Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Válida para instituições de ensino públicas e particulares, medida tem o objetivo de conter a propagação do novo Coronavírus

A Prefeitura de Londrina publicou no último sábado (23), o decreto no 85/2021, que prorroga a suspensão das aulas presenciais em Londrina, nas instituições de ensino públicas e privadas, até o dia 28 de fevereiro.

De acordo com o decreto, fica autorizado o atendimento individualizado a alunos em situação de risco e vulnerabilidade social, conforme regulamentação do Conselho Municipal de Educação, seguindo protocolos aprovados pela área técnica da Secretaria Municipal de Saúde. O texto completo do ato está disponível na página 3 da edição no 4.259 do Jornal Oficial do Município.

O prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, explicou que o objetivo da medida é preservar a saúde e a vida das crianças, estudantes, professores e funcionários das escolas, assim como a de seus familiares e a da população londrinense em geral. Informou, ainda, que a decisão é baseada em critérios técnicos e na avaliação diária feita pelos profissionais da Secretaria Municipal de Saúde.

“O momento atual é muito delicado, tanto pelo aumento do número de casos da Covid-19 quanto pelo de falecimentos, em Londrina e no Brasil inteiro. Se as aulas presenciais voltarem agora, serão mais de 200 mil alunos e profissionais da educação retornando ao mesmo tempo para as instituições de ensino de todos os níveis em Londrina. Por isso, ainda não temos segurança para voltar”, frisou Marcelo.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios