Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Um antigo problema no Jardim Santa Rita, região oeste de Londrina, enfim está sendo solucionado. Após um longo período de busca por soluções por parte das lideranças locais, a administração municipal de Londrina realizou a obra na antiga cratera da região.

Com um investimento próprio de aproximadamente 2 milhões e meio de reais, a Prefeitura de Londrina realizou a obra que está bem próximo do fim.

O Jornal União acompanhou este problema, e com reportagens especiais expôs o que estava se tornando um grande perigo para os moradores da região. Este problema começou no final de 2013, mas se agravou após as fortes chuvas no início de 2016. Uma cratera de aproximadamente 25 metros começou a se formar, problema esse que se tornou ainda mais preocupante com o rompimento das redes de galerias pluviais. A cratera, localizada nos fundos da Rua Ébano, é próximo à nascente do Ribeirão Quati e se não fosse resolvido, em pouco tempo poderia chegar nas casas e destruir ali o sonho de muitas pessoas.

Segundo o vereador Vilson Bittencourt, que acompanhou todo o processo desde o inicio, o resultado dessa obre é gratificante.

“Estamos vendo nesse local o dinheiro público muito bem aplicado e de forma eficaz. Eu realmente não imaginava que ficaria tão bonito quanto ficou, é gratificante ver o resultado. Não só bonito, mas eficaz e de forma que vai melhorar e muito a vida daqueles que moram por perto”, conta.

O vereador explica que o estudo demorou para ser concluído pois se tratava de um assunto delicado e muito complexo.

“Fizemos diversos estudos desde o inicio da cratera. Foi um projeto complexo e que envolveram algumas secretarias. Eu acompanho desde 2013 quando a erosão começou, e desde então fizemos os estudos necessários. A obra que estamos vendo durou cerca de 15 meses para ser concluída”, explica Vilson.

Foram colocadas placas de grama nos barrancos e plantadas cerca de 500 arvores. Além disso, no subsolo foram refeitas as galerias pluviais para uma melhor vazão de agua da chuva. A nascente do Ribeirão Quati foi preservada com um trabalho de contenção e assim a água das chuvas e das ruas seguirá sem nenhum obstáculo.

“Como estamos em um período de seca, as arvores e a grama estão sendo irrigadas diariamente para a melhor fixação no solo. A construtora realizou um trabalho de construção de praticamente um “Rio Artificial”, acredito que no período das fortes chuvas, que antes era uma enorme dor de cabeça para os moradores, será até bonito de ver a agua seguindo de forma tranquila e sem afetar ninguém”, conclui o vereador.

A obra ainda não chegou à 100%, mas já é possível ver como ficará.

Henrique Reis/JU

Clique nas fotos para ampliar

A situação no local era assustadora e poderia trazer problemas ainda maiores
A situação no local era assustadora e poderia trazer problemas ainda maiores
A situação no local era assustadora e poderia trazer problemas ainda maiores
A situação no local era assustadora e poderia trazer problemas ainda maiores
Após as obras uma grande transformação, com proteção e totalmente limpo
Após as obras uma grande transformação, com proteção e totalmente limpo
Após as obras uma grande transformação, com proteção e totalmente limpo
Após as obras uma grande transformação, com proteção e totalmente limpo

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios