipamentos para exercícios, pista de caminhada e corrida, piso tátil e rota para bicicletas. Além disso, o local terá um novo parquinho, pista de skate, espaço pet e quadra poliesportiva. O investimento nessas benfeitorias é de cerca de R$ 2,5 milhões.

A ação, que visa respeitar as características originais do espaço ocupado pelo Bosque Central, será feita de acordo com o projeto elaborado pelo Instituto de Planejamento e Pesquisa Urbana de Londrina (IPPUL). Para conferir mais detalhes sobre a iniciativa, clique aqui.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios