Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Novo serviço funcionará durante a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e Multivacinação, na Supercreche

A Secretaria Municipal de Saúde disponibiliza, a partir de segunda-feira (5), um novo local de vacinação, no CMEI Valéria Veronesi (Supercreche), na Rua Benjamin Constant, 800. A Central de Imunização funcionará durante a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e Multivacinação, até o dia 30 de outubro.

O foco do novo serviço é atender crianças e adolescentes, público-alvo das campanhas, contudo qualquer pessoa poderá ser imunizada na Central. Para isso, é necessário agendar um horário pela internet, para evitar aglomerações, devido à pandemia viral, por meio do Portal da Prefeitura de Londrina (clique aqui para fazer o agendamento). O local funcionará de segunda a sexta-feira, das 14 às 20 horas e serão disponibilizadas 200 vagas por dia.

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e Multivacinação foi antecipada, em todo o Paraná, desde o dia 28 de setembro, para possibilitar maior adesão, especialmente durante a pandemia. Em Londrina, além da Central de Imunização, a vacinação também está acontecendo nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), exceto nas respiratórias: Jardim Guanabara/Centro, Bandeirantes/Oeste, Ouro Branco/Sul, Chefe Newton e Maria Cecília/Norte e Vila Ricardo/Leste.

Para ser imunizado nas UBSs é necessário agendar um horário por telefone, na unidade de referência. Confira a lista dos locais, endereços e telefones no Portal da Prefeitura (clique aqui). No ato da vacinação é necessário levar um documento da criança e é desejável que se tenha a Carteira de Vacinação em mãos.

O público-alvo da campanha contra a poliomielite são crianças de 12 meses a menores de cinco anos. A meta do Município é imunizar 35 mil crianças contra a pólio. Já a campanha de multivacinação é voltada a crianças e adolescentes de até 15 anos e são ofertadas diversas vacinas:

BCG, contra a tuberculose

Pentavalente, que previne a difteria, tétano, coqueluche, hepatite B e influenza B

Rotavírus humano, contra a diarreia

Pneumocócica 10, que evita a pneumonia meningite e otite

Meningocócica C e ACWY,contra meningites

Tríplice viral,contra o sarampo, caxumba e rubéola

Vacina HPV, que evita tipos de câncer em jovens

Hepatite A

Febre amarela

Varicela

Sobre a pólio – A poliomielite é uma doença viral que pode afetar os nervos e levar à paralisia parcial ou total. A transmissão acontece por água e alimentos contaminados ou contato com uma pessoa infectada. O Brasil, desde a década de 1990, tem reconhecimento de país com área livre da pólio. No Paraná, o último caso da doença foi registrado em 1987, contudo, é imprescindível manter a vacinação, pois mesmo erradicada ela pode retornar.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios