Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Viabilizada a partir de um projeto financiado pelo  Instituto Federal do Paraná (IFPR), a ideia de confeccionar protetores faciais (ClipShield) já rendeu a distribuição  de 100 dispositivos ao Hospital do Câncer de Londrina (HCL).

O projeto, que tem contribuído para apoiar enfrentamento da emergência de saúde pública COVID-19, envolve participantes vinculados aos cursos Técnico em Saúde Bucal, Técnico em Prótese Dentária, Técnico em Informática Integrado ao Ensino Médio e Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas do IFPR – Campus Londrina, além de contar com a expertise e suporte de profissionais vinculados à Universidade Norte do Paraná (UNOPAR) e à empresa TRION 3D, inventora do dispositivo.

Com o valor recebido a partir da proposta, foi possível adquirir uma impressora 3D e materiais de consumo para confecção desses dispositivos, entregues no mês de julho diretamente à equipe de ações estratégicas e projetos do HCL.

De acordo com o coordenador da ação, professor Marcelo Poleti, após realizada essa primeira entrega, a equipe tem concentrado esforços no aprimoramento do produto e na tentativa de reduzir custos de produção. “Participar da ação é importante para colocarmos nossa instituição, com o apoio dos parceiros envolvidos, à serviço da comunidade neste momento tão desafiador de enfrentamento à COVID-19”, ressalta.

Conheça a proposta

O Projeto “Impressão e distribuição de protetores faciais (ClipShield) ao Hospital do Câncer de Londrina para proteção e prevenção ao COVID-19” foi contemplado por meio de uma chamada interna do IFPR, com o valor de R$ 5 mil reais.

Com objetivo de contribuir com a proteção dos profissionais de saúde do Hospital do Câncer de Londrina, por meio da distribuição de um novo protetor facial – ClipShield, o projeto contribui para prevenir a propagação do COVID-19 no ambiente hospitalar.

O ClipShield é dispositivo impresso em resina e fixado na armação dos óculos de proteção, possui um sistema de botão interno para a trava da folha de acetato, permitindo ajustar a altura da folha de proteção de acordo com o rosto do profissional. Este projeto conta com a parceria da empresa inventora do dispositivo (TRION – 3D Planning Center, Brasília/Brasil).

Priscilla Lopes Bertolino/Asimp/IFPR - Campus Londrina

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios