Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Projeto do Governo Estadual oferta bolsas de estudo em Londrina para os cursos de corte e costura industrial; e de manutenção de aparelhos ar condicionado

A Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria Municipal do Trabalho, Emprego e Renda (SMTER) está recebendo inscrições para a Carreta do Conhecimento Digital. O projeto é uma realização do Governo Estadual, por meio da Secretaria da Justiça, Família e Trabalho, em parceria com a Volkswagen do Brasil e o Senai-PR.

O projeto atende todo o estado com diferentes cursos profissionalizantes. Em Londrina, as formações ofertadas são: corte e costura industrial; e manutenção de aparelhos ar condicionado. Quem quiser concorrer às bolsas de estudo, deve fazer sua inscrição com a SMTER até o dia 7 de maio.

São 60 bolsas de estudo para o curso de Corte e Costura e 54 para o de manutenção de aparelhos ar condicionado. Para concorrer é preciso ter mais de 18 anos, ter completado o ensino fundamental e possuir conhecimento básico em informática.

Os cursos terão turmas nos três períodos, manhã, tarde e noite. São 20 vagas para cada período para a turma de corte e costura e 18 para cada período para manutenção de ar condicionado.

Inscrições

Para se inscrever, o trabalhador deve acessar a página de qualificação da SMTER Londrina, www.londrina.pr.gov.br/qualificacao-profissional. No site, estão todas as informações sobre o projeto e a ficha de inscrição para concorrer às bolsas está à disposição para download.

A ficha deve ser completamente preenchida e enviada para o e-mail qualifica.trabalho@londrina.pr.gov.br. Quem tiver qualquer dificuldade para fazer o download pode solicitar o envio da ficha, também por esse e-mail.

Quem preferir fazer a inscrição presencialmente na SMTER poderá agendar um horário. Por conta das medidas de combate ao coronavírus, o agendamento prévio é obrigatório. O link para agendar o atendimento está disponível no mesmo site das inscrições.

Todas as inscrições serão enviadas ao escritório regional da  Secretaria da Justiça, Família e Trabalho, que fará a seleção dos candidatos e enviará a lista final ao Senai. Os selecionados serão convocados para efetivarem sua matrícula e receber as orientações necessárias para realização do curso.

Data de início e formato das aulas

A previsão para o início das aulas é 24 de maio para a turma de manutenção de ar condicionado e dia 5 de julho para a turma de corte e costura. Cada capacitação terá a carga horária de 80 horas.

O formato do curso será definido conforme a situação da pandemia. A depender do cenário, 100% das atividades ocorrerão a distância, com os alunos assistindo às aulas de casa e o professor ministrando os cursos ao vivo.

O projeto prevê, ainda, a possibilidade de um formato semipresencial, desde que as condições sanitárias permitam. Nesse caso, as aulas teóricas – que correspondem a 75% do curso – continuarão a ser online, e a parte prática será executada na unidade do Senai em Londrina, respeitando todos os protocolos de saúde.

O aluno selecionado que não tiver acesso à internet receberá um chip de celular com pacote de dados suficiente para realizar toda a parte remota do curso, mas é preciso ter um telefone celular que permita a conexão com a internet.

Para o secretário de Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost, o projeto tem o potencial de mudar as perspectivas do trabalhador. “Esses cursos são oportunidades que os trabalhadores têm para se capacitar e aumentarem as chances de conseguir um emprego melhor. Com as Carretas do Conhecimento estamos formando profissionais com qualificação para o mercado do trabalho”, disse Leprevost.

O secretário do Trabalho, Emprego e Renda de Londrina, Gustavo Santos, elogiou o projeto. “Ficamos imensamente contentes em apoiar essa ação tão importante do Governo do Estado. Quando fomos procurados para auxiliar nesse processo de inscrição, prontamente atendemos ao convite. Sabemos que quando as diferentes esferas do poder público atuam de forma sinérgica os resultados superam as expectativas”, garantiu.

A SMTER montou uma força tarefa para receber as inscrições. “Abrimos um canal exclusivo para receber as inscrições, fazer a gestão dos candidatos à bolsa de estudos e entregar o processo de forma organizada para que o escritório regional dê andamento de forma assertiva”, explicou Santos.

O secretário ainda elogiou as escolhas das capacitações que serão ofertadas. “São dois cursos que têm poder de transfo­rmar a realidade do aluno. Uma vez formado, ele terá as condições para empreender ou estará qualificado na busca pela inserção no mercado formal de trabalho”, pontuou Santos.

De acordo com a chefe do Escritório Regional de Londrina, da SEJUF, Deise Tokano, essa ação visa dar ferramentas para quem busca a inserção profissional. “Será uma excelente oportunidade de qualificação, principalmente neste contexto de pandemia que estamos inseridos, onde muitos precisam voltar ao mercado de trabalho”, afirmou.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios

Utilizamos cookies e coletamos dados de navegação para fornecer uma melhor experiência para nossos usuários. Para saber mais os dados que coletamos, consulte nossa política de privacidade. Ao continuar navegando no site, você concorda integralmente com os termos desta política.