Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Com um prédio próprio, a pasta economizará mais de R$ 300 mil por ano somente com os custos do aluguel

Pensando na economia dos gastos públicos e na qualidade do serviço prestado à população, a Prefeitura de Londrina retomou as obras de reforma e ampliação do Mercado Municipal do Quebec, situado entre as Ruas Humaitá, Raja Gabaglia e Virgínia. O local deverá abrigar a sede própria da Secretaria de Educação a partir de fevereiro 2022.

O investimento na reforma e ampliação do Mercado Quebec será de R$ 3,3 milhões e permitirá a construção de 792,54 m². Dessa maneira, o prédio passará de 646,9 m² para 1.439,44 m² em área total construída. Haverá um mezanino no piso superior da estrutura, além de salas administrativas, de assessoria e ouvidoria, gabinete, cozinha, dois novos sanitários, copa, áreas de atendimento, almoxarifado, depósito, estacionamento para funcionários e outros espaços. Tudo conforme as normas do Corpo de Bombeiros e da Vigilância Sanitária.

A obra-executada pela Tekenge Engenharia e Construção Ltda- contará com a reforma e melhoria de todo o sistema elétrico, hidráulico e estrutural existente, troca do telhado, novo piso, readequações de ambientes, escadas de acesso e componentes de acessibilidade. Para isso, serão necessários 240 dias, ou seja, cerca de 8 meses. “Esperamos que, em fevereiro de 2022, nós estejamos na nossa casa própria. A Secretaria de Educação começou no prédio da Prefeitura, mas ela cresceu tanto, em número de matrículas e de atendimentos, que hoje precisa de uma estrutura muito maior para funcionar como órgão gestor”, explicou a secretária de Educação, Maria Tereza Paschoal de Moraes.

Durante a visita técnica ao local, realizada ontem (2), o secretário de Planejamento, Orçamento e Tecnologia (SMPOT), Marcelo Canhada, explicou que a obra precisou ser paralisada e um novo processo licitatório foi necessário devido ao não cumprimento dos prazos contidos no cronograma pela primeira empreiteira contratada. “Tivemos que romper o contrato com a empresa que ganhou a primeira licitação. Isso serviu de modelo e inseriu uma nova forma de administrar as obras em Londrina. Por isso, estamos visitando todas elas, para que sejam entregues dentro do prazo previsto em contrato. Esse é um prédio histórico que estava totalmente depredado, sujo, feio e causava transtornos para os moradores da região. Agora, toda a região será valorizada e a educação ganhará uma casa, um palácio”, disse Canhada.

Atualmente, os serviços administrativos da Secretaria de Educação estão alocados em um prédio alugado, que fica na Avenida Madre Leônia Milito. Para utilizar o local, o Município aplica aproximadamente R$ 27 mil por mês com os custos do aluguel. Estes profissionais permanecerão no estabelecimento alugado até final de 2021 e início de 2022, quando deverá ser feita a mudança do mobiliário para o nova local. Com isso, será possível economizar anualmente R$ 325 mil dos cofres públicos, ou seja, R$ 3,24 milhões em 10 anos.

A nova sede da Educação está sendo construída no prédio do antigo Mercado Quebec que foi cedido pela Companhia de Habitação de Londrina (Cohab) e deverá receber mais de 150 profissionais dos setores de assessoria financeira, administrativa e pedagógica, além dos representantes dos Conselhos Municipais de Educação; de Alimentação Escolar e o do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Além de visitar o andamento da reforma e ampliação da sede da Educação, os fiscais da Prefeitura e o secretário de Planejamento, Orçamento e Tecnologia foram até o Residencial Portal Manacá, que está em execução no Jardim Peroba Rosa, região norte. Futuramente, o local abrigará um condomínio de apartamentos com 240 unidades. O projeto é viabilizado pela Companhia Municipal de Habitação (Cohab) e está cerca de 50% já realizada.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios