Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

O prefeito da cidade de Ibiporã, José Maria Ferreira, esteve na Prefeitura de Londrina para discutir a execução de projetos que visem a integração entre as cidades e o desenvolvimento da região metropolitana

Ontem (18), o secretário municipal de Planejamento, Orçamento e Tecnologia, Marcelo Canhada, se reuniu com o prefeito da cidade de Ibiporã, José Maria Ferreira, na sede da prefeitura de Londrina, para discutir a execução de projetos que viabilizem a interligação dos dois municípios e o desenvolvimento da região metropolitana de Londrina.

Na pauta principal esteve a discussão sobre o interesse, dos dois municípios, na continuação da Avenida dos Pioneiros, nos lados de Ibiporã e de Londrina, avaliando quais são as perspectivas e os projetos existentes, para que haja uma compatibilização do que está previsto no Planto Diretor e no Plano de Mobilidade Urbana de Londrina. Ficou definido que os municípios irão desenvolver projetos executivos, sob a mesma diretriz, para poder buscar a parceria, do governo do Estado, a fim de tornar o projeto viável, trazendo um eixo de desenvolvimento para os dois municípios.

Também foi discutido sobre o Contorno Leste, obra prevista para ser executada pelo governo do Estado. Neste caso, já existe um traçado, elaborado dentro do Departamento de Estradas e Rodagens (DER), o qual o município de Londrina pretende revisar para adequá-lo as novas necessidades de ambas as cidades.

Outra pauta girou em torno da continuidade da Avenida Saul Elkind, dentro dos municípios de Ibiporã e de Londrina, já que as cidades estão conurbadas. O objetivo do município de Ibiporã é criar, no local, uma região de desenvolvimento industrial. A obra também visa proporcionar maior segurança ao trânsito e melhor comunicação viária.

As lideranças também aproveitaram a oportunidade para discutir a questão das divisas entre os dois municípios, pois existem algumas áreas que causam dificuldades de gestão para as cidades.  Foi feita uma pauta para definir quais são os trechos de divisa, a fim de homologar um acordo, entre os municípios, e encaminhá-lo ao Instituto de Terras, Cartografia e Geologia do Paraná para que seja feita a definição, facilitando o desenvolvimento destas áreas.

O município de Londrina entregou, ao prefeito de Ibiporã, a proposta de um estudo de resolução sobre as divisas. O prefeito pediu 15 dias para analisar a proposta. Caso haja acordo, cada município irá encaminhar uma proposta de lei, à Câmara suas cidades, para aprovação.

Aproveitando a presença da coordenadora do Núcleo Regional da Casa Civil da Região Metropolitana de Londrina, Sandra Moya, foi pontuada, ainda, a implementação do viaduto do Grêmio.

O secretário de Planejamento, Marcelo Canhada, disse que é prioridade, do segundo mandato da administração do prefeito Marcelo Belinati, integrar toda a região metropolitana de Londrina. “Esse diálogo com as cidades da região, como Cambé, Ibiporã, Jataizinho e Rolândia, está mais constante.  Há projetos entre Londrina e Ibiporã, do ponto de vista de mobilidade urbana, que são de interesse comum. E o que nós queremos é unir as forças das duas cidades para termos uma melhor condição de viabilizar os recursos e fazer com que os projetos se tornem realidade. Tudo disso vai trazer um novo eixo de desenvolvimento para Londrina e Ibiporã e para a região como um todo”, pontou.

O prefeito de Ibiporã enfatizou que foi uma reunião muito produtiva, que buscou a melhor conurbação entre as duas cidades. “Há muito tempo precisávamos pensar na região conurbada de Londrina, Ibiporã, Cambé, Rolândia e Jataizinho, e com a administração do prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, e de sua atual equipe, teremos condições de avançar muito. Marcamos uma nova reunião, para o dia 5 de março, com os técnicos de Ibiporã e de Londrina, os quais já devem trazer dados mais avançados”, afirmou José Maria Ferreira.

Com relação à continuação da Avenida dos Pioneiros, a diretora de Planejamento Urbano e Diretora de Trânsito e Sistema Viário do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Londrina (IPPUL), Denise Ziober, disse que é necessário compatibilizar a visão dos dois municípios, para que não haja nenhum conflito de interesses entre as cidades. “É uma necessidade a compatibilização, inclusive de gastos futuros. Assim, passamos a atuar de forma conjunta, por meio de convênios ou de um órgão metropolitano que venha dirimir conflitos de interesses de ambas as partes. Foi um primeiro passo dado, extremamente importante, no sentido de começarmos a agir de forma metropolitana”, frisou.

A coordenadora do Núcleo Regional da Casa Civil da Região Metropolitana de Londrina, Sandra Moya, disse que a Casa Civil, regional Londrina, está trabalhando para fazer a integração entre os municípios e, com isso, organizar os projetos importantes para fortalecer a região metropolitana. “O governo do Estado tem determinado que os municípios encaminhem os projetos estruturantes, para que ele possa estar analisando e fazendo os investimentos. A região norte do Paraná é muito importante para o Estado e está sendo grande beneficiada deste governo. Todos os projetos que foram discutidos nesta manhã vão beneficiar toda a população da região e fortalecer o seu desenvolvimento”, frisou.

O encontro também contou com a presença do chefe de gabinete do prefeito Marcelo Belinati, Moacir Sgarioni, do diretor de Projetos da Secretaria de Obras e Pavimentação, Fernando Bergamasco, além da equipe técnica do IPPUL.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios