Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Evento que apresenta as últimas tendências de Projeto de Fiscalização Integrada Municipal (FIM) foi apresentado como um case de sucesso

O Encontro de Usuários ESRI Brasil 2020, que acorre anualmente, busca apresentar as principais novidades da plataforma ArcGIS, casos de sucesso e representantes de empresas públicas e privadas, que são usuários da plataforma e da tecnologia da ESRI. Nesta oportunidade, entre todos os municípios do Brasil que utilizam a plataforma ArcGis, o município de Londrina teve destaque como case de sucesso de governo municipal, por meio do projeto Fiscalização Integrada Municipal (FIM).

Marcio Horaguti da Silva, diretor da Diretoria de Tecnologia da Informação (DTI), da Secretaria Municipal de Planejamento, Orçamento e Tecnologia, apresentou, na quinta-feira (10), o FIM, um projeto de integração de dados e processos nas atividades ligadas à fiscalização municipal por meio da utilização de geoprocessamento em dispositivos móveis. O trabalho foi desenvolvido em parceria com o Sistema de Informação Geográfica de Londrina (SIGLON), que organiza e produz dados para elaboração de mapas digitais georreferenciais.

Segundo Horaguti, o projeto Fiscalização Integrada Municipal irá utilizar dispositivos móveis, como tablets e mini impressoras,  com o objetivo de substituir os processos em papel, sem integração e outros. Assim que implementado, o novo sistema irá facilitar a ação dos fiscais de campo, possibilitando aplicações georreferenciadas, integradas ao sistema tributário e Sistema Eletrônico de Informação (SEI), entre outros.

Ainda de acordo com o diretor, o projeto visa trazer benefícios aos órgãos e secretarias municipais envolvidas no projeto, como as secretarias municipais da Fazenda, de Obras, do Ambiente e a Guarda Municipal. “O projeto apresenta várias vertentes, entre elas, a transparência, o controle interno, a economicidade e a inovação”, destacou.

Investimentos

O custo do projeto, com recurso disponível de R$480 mil foi financiado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDS), por meio do Programa de Modernização da Administração Tributária e da Gestão dos Setores Sociais Básicos (PMAT), que tem por objetivo apoiar projetos de investimentos que promovam qualidade e transparência da gestão pública.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios