Digite pelo menos 3 caracteres para uma busca eficiente.

Enfermeira abordará as doenças mais frequentes nas mulheres de várias faixas etárias

Nesta sexta-feira (19), às 14 horas, a população está convidada para participar de uma conversa sobre a saúde da mulher com a enfermeira de Educação Permanente da Unimed Londrina, Maria Fernanda Manoel Imazu. A palestra será realizada, gratuitamente, na sede do Viva Vida do União da Vitória IV, que fica na Rua da Cidadania, 299, região sul.

Durante o encontro, a enfermeira abordará as doenças mais frequentes nas mulheres de várias faixas etárias, assim como as formas de prevenção, identificação e tratamento das mesmas. Entre as enfermidades mais comuns estão o câncer de mama, de colo de útero e de colo retal, osteoporose e as Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs).

De acordo com a profissional da saúde, o câncer de mama ainda é a doença que mais atinge as mulheres brasileiras, seguido do câncer de colo retal e de colo de útero. Além disso, os índices da doença estão aumentando com o passar dos anos. “Vamos falar de doenças que podem ser tratáveis para não evoluírem para quadros mais graves, como os vários tipos de câncer, osteoporose e ISTs. Se identificadas no início têm tratamento e as mulheres podem levar uma vida normal”, explicou Maria Fernanda.

Segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), há uma previsão de surgimento de mais de 16 mil casos de câncer de colo de útero, no Brasil, apenas em 2018 e outros 59 mil de câncer de mama. Em 2013, faleceram devido à primeira, mais de 5.400 brasileiras e outras cerca de 14 mil mulheres por causa do câncer de mama.

Em Londrina, de acordo com dados da Secretaria Municipal de Saúde, somente neste ano, foram notificadas 46 mortes por câncer de mama e 14 decorrentes de câncer de colo de útero. Em 2017, foram registrados, em Londrina, 53 óbitos por câncer de mama e outros 19 por câncer de colo de útero.

Recomendações

Atualmente, é recomendado que as mulheres, de 50 a 69 anos, realizem a mamografia, em um intervalo de 2 anos entre um exame e outro, além de fazerem o autoexame diário da mama. A recomendação para a auto palpação serve para as mulheres de todas as idades. Já o preventivo de câncer de colo de útero deve ser feito por todas as mulheres entre 25 a 59 anos, pelo menos uma vez ao ano, ou a cada 2 anos, se os resultados dos exames estiverem sem alterações.

Ana Paula Hedler/NCPML

Comentários:

Seja o primeiro a comentar!


Deixe seu comentário:

Aceita receber as novidades do Jornal União em seu e-mail?
* todos os campos são obrigatórios