Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Para marcar o aniversário de 84 anos de Londrina, o prefeito Marcelo Belinati inaugurou o CCI Norte

A manhã da última segunda-feira (10) foi marcada por muita festa e alegria em Londrina. Isso porque, o prefeito Marcelo Belinati inaugurou o novo Centro de Convivência do Idoso, localizado na Rua Luís Brugin, 570, esquina com a Avenida Saul Elkind e a Rua Azulão, no Conjunto Maria Cecília, região norte.

A inauguração do espaço contou com a presença de mais de 300 pessoas, que puderam desfrutar das apresentações do Clube de Choro, da Escola de Dança Marquinhos Flap, do músico Tinho Lemos e da banda do projeto “Vivenciando a Música na Terceira Idade”. Segundo o prefeito, a intenção foi dar um presente a Londrina, neste aniversário de 84 anos de Londrina, levando-se em consideração o grande número de idosos que vivem na região norte.

Atualmente, segundo dados do último levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), na região norte vivem cerca de 16 mil pessoas com mais de 60 anos, o que representa 21% da população idosa de Londrina. “O número de idosos cresce cada vez mais e este espaço vai propiciar à população da zona norte uma interação maior, mais integração, concursos, atividades, oficinas, ações, baile para os idosos, enfim vai fazer com que as pessoas possam ter mais qualidade de vida. Esse é nosso presente de aniversário pelos 84 anos da cidade”, frisou o prefeito.

Para o padre da Paróquia Santa Cruz, localizada no Conjunto Luiz De Sá, Alexandre Alves Filho, o novo CCI de Londrina será um espaço importante para os idosos e os ajudará a deixar o lar e, muitas vezes, o isolamento social, para a realização de atividades de bem-estar que ajudem na manutenção da qualidade de vida desse público tão específico. “Aqui na região da zona norte, temos muitos idosos e esse espaço é privilegiado para a convivência deles. Como padre vemos muitas pessoas isoladas dentro de casa e idosos que não saem. E esse espaço será privilegiado para eles, com atividades e coisas voltadas à pessoa idosa, isso é fundamental. Eu mesmo serei um que vou encampar o projeto. É uma obra muito bem-vinda pra nós”, destacou o padre.

A moradora do Conjunto Habitacional Aquiles Stenghel, Maria de Lurdes Oliveira Garcia, de 60 anos, é uma das pessoas que pretende usufruir das ações que o CCI Norte está ofertando. “Pela quantidade de pessoas que têm aqui hoje, a gente vê que realmente estava precisando de um Centro do Idoso aqui na zona norte. Aqui a gente não tinha um lugar assim pra ir e eu espero frequentar. Já até tenho a programação completa das atividades”, disse a idosa.

Estrutura

O espaço mede 672,75 metros quadrados e engloba dois auditórios, camarim e lavabo, salão multimídia para eventos, biblioteca, salas para oficinas, sala para técnicos, cozinha, lavanderia, banheiros adaptados para pessoas com deficiência, pátio de serviço, além de recepção, sala de espera, espaço para administração, jardim interno e duas vagas para deficientes físicos.

O custo da obra foi de R$ 1.383.692,12 somados a um aditivo no contrato no valor de R$ 70 mil. Todo o recurso é advindo de destinações de parte de Imposto de Renda ao Fundo Municipal dos Direitos do Idoso (FMDI), que é gerenciado pelo Conselho Municipal dos Direitos do Idoso (CMDI). A inciativa é fruto de uma parceria com a Ambev e com o Banco Itaú.

“Essa é a primeira parceria público privado estabelecida para a construção do CCI, com duas grandes empresas Ambev e Banco Itaú, que direcionaram parte de seu imposto de renda devido para o Fundo Municipal do Idoso. Além disso, toda obra e os equipamentos também vieram desse fundo, que somou mais R$ 500 mil para equipar todo o espaço”, explicou a secretária municipal do Idoso, Andrea Ramondini Danelon. A empresa vencedora da licitação e responsável pelas obras foi a Reconstrul Construções Civis Ltda.

Durante a solenidade, a secretária de Estado da Família e Desenvolvimento Social do Estado do Paraná (SEDS), Nádia Moura, que esteve presente, lembrou que a ordem de serviço para a construção do CCI Norte foi dada quando ela ainda era a secretária municipal do Idoso de Londrina, motivo este que gera grande alegria e satisfação ao ver a obra finalizada e equipada. “É uma alegria muito grande para a gente ver toda a equipe muito emocionada, porque foi uma conquista, tanto do Conselho do Idoso, quanto da gestão municipal. Estamos felizes de colocarmos o CCI em funcionamento, ainda mais que é em frente ao Centro do Maria Cecília, onde os idosos poderão utilizar a piscina, porque vamos buscar parcerias para que eles possam fazer atividades ali, como hidroginástica”.

Atividades

Com a inauguração, o espaço começa a ofertar vários serviços e segundo Andrea, a intenção é que nos meses de dezembro e janeiro os idosos possam conhecer o novo espaço e se cadastrem nas atividades que serão oferecidas gratuitamente. Futuramente, serão ministradas aulas de dança, atividades físicas e culturais, ações de socialização, alfabetização para idosos, dinâmicas de grupo, cursos de informática, artesanato, oficinas de qualidade de vida e cidadania, educação financeira, palestras educativas, tardes festivas e reuniões com grupos de idosos. A capacidade máxima do local, por evento, é de 500 pessoas.

Ontem (11), por exemplo, o local recebeu, das 9h às 11h, a palestra sobre “Protagonismo e Direitos da Pessoa Idosa”, com a palestrante e coordenadora estadual da política da pessoa idosa, Fabiana Vieira Franz. Também estiveram presentes o presidente do Conselho Estadual dos Direitos do Idoso (Cedi/PR) e superintendente das Políticas de Garantia de Direitos do Paraná, Leandro Nunes Meller, e a chefe do escritório regional da SEDS, Ireny Sorge. As 14 horas, foi realizada atividade com o Projeto Intergeracional, com os idosos das três Instituições de Longa Permanência de Londrina. A contadora de histórias e integrante do projeto “Vivenciando a Música na Terceira Idade”, que conta com patrocínio do Programa Municipal de Incentivo à Cultura (PROMIC), Flavia Harui, estará presente e fará uma apresentação com a ajuda do músico Tinho e de sua banda.

Além disso, os idosos interessados em participar das futuras oficinas e outras atividades poderão se inscrever, deixando o cadastro certo para as próximas atividades como a Oficina Idoso Conectado (que é um curso para o uso de celular e redes sociais), para as oficinas de artesanato, os grupo de idosos, as tardes de dança, as palestras educativas, os passeios e outras ações.

O CCI Norte foi construído na Rua Luís Brugin, s/n, esquina com a Avenida Saul Elkind e a Rua Azulão, uma localização privilegiada na região norte de Londrina, que conta com acesso facilitado através do transporte coletivo. Os interessados poderão utilizar as linhas de ônibus 405, 406 e 407 do Terminal Central rumo ao CCI Norte. Além disso, ele fica próximo ao módulo da Guarda Municipal de Londrina e da Polícia Militar do Paraná.
Ana Paula Hedler/NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios