Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Parceria da Prefeitura de Londrina com a Polícia Militar do Paraná realizou atividades em 17 escolas municipais

Durante o segundo semestre letivo deste ano, 1.300 alunos da rede municipal de ensino puderam aprender mais sobre as medidas preventivas às drogas. Isso porque, eles participaram do Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd), do Batalhão de Patrulha Escolar (BPEC), da Polícia Militar do Paraná (PM), em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (SME).

Para comemorar o aprendizado recebido, a Prefeitura de Londrina e a Polícia Militar realizarão uma solenidade de formatura no dia 28 de novembro, às 19h30, na quadra do Colégio Estadual Vicente Rijo, que fica na Avenida Juscelino Kubitscheck, 2372, esquina com a Avenida Higienópolis.

Os alunos das 17 escolas municipais participantes e seus pais ou responsáveis foram convidados para prestigiar o momento. Por isso, a expectativa é que cerca de 1.500 pessoas estejam presentes e assistam à solenidade com as autoridades públicas, como a secretária municipal de Educação e o Comandante do Batalhão de Patrulha Escolar Comunitária (BPEC), Tenente-Coronel Mário Jorge Alves Lopes.

Os estudantes dos quintos anos da rede pública tiveram a oportunidade de aprender mais sobre drogas, violência, bullying, comunicação verbal e não verbal, pressão sofrida pelas crianças, a importância da construção de uma rede de ajuda, sobre como pesar os prós e contras de cada decisão, qual a postura adequada diante de cada uma delas e outros assuntos relevantes.

Isso porque, durante dez encontros, com cerca de 40 minutos cada, os instrutores da Polícia Militar deram aulas para os menores e utilizaram a cartilha especial para isso. O objetivo do programa é preparar as crianças para fazerem escolhas seguras e responsáveis na autocondução de suas vidas, de forma que consigam utilizar as estratégias mais adequadas para resistirem à oferta de ilícitos e do uso da violência.

De acordo com a responsável pelos projetos pedagógicos da Secretaria Municipal de Educação, Carla Cordeiro, levar questões como a violência, os perigos dos usos de drogas e de práticas ofensivas como o bullying é necessário, pois no ano seguinte as crianças adentrarão à rede estadual de ensino e estudarão em unidades escolares maiores, com crianças e adolescentes diferentes, o que, em certa medida, aumenta a probabilidade delas se envolverem em situações mais perigosas. Assim, realizando as atividades na escola e com os pais e responsáveis em casa, a PM e o Município criam momentos de reflexão sobre a importância da tomada de decisão.

“Com o PROERD, os alunos aprendem que cada atitude tem suas consequências e que elas afetam muito a vida deles. Por isso, eles precisam estar preparados para enfrentar os desafios do dia a dia e a tomarem as decisões corretas. Além de ser uma formação pedagógica, é uma formação que eles levarão para a vida inteira”, disse Cordeiro.

Escolas participantes – Nesta primeira etapa participaram as Escolas Municipais Zumbi dos Palmares; Atanázio Leonel, Professora Cláudia Rizzi; América Sabino Coimbra; Eurides Cunha, José Garcia Villar, Professora Jovita Kaiser e Professor Juliano Stinghen.

A expectativa dos organizadores é que as 87 escolas municipais de Londrina participem do programa. Por isso, as atividades continuarão assim que iniciar o próximo ano letivo, em 4 de fevereiro de 2020. A intenção é que mais instrutores da Polícia Militar possam participar das atividades de formação com os alunos.

História

O PROERD surgiu no Paraná em 2000. Foi aplicado em Londrina durante anos, porém, há mais de uma década ficou interrompido. Ao todo, mais de 1,6 milhão de crianças já passaram pelo programa no Paraná. Atualmente, na região próxima a Londrina, estão participando os municípios de Apucarana, Arapongas, Ibiporã, Jataizinho.

A iniciativa da PM é uma complementação pedagógica em prol do desenvolvimento da cidadania e segue o disposto na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), de acordo com os objetivos dos parâmetros curriculares, definidos pelo Ministério da Educação (MEC).

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios