Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Um dos fundadores do Colégio Universitário e hoje proprietário da Escola Every, Ferraresi será homenageado em cerimônia hoje (26), às 20 horas

Com mais de cinco décadas de trabalho na formação escolar de crianças e jovens, o professor Alderi Luiz Ferraresi será homenageado nesta sexta-feira (26), na sala de sessões da Câmara Municipal de Londrina, com o título de Cidadão Benemérito do município. A homenagem, proposta pelo vereador Jairo Tamura (PR) por meio da lei nº 12.789/2018, será entregue em solenidade que começa às 20 horas, com transmissão online pelo site www.cml.pr.gov.br e pelo canal da Câmara no Youtube.

Diretor e sócio do Colégio Universitário por 42 anos e hoje proprietário da Escola Every, Ferraresi nasceu em Londrina em 1944 e começou a trabalhar muito cedo, ainda aos 11 anos de idade. Seu primeiro registro em carteira profissional foi feito em 1959, na empresa Gazeta do Norte. Depois, trabalhou na Companhia de Automóveis Mayrink Góes e, de 1966 a 1973, no Banco do Brasil. Ainda na década de 1960, porém, o chamado da sala de aula provocou uma reviravolta definitiva na sua vida profissional. “Sempre fui um aluno muito dedicado, com muita facilidade nas disciplinas de Física e Matemática. Eu terminei o ensino médio em 1964 e no ano seguinte fui para São Paulo fazer cursinho porque pretendia cursar Engenharia. Infelizmente questões financeiras impossibilitaram que eu continuasse e acabei passando em um concurso do Banco do Brasil em Londrina”, lembra. Ao retornar à cidade, em 1966, Ferraresi foi convidado a dar aulas de Física para alunos do ensino médio do Colégio Vicente Rijo.

Logo depois Alderi passou a lecionar em um cursinho pré-vestibular de Londrina, de onde saiu com um grupo de 14 professores e acadêmicos de Medicina para fundar, em 1969, o então Curso Universitário (atual Colégio Universitário). Na época, o cursinho, que preparava candidatos para os vestibulares de Medicina e Odontologia, funcionava em três salões alugados na Rua Sergipe. “Fiquei 42 anos no Universitário como sócio e diretor, e 25 anos trabalhando em sala de aula como professor de Física”, conta. Em 2011, Ferraresi abriu junto com os três filhos, Elaine, Rodrigo e Verlaine, a Escola Every, de educação infantil e ensino fundamental. “É uma escola pequena, com cerca de 200 alunos. O trabalho em uma escola menor acaba sendo mais realizador, pois conseguimos estar mais perto dos alunos e da família”, diz.

Valorização

Na justificativa ao projeto de lei que propôs a homenagem, o vereador Jairo Tamura afirma que o professor Ferraresi contribuiu significativamente com a educação em Londrina, não apenas por seu trabalho em sala de aula e como diretor de escola, mas por sua atuação como representante de instituições da rede particular de ensino. Em 1990, percebendo a necessidade de valorização do trabalho das escolas privadas da região, o professor mobilizou as instituições em torno da criação de uma entidade representativa, o Sindicato das Escolas Particulares do Norte do Paraná (Sinepe/NPR). Ferraresi foi o primeiro presidente do Sinepe/NPR e voltou a ocupar o cargo diversas vezes.

Para o professor, a homenagem precisaria ser dividida com os vários profissionais com os quais trabalhou em mais de cinco décadas dedicadas à educação. “Recebo esse título com humildade, porque entendo que um trabalho como esse não é exclusivo. É um trabalho com muita gente envolvida, com profissionais de toda ordem que permitiram que nos mantivéssemos envolvidos com o que gostamos”, afirma.

Asimp/CML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios