Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

A Prefeitura de Londrina autorizou na segunda-feira (27) o início das obras da nova sede regional do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), em um terreno ao lado do Terminal Rodoviário de Londrina, na Avenida Dez de Dezembro, 1.650, esquina com Rua Potiguares. O investimento é de cerca de R$ 4,5 milhões e a verba é oriunda do Governo do Estado, por meio do trabalho dos deputados Cobra Repórter, Tercílio Turini e Tiago Amaral.

De acordo com a Prefeitura, a nova sede do SAMU será construída em um terreno de 4.716 m² e a obra terá metragem de 2.057,63 m², com 1.670 m² de área construída e reforma de mais 430 m². A localização vai permitir o acessos rápido a grandes avenidas e vias rápidas, facilitando o deslocamento para qualquer parte da cidade. O prazo de execução é de 12 meses.

“Investir na saúde é fundamental para garantir qualidade de vida à população. Mais uma vez o governo de Ratinho Junior não deixou Londrina para trás e investiu na nova sede do SAMU. Londrina é uma cidade estratégica para toda a região, em especial quando se trata do resgate aéreo. Com a nova sede, o atendimento será muito mais rápido  e poderá salvar muito mais vidas”, destacou Cobra Repórter.

Atualmente, o SAMU conta com duas bases, que funcionam em endereços distintos, sendo uma delas para as atividades de regulação e outra para abrigar ambulâncias e veículos, nas regiões central e leste da cidade, respectivamente. E a unidade móvel, o helicóptero, é abrigado no Aeroporto Governador José Richa.

O novo local funcionará em três pavimentos: no térreo ficará a área de entrada e saída de veículos, com estacionamento para a frota de ambulâncias, que hoje conta com 17 veículos. Este espaço também terá local para lavagem e desinfecção dos veículos e equipamentos, refeitório, alojamento para os profissionais (masculino e feminino) com instalações sanitárias, almoxarifado e recepção. E, ainda, a área para o heliponto de atendimento aeromédico. O primeiro andar será composto de sala para equipe do Complexo Regulador de Urgência (Central de Leitos e Interserviços e Central de Urgência do SAMU 192), sala de rádio, sanitários com acessibilidade, masculino e feminino, copa e alojamentos. No segundo piso haverá almoxarifado, salas de coordenação médica e de enfermagem, salas administrativas e de reuniões, copa e sanitários. E no terceiro andar, ficarão as salas de treinamento, auditório, salas de apoio para funcionamento do prédio, Núcleo de Educação em Urgência (NEU), setor administrativo, copa e sanitários.

Asimp/Deputado Cobra Repórter/Com informações da Prefeitura de Londrina

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios