Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Com entrega prevista nos próximos meses, espaço de mais de três mil m² será a sede do Ecossistema de Inovação de Londrina

A Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Tecnologia (SMPOT), irá investir mais R$ 932.196,65 em recursos próprios para avanço das obras do Centro de Desenvolvimento Econômico de Londrina, o Tecnocentro. A construção de 3.144,93 m² fica situada no Parque Tecnológico Francisco Sciarra, e deve ser concluída e entregue nos próximos meses.

O secretário municipal de Planejamento, Orçamento e Tecnologia, Marcelo Canhada, já assinou o decreto nº 396, que formaliza o repasse por meio de alteração orçamentária. Agora, o documento segue para a Secretaria Municipal de Governo e, após assinatura do prefeito Marcelo Belinati, será publicado no Jornal Oficial.

Canhada explicou que os recursos do Municípios serão aplicados na conclusão da obra, em execução desde outubro de 2019. “O Tecnocentro é o coração do novo momento da cidade e de um eixo econômico importante, que é tecnologia e inovação. Além disso, é uma de muitas obras que pretendemos entregar nos próximos meses. Mesmo em um cenário de crise, o esforço é no sentido de que Londrina não paralise suas obras. Isso está sendo possível em função da eficiência administrativa, austeridade e planejamento, e a cidade tem muito a ganhar”, citou.

O presidente do Instituto de Desenvolvimento de Londrina (Codel), Bruno Ubiratan, afirmou que a construção do prédio do Tecnocentro está nas etapas finais, e em breve será instalado sistema de climatização. “O Tecnocentro será um centro de inovação para a cidade, abrigando startups, incubadoras e aceleradoras”, frisou.

O projeto do Tecnocentro contempla, no pavimento térreo, a instalação de laboratório de alimentos. Para isso, ele conta com módulos menores para laboratórios e empresas, recepção, auditório, escritórios, sanitários, salas de reunião, cozinha e copa, praça de alimentação, arquivo e administração.

No andar superior, ficarão o laboratório, sala de reuniões, recepção, áreas destinadas para empresas e sanitários. E no espaço externo, com estacionamento, haverá áreas para abrigar equipamentos e guarita.

O valor atualizado desta obra é de R$ 2.915.132,35 oriundos do Município e governo do Estado, por meio do Paranacidade.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios