Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Campanha Fique Sabendo foi realizada na semana passada, em alusão ao Dia Mundial da Saúde; próxima ação deve acontecer em maio

O Centro de Testagem e Aconselhamento Dr. Bruno Piancastelli Filho (CTA), da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), divulgou, ontem (12), o balanço dos atendimentos realizados durante a Campanha Fique Sabendo. Promovida em alusão ao Dia Mundial da Saúde, que é celebrado anualmente no dia 7 de abril, a ação teve o objetivo de incentivar a realização de exames preventivos e diagnósticos precoces para diversas doenças.

Segundo os dados oficiais do CTA de Londrina, entre os dias 5 e 8 de abril, 69 pessoas procuraram o serviço gratuito de testagem rápida para a detecção de Infeções Sexualmente Transmissíveis (ISTs), como HIV/aids, sífilis, hepatites B e C e outras. Dessas, 49 pessoas eram do sexo masculino e 20 do feminino. Dentre os homens, dois deles positivaram para HIV/Aids, sendo um deles na faixa dos 25 aos 29 anos e o outro entre os 30 e 34 anos de idade. Entre as mulheres que realizaram o teste rápido, nenhuma delas registrou positivo para o vírus HIV.

No que se refere ao exame de sangue VDRL (Venereal Disease Research Laboratory), que atua no diagnóstico da sífilis, quatro homens e uma mulher tiveram diagnóstico positivo para a infecção causada pela bactéria Treponema pallidum.

Os testes rápidos também verificaram a presença das hepatites B e C, que costumam ser silenciosas e acabam sendo descobertas quando a doença está na fase avançada, gerando doenças como a cirrose e o câncer de fígado, por exemplo. Entre as 69 pessoas participantes da campanha, nenhuma testou positivo para as hepatites virais, que são transmitidas pelo sangue e outros líquidos/secreções corporais contaminados.

Segundo o enfermeiro do CTA, Edvilson Lentine, a participação dos meios de comunicação na divulgação das campanhas realizadas pelo Centro de Testagem e Acompanhamento tem ajudado o serviço. Isso porque, por meio de um comparativo rápido com as campanhas anteriores, é possível perceber que, com o passar do tempo, mais pessoas têm procurado o CTA para saber se estão infectadas ou não.

“A divulgação nos meios de comunicação está sendo essencial. Foram 23 vagas ofertadas por dia, totalizando 92 atendimentos durante a mobilização. Percebemos que, a cada campanha, vem aumentando o número de pessoas participantes, o que nos leva a crer que, quanto mais divulgação for feita sobre a importância de realizar os exames, mais as pessoas vão criando coragem para fazê-los”, disse o enfermeiro do CTA.

De acordo com os comparativos, em fevereiro, 56 pessoas participaram da campanha, sendo que duas descobriram estar com HIV/aids positivo, uma com sífilis e outra com HCV. No mês seguinte, 61 pessoas compareceram ao CTA durante a campanha, das quais quatro testaram positivo para HIV/aids e seis para sífilis. Em abril, o número subiu para 69 pessoas, sendo duas com HIV positivo e cinco diagnosticadas com sífilis. “Se analisarmos os dados, aumentou o número de pessoas novas que vieram fazer o exame, e diminuiu o número de diagnósticos positivos para as ISTs. O essencial é que os exames sejam ofertados e as pessoas busquem o serviço para realizar os testes, porque o diagnóstico precoce é o que mais importa. E esse objetivo está sendo realizado com muito sucesso”, finalizou Lentine.

A próxima campanha deverá ser realizada em maio, para chamar a atenção dos trabalhadores para a importância dos testes rápidos.  Isso porque, de 1º de janeiro de 2021 até ontem, dia 12 de abril, 665 pessoas realizaram os testes rápidos no CTA, dentre os quais 482 eram homens e 183 mulheres.

Desse total, 25 homens testaram positivo para o HIV/aids, sendo que 21 deles têm entre 20 e 34 anos de idade, ou seja, um público adulto jovem.  Além disso, 51 homens foram diagnosticados com a sífilis, especialmente prevalente entre aqueles com entre 20 e 49 anos de idade. Três indivíduos do sexo masculino confirmaram estar com hepatite C e nenhum com hepatite B.

Já entre as 183 mulheres, nenhuma positivou para o HIV/aids e para hepatite B. Porém, 10 estavam com sífilis e uma com hepatite C. Entre as mulheres com sífilis, o perfil etário varia dos 15 aos 59 anos de idade.

Onde buscar ajuda

A população pode realizar os testes rápidos e gratuitos para HIV/aids, sífilis, hepatites B e C e também para tuberculose na sede do Centro de Testagem e Acompanhamento (CTA), que fica na Alameda Manoel Ribas, nº 01, no Centro.

Para isso, é necessário agendar um horário pelo site da Prefeitura de Londrina, por meio do link https://www.londrina.pr.gov.br/agendamentos, e comparecer no dia e hora marcados utilizando máscara de proteção e portando um documento de identificação com foto (RG ou Carteira de Motorista). Quem não puder comparecer no horário agendado precisa avisar ao CTA.

Os agendamentos respeitam o tempo de 30 minutos entre um atendimento e o próximo, seguindo todas as normas da Vigilância Sanitária para evitar a propagação do novo Coronavírus.  Não é necessário estar em jejum para realizá-los.

Os exames são fornecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS), por meio de produtos registrados e controlados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA/MS). Em caso de dúvidas, o cidadão pode telefonar para (43) 3378-0146 ou (43) 3378-0147, de segunda a sexta-feira, das 7h às 12h30.

Benefícios

Realizar o teste rápido para as ISTs traz diversos benefícios aos pacientes. Ele é um exame seguro e sigiloso, que aponta o diagnóstico precoce das infecções e doenças. É de acesso fácil, gratuito e rápido, sendo possível agendar um horário pela internet, sem a necessidade de sair de casa ou do trabalho. Os casos de resultados positivos para as ISTs são encaminhados imediatamente aos serviços médicos especializados, para iniciar o tratamento no Ambulatório de HIV/aids. Todos os indivíduos que fazem os exames recebem orientações e insumos para o sexo seguro, como gel lubrificante e preservativos.

NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios