Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A devoção ao Coração de Cristo foi um antídoto para suscitar nos fiéis o amor ao Senhor

Hoje, a Igreja Católica celebra a Solenidade do Sagrado Coração de Jesus. Além da celebração litúrgica, muitas outras expressões de piedade têm por objeto o Coração de Cristo. Não há dúvida de que a devoção ao Coração do Salvador tem sido, e continua a ser, uma das expressões mais difundidas e amadas da piedade eclesiástica. Entendida à luz da Sagrada Escritura, a expressão “Coração de Cristo” designa o mesmo mistério de Cristo, a totalidade do Seu ser, a Sua Pessoa considerada no Seu núcleo mais íntimo e essencial.

Como o têm lembrado frequentemente os Romanos Pontífices, a devoção ao Coração de Cristo tem um sólido fundamento na Escritura. Jesus apresenta-se a si mesmo como Mestre “manso e humilde de Coração” (Mt. 11,29). Pode-se dizer que a devoção ao Coração de Jesus é a tradução em termos cultuais do reparo que, segundo as palavras proféticas e evangélicas, todas as gerações cristãs voltaram para Aquele que foi atravessado (cf. Jo 19,27; Zc 12,10), isto é, o costado de Cristo atravessado pela lança, do qual brotou sangue e água, símbolo do “sacramento admirável de toda a Igreja”.

A Idade Média foi uma época especialmente fecunda para o desenvolvimento da devoção ao Coração do Salvador. Homens insignes pela sua doutrina e santidade, como São Bernardo (+1153), São Boaventura (+1274), Santa Lutgarda (+1246), Santa Matilde de Magdeburgo (+1282), as Santas Irmãs Matilde (+1299) e Gertrudes (+1302), Ludolfo de Saxónia (+1378) e Santa Catarina de Sena (+1380) aprofundaram o mistério do Coração de Cristo no qual percebiam o “refúgio” onde acolher-se.

As formas de devoção ao Coração do Salvador são numerosas; algumas têm sido explicitamente aprovadas e recomendadas pela Santa Sé. Entre elas devem ser lembradas: a Consagração pessoal; a Consagração da família; as Ladainhas do Sagrado Coração de Jesus; o Ato de Reparação e a prática das Nove Primeiras Sextas-feiras.

A devoção ao Coração de Cristo foi um antídoto para suscitar nos fiéis o amor ao Senhor e a confiança na Sua infinita misericórdia, da qual o Coração é prenda e símbolo.

"A devoção ao Sagrado Coração de Jesus, padroeiro da cidade de Londrina, é a devoção ao amor. Revelada no dia 27 de Dezembro de 1673, surgiu a partir da aparição do próprio Jesus Cristo a Santa Margarida Maria Alacoque, uma freira que pertencia a uma congregação conhecida como Ordem da Visitação. Essas aparições ocorreram durante orações na presença do Santíssimo Sacramento. Nesses momentos, Cristo pedia que ela difundisse essa devoção pelo mundo.

Em Londrina, a devoção chegou nos idos da década de 1930, mais precisamente no ano de 1934, quando o então bispo de Jacarezinho, Dom Fernando, veio dar posse ao primeiro padre do novo município e trouxe consigo uma imagem do Sagrado Coração de Jesus, consagrando a comunidade nascente e transformando em padroeiro da cidade.

As orações dedicadas ao Sagrado Coração de Jesus se espalharam pelo mundo. O próprio Evangelho traz a devoção ao amor. As referências são o gesto de São João, discípulo amado, encostando a sua cabeça em Jesus durante a última ceia (João 13, 23) e na cruz, onde o soldado abriu o lado de Jesus com uma lança (João 19, 34). A mensagem de Jesus é clara: misericórdia. E a expressão dela é o coração humano e divino do Verbo Encarnado.

A imagem do Sagrado Coração de Jesus, revelada pelo próprio Jesus a Santa Margarida, traz uma série de símbolos e significados. O primeiro deles é o próprio coração, que salta fora do peito, cercado de espinhos e ardendo em chamas. Simboliza o grande amor de Deus, que levou Cristo a se entregar numa cruz e morrer por cada um de nós. As chamas em volta representam o amor vivo e atual, ardendo de paixão pelo ser humano, ou ainda o fogo do Espírito Santo, que consome cada um com o amor infinito de Cristo. Dessa forma, também aquecer os corações.

Já os espinhos representam a indiferença do ser humano ao grande e infinito amor de Deus, ferindo o coração de Jesus. Mas, o convite de Cristo é sempre para nos (re)aproximarmos de seu amor. Por isso, a mão esquerda aponta para o coração. Claro, as chagas de Jesus aparecem para relembrar o sofrimento na cruz. É um sinal do amor que vai às últimas consequências.

Mas, envolto em manto e túnica, a imagem do Sagrado Coração de Jesus nos lembra que a cor vermelha do manto é o sangue, o sofrimento e a morte de Deus, além do fogo do Espírito Santo que preenche o nosso coração, ou então o branco da túnica representa a pureza, a santidade, a divindade e a bondade de Deus.

À Santa Margarida Maria Alacoque, Cristo enviou 12 promessas para quem nutre a devoção ao Sagrado Coração de Jesus.

1 – Dar-lhes-ei todas as graças necessárias ao seu estado de vida.

2 – Estabelecerei a paz nas famílias.

3 – Abençoarei os lares onde for exposta e honrada a imagem do meu Sagrado Coração.

4 – Hei de consolá-los em todas as dificuldades.

5 – Serei o seu refugio durante a vida, e em especial durante a morte.

6 – Derramarei bênçãos abundantes sobre seus empreendimentos.

7 – Os pecadores encontrarão no meu Sagrado Coração, uma fonte e um oceano sem fim de misericórdia.

8 – As almas tíbias (tímidas e vacilantes na fé) tornar-se-ão fervorosas.

9 – As almas fervorosas ascenderão rapidamente a um estado de grande perfeição.

10 – Darei aos sacerdotes o poder de tocar nos corações mais empedernidos.

11 – Aqueles que propagarem esta devoção terão os seus nomes escritos no meu Sagrado Coração, e dele nunca serão apagados.

12 – Prometo-vos, no excesso da misericórdia do meu Coração, que o meu Amor Todo Poderoso, concederá, a todos aqueles que comungarem na primeira sexta-feira de nove meses seguidos, a graça da penitência final; não morrerão no meu desagrado, nem sem receberem os Sacramentos. O meu divino Coração será o seu refúgio de salvação nesse derradeiro momento". Rita Vezozzo Braile, empresária em Londrina

Sagrado Coração de Jesus, rogai por nós!

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios